Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

POSITIVO PARA COVID-19

Deputados desejam recuperação de Bolsonaro e cobram mudança de postura

Três representantes de Mato Grosso do Sul na bancada federal se manifestaram sobre a situação em suas redes sociais
07/07/2020 17:25 - Nyelder Rodrigues


 

Pelo menos três deputados federais de Mato Grosso do Sul se manifestaram nesta terça-feira (7) após ser confirmado a infecção do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pelo novo coronavírus. Ele apresentou sintomas da covid-19, com febre e dores no corpo, e foi testado para a doença, tendo o resultado saído no fim da manhã.

O resultado positivo para covid-19 foi anunciado pelo próprio presidente, em entrevista à imprensa. A confirmação tomou os noticiários televisivos durante todo o dia e motivou a manifestação dos parlamentares. Dois deles desejaram melhoras para o presidente, mas aproveitaram também para cobrar mudança de postura diante da pandemia.

"Bolsonaro testou positivo pra Covid-19. Desejo-lhe saúde e uma boa recuperação. Não faço  política com ódio. Quem odeia não é livre, mas escravo do ódio. Indignação na política, sim; ódio, jamais", frisa Fábio Trad (PSD), em sua conta no Twitter.

Ele completou seu posicionamento afirmando que não é por que discorda do presidente em vários temas que, agora, irá desejar o mau para Bolsonaro. "Que este momento te humanize e o faça respeitar a dor daqueles que, vítimas da 'gripezinha', não terão o mesmo tratamento que o teu", cobra o deputado.

Além disso, Trad também aproveitou a oportunidade para criticar apoiadores do atual governo federal que apresentam "uma exuberante coleção de xingamentos" ao comentar suas postagens nas redes sociais. "Me impressionaram por duas características: repetidos como chavões e obcecados por falos. Nada de ideias e opiniões".

Outro que também desejou melhoras, mas cobrou mudança na postura do presidente, foi o pedetista Dagoberto Nogueira. Ele usou sua página no Facebook para se manifestar, sendo mais sucinto. "Que ele melhore, mas o que mais nos preocupa é que a postura do mesmo não muda e ele continua banalizando a doença mesmo assim. Lamentável", dispara.

Contraponto

Contudo, o lado oposto à Fábio Trad e Dagoberto Nogueira foi feito pelo deputado federal Luiz Ovando (PSL), que é médico e apoiador do presidente. Obviamente, ele também fez votos pela recuperação do presidente, mas defendeu sua postura até aqui.

"O presidente Bolsonaro testou positivo para o novo coronavírus. Após ter tomado a segunda dose da hidroxicloroquina conforme protocolo, ele já se encontra muito melhor", comenta o parlamentar em sua página no Facebook.

Em seguida, ele ainda destaca que o uso de tal medicação na fase inicial é mais eficaz. "Sejamos sensatos. Tentaram politizar o uso da cloroquina e agora, mais uma vez, teremos a oportunidade de constatar a eficácia da medicação", afirma.

O uso da hidroxicloroquina em pacientes ainda na fase inicial da covid-19 faz parte do protocolo que será adotado pela prefeitura de Campo Grande, após um grupo de médicos encabeçado por Sandro Benites, chefe do Centro Integrado de Vigilância Toxicológica (Civitox), defender a utilização do medicamento em reunião com o prefeito Marcos Trad.

 

Felpuda


Nos bastidores, há quem garanta que a única salvação, de quem está com a corda no pescoço, é ele aceitar ser candidato a vice-prefeito em chapa de novato no partido. Vale dizer que isso nunca teria passado por sua cabeça, uma vez que foi eleito com, digamos, “caminhão de votos”. Se aceitar a imposição, pisaria na tábua de salvação; se recusar, poderá perder o mandato. Ah, o poder!