Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PREFEITO E VEREADOR

MS obtém registro de 8.582 candidatos nas eleições 2020; prazo encerrou neste sábado

Brasil bateu recorde de candidatos e registrou 517.786 solicitações, o que já era esperado pelos analistas políticos
26/09/2020 19:07 - Flávio Veras


O Mato Grosso do Sul obteve 8.582 registro de candidaturas a prefeito, vice e vereadores para às eleições deste ano, confirmadas após o encerramento das solicitações estipulado pela Justiça Eleitoral, que aconteceu neste sábado (26), às 18h. 

No entanto, todos os pedidos ainda passarão por análise do Tribunal Regional Eleitoral do Estado (TRE-MS) e, caso tenham alguma irregularidade, podem ser indeferidas pelos órgãos.  

Contudo, foram registrados solicitações de 288, a prefeito; 290, a vice e 7824, a vereador. Em todo o país, foram registradas 517.786, um recorde. Em 2016, os tribunais recusaram 5,62% dos pedidos.

Há quatro anos, o motivo mais frequente da cassação ou de indeferimento dos pedidos era justamente a falta de um dos requisitos de registro (77,21% das recusas).

Esse aumento já era esperado, pois após a minirreforma política, aprovada em 2015, as candidaturas proporcionais (por coligação), passou a não valer.  

Agora os partidos só elegem seus candidatos pela legenda, ou seja, muitos deles lançaram o maior número de candidatos possível para obter votos e, consequentemente, ocupar o maior número de cadeiras possíveis nos Legislativos Municipais.  

CAMPANHA

A campanha eleitoral para as eleições municipais de 2020 terá início neste domingo. Por conta da pandemia de coronavírus (Covid-19), o corpo a corpo – algo natural em eleições passadas – deixará de existir.  

O contato será, em sua maioria, virtual e as reuniões deverão respeitar as regras de biossegurança, que variam de município para município.  O prazo para enviar a documentação necessária das candidaturas para prefeito e vereadores nas eleições 2020 termina neste sábado, às 18h (MS). O início será somente cinco horas depois: meia-noite de domingo.  

RÁDIO E TV

Já a propaganda eleitoral obrigatória em cadeias de rádio e TV começará a partir do dia 9 de outubro.  

IDA ÀS URNAS

Por causa da pandemia do coronavírus, o pleito deste ano teve de ser alterado de setembro para novembro. Com a mudança, o primeiro turno das eleições será realizado dia 15 de novembro e o segundo turno, que é realizado apenas em cidades com mais de 300 mil eleitores, dia 28.

 

 
 

Felpuda


Conversas muito, mas muito reservadas mesmo tratam de possível mudança, e não pelo desejo do “inquilino”.

Por enquanto, e em razão de ser um assunto melindroso, os colóquios estão sendo com base em metáforas.

Até quando, não se sabe, pois o que hoje é considerado tabu poderá se tornar assunto em rodinhas de conversas.

Como dizia o célebre Barão de Itararé: “Há mais coisas no ar, além dos aviões de carreira”. Só!