Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PRESIDÊNCIA

Pesquisa mostra que Moro é 2º na intenção de votos para 2022

Se eleições fossem hoje, ex-ministro teria 18% das intenções de voto e Bolsonaro 27%
02/05/2020 09:15 - Da Redação


 

Pesquisa divulgada pela revista Veja mostrou que o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, teria 18% das intenções de voto para a disputa presidencial de 2022, caso fosse candidato. O primeiro colocado é o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), com 27%.

O levantamento foi feito pelo instituto Paraná Pesquisas e foi feita entre os dias 26 e 29 de abril, logo após a saída de Moro do Governo Federal, quando fez sérias acusações ao atual presidente, como tentar interferir politicamente na Polícia Federal.

Conforme a pesquisa, o terceiro colocado, tecnicamente empatado com Moro dentro da margem de erro – dois pontos percentuais para mais ou para menos, é Fernando Haddad (PT) com 14%, que foi o segundo colocado nas eleições presidenciais em 2018.

Vale ressaltar que o ex-juiz federal não é filiado a nenhum partido político, até agora, mas ganhou reconhecimento nacional durante sua atuação na Vara Federal de Curitiba, a frente da Lava Jato, que tratava sobre esquemas de corrupção envolvendo empresas e políticos de vários partidos.

No dia 24 de abril Moro pediu demissão do cargo de ministro da Justiça após o presidente Jair Bolsonaro exonerar o diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo. A publicação no Diário Oficial da União diz que a demissão teria ocorrido a pedido e vinha originalmente com a assinatura do ex-juiz federal. Entretanto, durante coletiva, Moro negou ter recebido pedido formal de Valeixo e também negou que houvesse assinado sua saúda da corporação.

MANDETTA

Além de Moro, outro ex-ministro que aparece na pesquisa, de acordo com a Veja, é Luiz Henrique Mandetta, que estava no Ministério da Saúde até abril deste ano, onde comandou a pasta durante a pandemia do novo coronavírus. O sul-mato-grossense tem 6,8% das intenções de voto, e aparece à frente do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que na pesquisa teria 4,4% dos votos, porém, ambos estão empatados na margem de erro da pesquisa, que é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

 

Felpuda


Mesmo sem ter, até onde se sabe, combinado com o eleitor, candidato a prefeito começou a apresentar nomes do seu ainda hipotético secretariado, pois parece estar convicto de que conseguirá vencer a disputa.

Os adversários dizem por aí que ele está muito distante de “ser um Jair Bolsonaro”, que, ainda na campanha eleitoral para presidente da República, já falava em Paulo Guedes para ser seu ministro de Economia. Como sonhar é permitido