Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPO GRANDE

PSL anuncia vereador Vinícius Siqueira como pré-candidato a prefeito

Capitão Contar era cotado para concorrer ao cargo pelo partido, mas foi preterido
21/05/2020 16:41 - Glaucea Vaccari


O PSL anunciou, nesta quinta-feira (21) o vereador Vinícius Siqueira como pré-candidato a prefeito de Campo Grande. Deputado Capitão Contar era apontado como o nome do partido para disputar a prefeitura, mas a agremiação optou pelo vereador.

Anúncio foi feito no Facebook do secretário-geral do PSL em Mato Grosso do Sul, deputado federal Loester Trutis.

“Dos movimentos de rua do fora Dilma, ações para impedir Lula de virar ministro e não ser preso, sendo o vereador que mais investigou e ajuizou ações contra a corrupção e desperdício de dinheiro público no MS.Hoje, ao meu ver, o único capaz de derrotar a velha política familiar e resgatar Campo Grande. Juntos, vamos seguir trabalhando”, disse Trutis ao anunciar Siqueira como pré-candidato.

Vinícius Siqueira é recém-chegado ao partido. No início de abril, ele anunciou a saída do DEM, alegando que não estaria tendo liberdade dentro da sigla, e migrou para o PSL.  

Desde o ano passado, o deputado estadual Capitão Contar era apontado por representantes do partido como o nome para disputar a prefeitura de Campo Grande.  

O fato dele não ter sido efetivado para disputar o pleito causou questionamentos em apoiadores do PSL. Trutis respondeu afirmando que Contar não sairá candidato porque que o trabalho desenvolvido por ele na Assembleia Legislativa não pode parar.  

“Ele é o melhor deputado estadual, o único sério. Não pode abandonar a assembléia”, disse. 

 
 

Felpuda


Sindicalista defende o fim de mordomias e privilégios dos políticos e dos integrantes de outros Poderes, conforme divulgação feita por sua assessoria. Para ele, está na hora de se colocar um basta nessa situação, questionando, inclusive, o número de parlamentares e de assessores. Entretanto, não demonstra a mesma aversão por aqueles dirigentes de sindicatos que se perpetuam no poder e que comandam mais de uma entidade, assim como ele. Afinal, o exemplo deve vir de casa, né?