Clique aqui e veja as últimas notícias!

COVID-19

Com 40% de exames positivos, aberturas e flexibilizações podem elevar índice

Secretário de Saúde do Estado pede que a população permaneça em casa, mesmo com a volta de cinemas, boates, casas de shows e outros eventos na Capital
16/09/2020 08:00 - Daiany Albuquerque


Mato Grosso do Sul tem uma taxa de casos positivos de cerca de 40% no Laboratório Central de MS (Lacen-MS). 

Esse número é considerado alto pelas autoridades de saúde, que alertam que as recentes flexibilizações, principalmente em Campo Grande, onde até boates foram liberadas, podem impactar negativamente essa taxa.

De acordo com a secretária-adjunta da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Christine Maymone, o Estado tem mantido a taxa de exames positivos entre 31% e 40%. 

“A cada 100 testes feitos de RT-PCR, temos 40 positivos, então nós temos uma circulação viral alta”, alertou.

No fim da tarde desta segunda-feira (14), a Prefeitura de Campo Grande publicou um texto revogando pontos do Decreto nº 14.257, que impedia o funcionamento de sessões de cinemas, bailes, shows, festas em casas noturnas, boates, casas de eventos e similares, bem como as atividades relacionadas aos clubes de lazer e similares.

Esses locais liberados são considerados atividades de alto risco de contágio da Covid-19 e, conforme o programa Prosseguir, feito pelo governo do Estado em parceria com a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), só deveriam ser reabertos quando a cidade atingisse o grau tolerável da doença; hoje a Capital está no grau médio.