Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

APÓS CHUVA

Rio da Prata amanhece turvo e espanta turistas que esperavam águas cristalinas

Donos do balneário farão denúncia no Ministério Público para averiguar situação
18/11/2018 15:10 - EDUARDO FREGATTO


 

Conhecido por suas águas cristalinas que atraem turistas do mundo inteiro, o Rio de Prata, em Jardim, amanheceu muito diferente na manhã de ontem. Ao invés da visão de peixes, plantas e pedras ao fundo do rio, a imagem que tomou conta das águas foi o marrom de muita lama e terra. Cerca de 150 turistas foram embora do Seu Assis Camping e Balneário ao se depararem com a situação.

“Teve uma chuva intensa na sexta-feira à noite, e amanheceu desse jeito. O rio enche quando chove muito, mas normalmente não fica cheio de lama do jeito que está”, afirma Diego Scherer Luciano, que é neto da proprietária do balneário e trabalha no local diariamente. “Minha avó relatou que só viu o rio desse jeito uma outra vez, há muito tempo”, complementa. O balneário existe desde 1997 e fica a 35 quilômetros da cidade de Jardim.

Essa é o Rio da Prata em seu estado normal, com águas limpas e cristalinas (Foto: Divulgação)

Próximo do rio, existem propriedades com atividades agrícolas. Contudo, segundo Scherer, ainda não é possível fazer qualquer acusação sobre a causa da lama ter chegado à água. “Nós vamos fazer a denúncia ao Ministério Público, mas não podemos afirmar nada agora, só sabemos que existem lavouras próximas de onde passa o rio”, diz.

Para ele, existem formas de evitar que a água da chuva e a lama chegar ao Rio da Prata. “Os rios são patrimonio da União, todo mundo perde ele com ele sujo, ainda mais nessa região em que são conhecidos como águas cristalinas. É lamentável”, define.

Para o rio voltar a ficar cristalino, deve demorar cerca de uma semana.

Felpuda


Mesmo sabendo que não é fácil conquistar a vitória, alguns políticos em pleno exercício do mandato disputam eleições, querendo trocar o Legislativo pelo Executivo e se dizendo preocupados com as necessidades do município. 

A jogada é antiga: fazem campanha eleitoral antecipada, pois vão tentar a reeleição, e começam a “trabalhar” o nome desde já. É bom lembrar o dito popular: “De boas intenções o inferno está cheio”. Ah, o poder!