Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPO GRANDE

Revitalização da Avenida Mato Grosso custará R$ 5,3 milhões

Ruas do Bairro Aero Rancho também serão pavimentadas pelo governo do Estado
23/04/2020 14:28 - Eduardo Miranda


O governo de Mato Grosso do Sul lançou, nesta quinta-feira (23) o edital de licitação das obras da Avenida Mato Grosso, e também de pavimentação de várias vias do Bairro Aero Rancho, em Campo Grande. Juntas, as duas obras somam R$ 10 milhões em investimentos, e integram o pacote Governo Presente, lançado no início do mês passado.  

Os editais lançados nesta quinta-feira (23) são os primeiros depois que as medidas de isolamento para evitar a disseminação do coronavírus foram implementadas. Desde a segunda quinzena de março, quando a economia sentiu os efeitos da paralisação, os investimentos na área de infraestrutura tornaram-se raros.  

As obras da Avenida Mato Grosso resultam de recursos obtidos por meio do Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário de Mato Grosso do Sul (Fundersul), e as do Bairro Aero Rancho, de emenda parlamentar da deputada federal Rose Modesto (PSDB).  

A licitação da recuperação da avenida Mato Grosso – em um trecho de 2.814 metros, da avenida Ceará à Calógeras – tem a abertura está marcada para o dia 25 de maio. O orçamento é de R$ 5,3 milhões e o prazo estimado é de 540 dias. O projeto foi fornecido pela prefeitura, por meio da parceria Juntos por Campo Grande. A licitação será do tipo menor preço. Com a obra, vai melhorar o tráfego e reduzir os acidentes em uma das mais importantes avenidas da Capital. A Mato Grosso é uma ligação ao centro da cidade e também acesso importante a bairros e ao Parque dos Poderes. O trecho compreendido entre as ruas Ceará e Hiroshima será feito pela prefeitura de Campo Grande, sendo que uma parte já está pronta. 

Nas obras do Bairro Aero Rancho, o investimento de aproximadamente R$ 4,7 milhões. 

 

Felpuda


Devidamente identificadas as figurinhas que agiram “na sombra” em clara tentativa de prejudicar cabeça coroada. Neste segundo semestre, os primeiros sinais começarão a ser notados como reação e “troco” de quem foi atingido. Nos bastidores, o que se ouve é que haverá choro e ranger de dentes e que quem pretendia avançar encontrará tantos, mas tantos empecilhos, que recuar será sua única opção na jornada política. Como diz o dito popular: “Quem muito quer...”.