Cidades

Cidades

Bombeiros extinguem incêndios, mas estrutura de combate é mantida no Pantanal

Frente fria ajudou no combate aos focos, mas previsão de aumento da temperatura e queda da umidade

Continue lendo...

Os focos de incêndios florestais foram extintos no Pantanal sul-mato-grossense, mas as equipes do Corpo de Bombeiros permanecem mobilizadas. Segundo a Tenente-coronel Tatiane Dias de Oliveira Inoue, do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul (CBMMS), a frente fria serviu como auxílio para que as equipes pudessem eliminar as chamas.

"A massa de ar frio que chegou essa semana em Mato Grosso do Sul deu uma dinâmica para os combates aos incêndios que estavam se proliferando no Pantanal. Então hoje, nas plataformas satelitais, nós vemos pouquíssimos focos de calor", disse a tenente-coronel.

Apenas um foco de calor é visto no satélite, que, conforme explicado por Tatiane, não se trata de um foco de incêndio, e aparece porque o fogo foi extinto recentemente, mas a tecnologia identifica como foco temperaturas acima de 47ºC.

"No Pantanal mesmo a gente observa apenas um foco, próximo à região da base da Serra do Amolar, nossas equipes estão no local. Não estamos em combate a incêndio propriamente dito hoje, mas as atividades de monitoramento e rescaldo são necessárias", acrescentou.

O rescaldo é uma ação realizada para apagar todos os focos ativos e eliminar possíveis elementos que possam servir como combustíveis em uma próxima queima.

Apesar do bom resultado, o clima permanece de apreensão, já que na próxima semana a temperatura volta a subir e a umidade cai, o que facilita o início de novos incêndios florestais.

"A massa de ar frio foi um alento nessas atividades, mas as condições vão voltar aos patamares críticos que a gente encontrou antes dela ter chegado no nosso Estado.", concluiu Tatiane.

As atualizações do cenário foram apresentadas durante a transmissão ao vivo da terceira edição do "Boletim Semanal Operação Pantanal", organizado pelo Governo do Estado para fornecer informações atualizadas sobre as ações de combate aos incêndios florestais no Pantanal de Mato Grosso do Sul.

Previsão do tempo serve de alerta

A meteorologista e coordenadora do Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima de Mato Grosso do Sul (Cemtec), Valesca Fernandes, também participou da transmissão.

Conforme apresentado por ela, de quinta a sábado o tempo permanece firme no estado, com sol e variação de nebulosidade. Apenas a região de Porto Murtinho tem previsão de chuva, devido ao avanço de uma nova frente fria. As temperaturas mínimas podem chegar a 11ºC e as máximas a 23ºC.

Já na próxima semana, entre os dias 16 e 20 de julho, as temperaturas começam a elevar gradativamente, podendo atingir máxima de 34º. Além disso, a umidade relativa do ar varia de 10 a 30% para a região pantaneira.

"Essas condições previstas são favoráveis para a ocorrência de incêndios florestais. O que a gente consegue observar ao longo dos dias é que por conta do avanço da frente fria, o perigo de fogo ficou entre baixo e moderado. Porém, ao longo dos próximos dias, esse perigo de fogo vai aumentando devido as condições climáticas", explicou a meteorologista.

Helicóptero Super Cougar

A tenente-coronel Tatiane Dias ressaltou a importância dos investimentos do Estado para a efetiva atuação dos bombeiros. Além do governo estadual, o Governo Federal também mandou apoio para Mato Grosso do Sul.

“O Estado de MS reforçou suas estruturas durante esses anos. As aeronaves foram um reforço muito interessante nessa dinâmica do combate, principalmente para resfriar as linhas dos incêndios e levar estrutura e pessoal para o combate”, disse Dias.

Uma das aeronaves que chegou ao estado foi o helicóptero Super Cougar (UH-15), da Marinha do Brasil, que chegou na terça-feira, 9 de julho. A aeronave tem capacidade para transportar até 28 pessoas.

O Super Cougar (UH-15), está operando no Aeroporto Internacional de Corumbá, em voos de reconhecimento, transporte de militares/brigadistas e lançamentos de água.

O helicóptero conta com um compartimento localizado na parte externa da aeronave, capaz de transportar até dois mil litros de água.

Assine o Correio do Estado.

Capital

Após bebedeira com amigos, jovem é atingido por tiro enquanto dormia em veículo

Em depoimento, o jovem relatou que os amigos estavam alcoolizados e ele decidiu dormir no veículo, momento em que foi atingido por tiros.

14/07/2024 18h30

Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário/ Depac Cepol

Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário/ Depac Cepol Divulgação/

Continue Lendo...

Um jovem de 20 anos foi socorrido para o hospital na manhã deste domingo (14), após ser atingido por um tiro enquanto dormia dentro de um veículo na região do Bairro Centro-Oeste, na zona sul de Campo Grande.

Conforme o registro da ocorrência, a vítima relatou aos militares que estava bebendo com amigos, decidiu entrar no veículo para ir embora e acabou dormindo.

Ainda durante o interrogatório, o jovem disse que os amigos com quem estavam, estariam alcoolizados. 

Neste momento, dois homens teriam passado na rua e efetuado disparos de arma de fogo e depois fugiram do local. Os tiros acertaram a região lombar da vítima.   

As equipes da Polícia Civil e investigadores da Delegacia de Homicídios estiveram no local. O carro onde a vítima estava passou pela perícia e também foi encaminhado a delegacia. 

De acordo com o depoimento do jovem, ele disse aos policiais que não teria interesse nas investigações. 

Mesmo com a vítima não querendo que o caso seja investigado, o caso foi registrado na  Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitária) do Cepol (Centro Especializado de Polícia Integrada) como homicídio na forma tentada.

Casos de homicídios em Campo Grande 

Conforme informações da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), foram 61 casos de homicídios em Campo Grande. Em Mato Grosso do Sul, foram 180 registros nesses primeiros sete meses. 
 

 

Assine o Correio do Estado

CLIMA

Sul do estado ainda terá baixas temperaturas durante a semana

Ponta Porã pode registrar mínima de 7º graus nesta segunda-feira (15)

14/07/2024 18h30

Temperatura só deve subir na próxima quarta-feira (17)

Temperatura só deve subir na próxima quarta-feira (17) Arquivo Correio do Estado

Continue Lendo...

O cenário de frio e baixas temperaturas deve permanecer em algumas cidades de Mato Grosso do Sul nesta semana, conforme informações divulgadas pelo Inmet (Instituto Nacional de Meterologia). Na fronteira com o Paraguai, a cidade de Ponta Porã pode registrar mínima de 7ºC.

Em Dourados, também no sul do Estado, está prevista temperatura mínima de 8ºC nesta segunda-feira (15). Os termômetros em Mato Grosso do Sul apresentaram queda nos últimos dias, devido a uma massa de ar polar que foi trazida pela passagem de uma frente fria.

O frio também não poupou outros municípios do estado neste fim de semana. Em Amambai, os moradores enfrentaram 8°C, enquanto em Laguna Carapã, a mínima foi de 9,8°C. Outras cidades como Sete Quedas também seguiu essa tendência, registrando 6,3°C.

Em Naviraí, Nova Andradina e Ivinhema a semana deve continuar registrando baixas temperaturas. Ambas as cidades terão mínima de 10ºC e a máxima não passa dos 22ºC. 

Na Capital 

De acordo com o portal Clima Tempo, a previsão do tempo para Campo Grande indica baixas temperaturas nos próximos dias. A mínima nesta segunda-feira (15), será de 10ºC pela manhã e ao longo do dia, 22ºC. 

A previsão aponta Sol com algumas nuvens e com pouca probabilidade de chuva. O Sol deve aparecer durante o dia, sem nuvens no céu e com aumento de nebulosidade à noite.

Neste domingo (14), a Capital de Mato Grosso do Sul registrou mínima de 9ºC, com sensação térmica de 5ºC. Conforme o Inmet, o tempo só deve manifestar temperaturas mais altas a partir de quarta-feira (17).  


Assine o Correio do Estado 

 

 

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).