Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CORONAVÍRUS

Com poucos casos de Covid-19, Campo Grande atrai pessoas de vários estados

Prefeito disse que foi notado aumento de veículos nas entradas da cidade e situação preocupa
27/05/2020 17:54 - Glaucea Vaccari


 

Com a menor incidência do novo coronavírus entre as capitais brasileiras, Campo Grande tem atraído pessoas de diversas cidades do País, que procuram a Capital para passar a quarentena longe de estados e municípios onde há picos de casos, incluindo do interior de Mato Grosso do Sul. É o que afirmou o prefeito Marcos Trad em transmissão ao vivo no Facebook, nesta quarta-feira (27).  

Segundo Trad, o aumento foi constatado nas barreiras sanitárias implantadas nas cinco entradas de Campo Grande, que começaram a funcionar ontem.  

Ele afirma que o fato da Capital ter pouca incidência no comparativo com outras capitais indica que as medidas estão funcionando, mas a “migração” de pessoas causa preocupação.  

Ainda segundo o prefeito, informações da Polícia Rodoviária Federal apontam que o número de veículos que chega a Campo Grande é maior do que o registrado antes da pandemia.  

“O número de veículos, que em uma quarta comum vinham para cá, é menor do que o número de veículos que está vindo. Isso é reflexo do sucesso com que a gente está enfrentando essa Covid-19. As pessoas estão vendo que aqui é seguro e estão vindo para cá e isso nos preocupa porque estamos tomando medidas cada mais vez mais rigorosas, mas preciso da ajuda dos que aqui moram e estão preocupadas com essa enfermidade [para cumprir as medidas]. Não acabou essa pandemia”, disse.

Nas barreiras sanitárias, até a manhã de hoje, entraram em Campo Grande 6,2 mil veículos, em um total de 12.061 pessoas. Todos foram abordados nas barreiras sanitárias, onde os veículos passam por desinfecção, motoristas e passageiros são orientados sobre as medidas de prevenção do coronavírus e testes são feitos em possíveis casos suspeitos.

Até hoje, 22 pessoas apresentaram sintomas da Covid-19, mas, segundo Trad, nenhum teste resultou positivo.

Barreiras foram implantadas nas cinco entradas da cidade devido ao aumento nos casos de coronavírus no interior de Mato Grosso do Sul, que também tem feito com que muitos moradores venham para a Capital.  

“A curva do interior explodiu. Muitas pessoas do interior, isso é natural, principalmente os que tem condições de suportar a quarentena, que tem mais condições, estão saindo de onde tem o foco e indo para onde tem paz e sossego para a família, isso é lógico. Os técnicos falaram: 'ou impede todo mundo de entrar na cidade, ou acolhe, mas com segurança para Campo Grande. A barreira é um dos atos de cautela”, disse o prefeito.  

Conforme boletim divulgado hoje pela Secretaria Estadual de Saúde, Campo Grande tem 262 casos confirmados de coronavírus, com 185 deste total considerados curados. A Capital tem seis mortes pela doença.

 

Felpuda


Embora embalada por vários “ex”, pré-candidatura a prefeito de esforçada figura não deslancha. É claro que ninguém ousa falar em voz alta que o apoio, em vez de alavancar os índices com o eleitorado, está é puxando para baixo. Uns dizem que o título do filme “Eu Sei O Que Vocês Fizeram no Verão Passado” retrata bem a situação. Outros complementam: “... na primavera, no outono, no inverno...”. Como diria vovó: “Aqui você planta, aqui você colhe!”.