Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

ITAIPU

Itamaraty ganhará escritório em Campo Grande para discutir rota bioceânica

Anuncio foi feito pelo embaixador Otávio Brandelli
21/02/2020 18:43 - Fábio Oruê


 

Escritório de Representação do Ministério das Relações Exteriores no Brasil, conhecido como Itamaraty, deve ganhar um local em Campo Grande, segundo revelou o conselheiro da Itaipu Binacional, Carlos Marun. 

O anúncio da criação do escritório na Capital foi feita pelo secretário-geral da pasta, embaixador Otávio Brandelli, durante reunião do Conselho de Administração da Itaipu. “Nós estávamos discutindo a rota bioceânica e a ponte bioceânica quando ele fez o anúncio”, disse Marun ao Correio do Estado.

Ministério já tem escritórios em Salvador (BA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), São Paulo (SP), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Porto Alegre (RS), Manaus (AM), Recife (PE) e Rio de Janeiro (RJ).

O escritório será para tratar assuntos pertinentes à Mato Grosso do Sul, conforme o conselheiro. [Brandelli] destacou a importância desta rota [bioceânica], destacou a importância do Mato Grosso do Sul no agronegócio e destacou o fato de ser um estado fronteiriço que faz fronteira com dois países, a Bolívia e o Paraguai”, comentou. Ainda não há data para o início das atividades do Itamaraty em Campo Grande. 

ROTA BIOCEÂNICA 

A rota terá aproximadamente 4 mil km de rodovias que atravessarão o continente sul-americano no sentido leste-oeste, a partir do Porto de Santos, cortando o Paraguai e a Argentina e chegando aos portos chilenos de Arica e Iquique. A maior parte do trabalho deverá ser realizada pelo Paraguai, que precisará asfaltar mais de 600 km de suas rodovias, que ainda estavam sem pavimentação, sendo que o trajeto terá 2.396 km entre Campo Grande (MS) e Antofagasta, no Chile.

A rota será um atalho de 7.000 km até os mercados asiáticos e deve diminuir em até duas semanas o tempo de viagem das exportações do Centro-Oeste do Brasil até a China, Japão e países do sudoeste asiático. Com a rota, parte da produção brasileira, que atualmente deixa o país pelos portos de Santos (SP) e Paranaguá (PR), será exportada pelos portos chilenos a preços mais baixos. Para viabilizar a rota, Paraguai e Brasil vão construir uma ponte entre as cidades de Porto Murtinho (MS) e Carmelo Peralta, no Paraguai, com previsão de início em 2021. Também irá ampliar a BR-267 em Mato Grosso do Sul.

Felpuda


As eleições do segundo turno, encerradas no domingo (29), descortinaram panorama de como será a briga eleitoral em 2022.

Os partidos das chamadas extremas direita e esquerda, no cômputo geral, tiveram o repúdio das pessoas nas urnas, que contrariaram, nos dias das votações, o dito popular de que na briga entre o rochedo e o mar quem apanha são os mariscos. Desta feita, decidiram escolher ficar em águas mais tranquilas pelos próximos quatro anos, evitando extremistas.