Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FOGO

MS tem média de cinco queimadas começando a cada hora, segundo dados do Inpe

Entre os dias 15 e 17 houve 377 ocorrências de incêndios florestais no Estado
18/09/2020 15:00 - Ricardo Campos Jr


Nos últimos três dias, Mato Grosso do Sul registrou uma média de cinco queimadas iniciando a cada hora, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). O órgão monitora o surgimento de pontos de calor no mapa por meio de satélites e depois disponibiliza as estatísticas para consulta. 

Entre os dias 15 e 17 houve 377 ocorrências de incêndios florestais no Estado, a maior parte em áreas do Pantanal. Durante todo o mês de setembro, já foram 1.330.

Já em 2020, o acumulado de queimadas em território sul-mato-grossense é de 7.880 até a quinta-feira (17). Entre o dia 1º de janeiro e 30 de setembro de 2009, ou seja, contando o nono mês inteiro, foram 7.959. Isso significa que se a média de focos de incêndio continuar no ritmo atual, nos próximos dias o volume para o período deverá bater recorde. 

No ranking nacional, o Estado continua em sexto atrás do Mato Grosso (36.432), Pará (22.924), Amazonas (13.865), Maranhão (8.648) e Tocantins (8.542).

FRENTE DE COMBATE

A força-tarefa que combate o fogo principalmente no Pantanal ganhou reforços de bombeiros paranaenses. Na manhã desta quinta-feira, eles estavam na região do Porto da Manga, no Pantanal da Nhecolândia, em Corumbá.

As chamas surgiram perto do antigo canal do Rio Taquari e do outro lado do Rio Paraguai

Os incêndios nesse local começaram há uma semana e ameaçavam uma comunidade ribeirinha. Hoje, as chamas ficaram a 200 metros da MS-228, mais conhecida com Estrada Parque, que dá acesso não apenas a esse povoado, mas a várias fazendas. Os moradores chegaram a entrar em pânico, foi uma correria para apagar o fogo que estava sendo empurrado pelo vento.

 
 

Felpuda


Mesmo sem ter, até onde se sabe, combinado com o eleitor, candidato a prefeito começou a apresentar nomes do seu ainda hipotético secretariado, pois parece estar convicto de que conseguirá vencer a disputa.

Os adversários dizem por aí que ele está muito distante de “ser um Jair Bolsonaro”, que, ainda na campanha eleitoral para presidente da República, já falava em Paulo Guedes para ser seu ministro de Economia. Como sonhar é permitido