Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TINTA VERMELHA

Vandalismo em monumentos de Campo Grande gera revolta e tristeza

Homenagens à cidade foram pichadas com tinta vermelha
29/09/2020 19:20 - Thais Libni


Vândalos descaracterizaram dois monumentos na rotatória localizada no cruzamento das avenida Gury Marques e Interlagos, na Vila Dr. Albuquerque, em Campo Grande.  

A estrutura do maçom, inaugurada em 2005, simbolizando movimento e construção, lemas da organização maçonaria, e um dos quatro letreiros instalados, em 2019, em comemoração aos 120 anos de Campo Grande, foram os alvos do ataque.

Em suas redes sociais, Marquinhos Trad, lamentou o ocorrido. “ Muito triste diante deste ato de violência praticado contra nossa cidade, nada justifica esse tipo de atitude, é nossa obrigação zelar pela Campo Grande que amamos”, pontuou o atual prefeito de Capital.

Membro da Maçonaria, Francisco Ovelar, relata sua indignação. "O Símbolo da maçonaria que foi pichado, ao meu ver não incomodava ninguém, pois representa que o homem é dado ao trabalho e busca sua eterna perfeição, e assim não tem explicação ser o mais um alvo dessas pessoas, que gratuitamente destroem a beleza e a história de nossa cidade”.

Os letreiros em comemoração aos 120 anos da capital foram instalados, na Praça Ary Coelho, nos altos da Afonso Pena, em frente ao Shopping Campo Grande e nos canteiros da Duque de Caxias. O objetivo é reaproveita-los para os próximos aniversários da Capital, substituindo apenas o último dígito.

 

 
 

Felpuda


Candidato a vereador caiu em desgraça, pelo menos em um dos bairros de Campo Grande, ao promover comício em ginásio de esporte, com direito a ônibus lotados e espoucar de muitos fogos de artifício.

Aí dito-cujo foi alvo de muitas críticas, tanto pela zoeira causada, como por ter mandado às favas quaisquer cuidados na prevenção da Covid-19, ao promover grande aglomeração. Irresponsabilidade é pouco, hein?!