Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TELEVISÃO

Monique Alfradique experimenta nova função

A atriz assume novo posto de apresentadora no reality culinário “Mestre do Sabor”
08/05/2020 04:00 - Márcio Maio/TV Press


 

Depois de 20 anos de carreira na televisão, Monique Alfradique sente que está se reinventando em plena quarentena. Apesar do isolamento imposto pela pandemia do novo coronavírus, a atriz pode ser vista em um posto novo: o de apresentadora. Já está gravada a nova temporada de “Mestre do Sabor”, reality de gastronomia da Globo comandado por Claude Troisgros e seu fiel companheiro de forno e fogão, Batista. “Sinto gratidão em todos os sentidos, de poder viver algo novo na minha carreira, ter a oportunidade de estar ao lado de tantos profissionais incríveis. E ainda temos a final, que será ao vivo”, conta a niteroiense, que completou 34 anos no último dia 29.

Sobre a experiência no programa das noites de quinta-feira da Globo, Monique lembra com carinho do período que passou em estúdio. As gravações eram diárias, o que acabou aproximando-a ainda mais de toda a equipe. “Apresentar as provas para os chefs era um momento de adrenalina para eles e de responsabilidade para mim”, avalia a estreante, que começou na tevê como paquita – como eram chamadas as assistentes de palco de Xuxa – em 1999.

No “Mestre do Sabor”, fala-se muito em “pratos afetivos”. São aqueles que, além do sabor, ganham significado especial por mexer com emoções de quem come. Ao ser questionada qual seria o dela, a atriz não hesita. “Sopa de frutos do mar. Meu pai sempre fazia para mim quando pequena e eu amava. Até hoje, ainda peço para ele fazer pra mim. E minha mãe fazia bolinho de chuva”, entrega ela, que garante preferir doces aos pratos salgados.

Não fosse pela pandemia, Monique estaria tocando outro projeto agora. Ela iniciaria a turnê de seu primeiro monólogo, “Como Ter uma Vida Quase Normal”, que estreou em setembro do ano passado, dirigido por Rafael Primot. No entanto, tratou de aproveitar essa fase para começar outra atividade. “Logo após o início do isolamento social, coloquei de pé o ‘De Quinta com Monique Alfradique’ em meu perfil social, que mostra ainda mais esse meu lado de apresentadora. Toda quinta, faço um bate-papo descontraído e leve com artistas e especialistas, que dão dicas bacanas para aliviar esse período”, explica ela, que usa o Instagram para a empreitada.

Além do reality, Monique está no ar em outros três programas. Ela interpreta a mecânica Isabela no humorístico “A Vila”, do Multishow, e pode ser vista ainda na reprise de “Fina Estampa”, como a jovem Beatriz. Na trama, ela será a mãe biológica da filha que Esther, papel de Julia Lemmertz, terá. Além disso, está em outra atração, no canal de internet Humor Multishow: a série “Vai Passar”, na pele da terapeuta Maria do Socorro. “Estamos gravando de nossas casas, falando divertidamente sobre esse momento em que estamos isolados”, conta Monique, que está enfrentando essa fase na casa dos pais. “Estarmos juntos tem sido especial, algo que não conseguia mais fazer por conta da rotina profissional”, consola-se.

 

Felpuda


Figurinha carimbada ganhou o apelido de “biruta”, instrumento que indica direção do vento e, por isso, muda constantemente. Dizem que a boa vontade até existente ficou no passado, e as reclamações são muitas, mas muitas mesmo, diante das decisões que vem tomando a cada mudança de humor do eleitorado. Como bem escreveu o poetinha Vinicius de Moraes: “Se foi pra desfazer, por que é que fez?”.