Correio B

Igreja Mundial do Poder de Deus

SBT aceita vender horário a igreja por R$ 300 milhões

SBT aceita vender horário a igreja por R$ 300 milhões

Continue lendo...

Está próximo o desfecho de um dos maiores e mais rentáveis negócios da TV brasileira em todos os tempos. Após meses de negociação, o SBT acenou que pode vender parte de suas madrugadas para a Igreja Mundial do Poder de Deus, do pastor Valdemiro Santiago. Segundo esta coluna apurou, o valor pedido à igreja foi de R$ 300 milhões por ano.

RedeTV! é campeã de venda de horário a igrejas; SBT ainda resiste
Igreja Universal deu R$ 480 milhões à Record em 2010
Na TV, pastor inova e cria o dízimo no débito automático

Curiosamente, não é o enorme valor que emperrou as negociações. Emissários do líder da Igreja Mundial já haviam chegado a essa quantia no final do ano passado, mas a oferta era por todas as madrugadas da semana.

O problema é que Silvio Santos não aceita isso. A contraproposta do SBT foi de vender 4 horas (das 2h às 6h) de segunda a quinta. Madrugadas de sexta para sábado, domingo e segunda continuariam com a programação do SBT.

Santiago, líder da igreja evangélica que cresce mais rapidamente no Brasil, está reavaliando o acordo. Cansado de falar com executivos da emissora, o religioso tentou fechar o acordo diretamente com Silvio Santos dias atrás. O empresário, no entanto, vem se esquivando.

     
 
 

Santiago tem pressa porque um acordo lhe permitirá sair do canal 21 (Band), ou mesmo reduzir seu espaço. Hoje a Mundial do Poder de Deus paga entre R$ 4 milhões e R$ 6 milhões para a Band. Esse dinheiro seria melhor investido no SBT, um canal com muito mais público.

Procurado, o SBT não comentou. O pastor Valdemiro Santiago também se recusa a falar com a imprensa.

Gastronomia

Filé canavial atesta o requinte do Espaço Primazia; conheça com exclusividade a receita

Um dos destaques da 18ª edição do Festival Brasil Sabor, que segue até 16 de junho em 52 restaurantes de Campo Grande e 4 outras cidades do Estado, o filé canavial atesta o requinte do Espaço Primazia, em Rio Brilhante

25/05/2024 12h00

Criado em 2016, o filé canavial se tornou um clássico do Espaço Primazia, que participa do Festival Brasil Sabor 2024; Bonito, Dourados, Ponta Porã e Campo Grande também marcam presença no evento

Criado em 2016, o filé canavial se tornou um clássico do Espaço Primazia, que participa do Festival Brasil Sabor 2024; Bonito, Dourados, Ponta Porã e Campo Grande também marcam presença no evento Divulgação

Continue Lendo...

Desde a semana passada, Campo Grande e mais quatro cidades do Estado recebem a 18ª edição do Festival Brasil Sabor, que integra a Capital, Bonito, Dourados, Ponta Porã e Rio Brilhante em um circuito de 52 estabelecimentos, com opções bem variadas, até 16 de junho, proporcionando uma verdadeira celebração de sabores.

O tema do festival deste ano é “Pra toda gente e pra todo gosto”, conceito por trás de um vasto cardápio de primeira, que oferece pratos saborosos e mostra toda a potência da culinária que os clientes podem experimentar em Mato Grosso do Sul. Um dos participantes é o Espaço Primazia, de Rio Brilhante. A casa apresenta o filé canavial, um prato que faz muito sucesso por lá, tanto pelo sabor quanto pelo ingrediente principal.

O empresário Rodrigo Jeferson Trambuch explica de onde surgiu a inspiração para a criação do prato: “Ele é uma provocação de sabores e traz um molho feito à base do caldo da cana-de-açúcar, destacando, assim, uma das forças econômicas do nosso município, que é a produção da cana-de-açúcar, a produção do álcool, do etanol, a produção do açúcar”. Sobre a participação no festival, Rodrigo fala sobre sua expectativa.

“O Festival Brasil Sabor é uma grande oportunidade para o Espaço Primazia. Primeiro, pelo fato de ser um festival nacional realizado pela Abrasel [Associação Brasileira de Bares e Restaurantes]. Então, não apenas os clientes aqui de Rio Brilhante podem conhecer mais sobre o nosso restaurante, mas também do Estado e do Brasil”, afirma. 

“A nossa expectativa é de que a população de Rio Brilhante reconheça no nosso trabalho, no nosso prato, o que estamos fazendo para destacar nosso município e promover, não apenas o nosso restaurante e o nosso trabalho, mas o nosso município e sua força econômica dentro de um festival de gastronomia que acontece nacionalmente”, reforça.

O PRATO

“As empresas estão trabalhando em conjunto para fortalecer seus negócios. E o associativismo é isso, é a união de empresas do mesmo setor que lutam para fortalecer os seus negócios. Além disso, ainda há o sentimento de pertencimento que o festival traz para nós”, defende Rodrigo.

Ele conta que o prato é um filé-mignon grelhado ao molho de caldo de cana-de-açúcar e pimenta cambuci flambada na cachaça. Servido com risoto de couve e bacon e crisps de couve-manteiga.

“Para o preparo adequado deste prato é fundamental que você tenha ingredientes de qualidade e siga as instruções de preparo corretamente. O ideal é que o bacon utilizado seja o bacon em manta, picado em cubos e frito em um ponto que ainda preserva a maciez interna e deixe-o levemente caramelizado. Ah, e uma outra dica: o caldo de cana-de-açúcar precisa ser fresco”, orienta o restaurateur. 

“O filé canavial é uma verdadeira explosão de sabores, com uma harmoniosa combinação entre doce e salgado, que faz a boca salivar do começo ao fim. Não é à toa que é um dos grandes destaques da casa desde 2016”, conta Rodrigo, informando que a iguaria é uma criação do chef Gustavo Helney, que desenvolveu o prato durante uma consultoria no estabelecimento.

“A apresentação visual é importante para tornar o prato atraente e apetitoso, além de destacar os componentes principais e os toques especiais, como os crisps de couve e a pimenta biquinho”, ensina o empresário. Acompanhe o passo a passo nesta página.

A CASA

“Desde então, nossa equipe segue à risca o preparo, garantindo a qualidade dos sabores e texturas que o cliente vai perceber”, garante. O Espaço Primazia surgiu em novembro de 2011, “fundado pela minha mãe, Dona Sueli Trambuch, que o iniciou como uma cafeteria em um espaço aconchegante de um chalé”, conta Rodrigo. A partir de dezembro de 2015, o restaurante passou a funcionar no endereço atual, Rua Santo Antônio, nº 1.026, no centro de Rio Brilhante.

Com três ambientes e capacidade para até 130 pessoas, o Espaço Primazia é comandado por mais dois sócios – a designer de interiores Loide Lopes e o chef Julio Ricci Tolomei, que assina atualmente o cardápio da casa. O Espaço Primazia funciona de terça-feira a domingo, sempre das 15h30min às 23h30min.

Filé canavial do Espaço Primazia

Ingredientes

  • 1 tornedor de filé-mignon (aproximadamente 200 g);
  • Sal a gosto;
  • Pimenta-do-reino a gosto;
  • 1 dente de alho (opcional);
  • 1 ramo de alecrim ou tomilho (opcional);
  • 130 g de base de risoto de arroz arbóreo ou carnaroli preparado anteriormente;
  • 30 g de bacon em cubos;
  • 30 g de couve-manteiga cortada em tiras finas;
  • 250 ml de brodo de legumes para risoto;
  • 1 colher (sopa) de manteiga sem sal;
  • 120 g de parmesão ralado;
  • Azeite;
  • 250 ml de caldo de cana-de-açúcar;
  • 30 ml de cachaça;
  • 10 g de pimenta cambuci;
  • 10 g de cebola branca picada;
  • 1 pitada de sal;
  • 1/2 colher (chá) de amido de milho;
  • Pimenta biquinho para decorar.

Modo de Preparo

Preparar um tornedor de filé-mignon na frigideira é uma maneira deliciosa de apreciar essa carne macia e suculenta. Aqui está um passo a passo detalhado para garantir que seu tornedor fique perfeito.

Preparação da Carne

Retire o tornedor da geladeira pelo menos 30 minutos antes de cozinhar para que atinja a temperatura ambiente, isso ajuda a cozinhar de maneira mais uniforme. Tempere o tornedor com sal e pimenta-do-reino a gosto. Pressione levemente os temperos na carne para garantir que eles adiram bem.

Aqueça uma frigideira grande e pesada em fogo alto. É importante que a frigideira esteja bem quente antes de adicionar a carne. Adicione o azeite de oliva ou a manteiga e deixe aquecer até que comece a brilhar (se estiver usando manteiga, deixe derreter e ficar ligeiramente dourada, mas sem queimar). Coloque o tornedor na frigideira quente. Deixe cozinhar sem mexer por cerca de 3 a 4 minutos de cada lado para um tornedor ao ponto (temperatura interna de cerca de 60°C). Ajuste o tempo para mais ou menos, dependendo do ponto desejado (menos tempo para malpassado, mais tempo para bem passado). Para obter uma crosta dourada e caramelizada, é importante não mexer na carne enquanto ela sela.

Se desejar, adicione o dente de alho ligeiramente esmagado e o ramo de alecrim ou tomilho na frigideira durante os últimos minutos de cozimento, isso infunde a carne com sabores adicionais. Incline a frigideira e use uma colher para regar a carne com a gordura derretida e os aromas, mantendo a carne úmida e saborosa.
Retire o tornedor da frigideira e coloque-o em um prato. Cubra levemente com papel-alumínio e deixe descansar por cerca de 5 minutos. Esse tempo de descanso permite que os sucos da carne se redistribuam, garantindo um tornedor mais suculento.

Preparo do Risoto de Couve e Bacon

Em uma frigideira grande, aqueça um fio de azeite em fogo médio. Adicione os cubos de bacon e frite-os até que fiquem dourados e crocantes. Isso deve levar cerca de 5 a 7 minutos. Retire o bacon da frigideira e coloque sobre papel-toalha para escorrer o excesso de gordura. Reserve.

Na mesma frigideira ou em outra, adicione mais um fio de azeite, se necessário. Quando o azeite estiver quente, adicione os 20 g de couve-manteiga cortada em tiras finas e frite até que fiquem crocantes. Isso deve levar cerca de 3 a 4 minutos. Retire a couve crispy da frigideira e coloque sobre papel-toalha para escorrer o excesso de óleo. Reserve.

Em uma panela média, aqueça a base de risoto de arroz arbóreo ou carnaroli preparada anteriormente. Adicione o brodo de legumes aos poucos, mexendo constantemente para incorporar o líquido e aquecer o risoto uniformemente. Quando a base do risoto estiver bem aquecida e com uma consistência cremosa, adicione os 10 g de couve-manteiga e misture bem. Adicione o bacon frito e continue mexendo para distribuir os ingredientes uniformemente. Adicione a colher de sopa de manteiga sem sal e misture bem.

Adicione o parmesão ralado e continue mexendo até que o queijo esteja completamente derretido e incorporado ao risoto. Prove o risoto e ajuste o sal, se necessário (lembre-se de que o bacon e o parmesão já são salgados).Se o risoto estiver muito espesso, adicione um pouco mais de brodo de legumes até atingir a consistência desejada.

Preparo do Molho de Caldo de Cana-de-Açúcar

Corte a pimenta cambuci em tiras finas, removendo as sementes. Em uma frigideira grande, aqueça um fio de azeite em fogo médio. Adicione a cebola branca picada e refogue até que fique translúcida, cerca de 2 a 3 minutos. Adicione a pimenta cambuci e refogue por mais 2 minutos. Com cuidado, adicione a cachaça na frigideira e, inclinando levemente a frigideira, use um fósforo ou isqueiro longo para flambar a mistura.

Deixe a chama queimar até apagar sozinha, o que deve levar alguns segundos. Esse processo vai caramelizar levemente a pimenta e adicionar um sabor profundo ao molho. Depois que a chama se apagar, adicione o caldo de cana à frigideira. Aumente o fogo e deixe a mistura ferver. Em uma pequena tigela, dissolva o amido de milho em uma colher de sopa de água fria. Quando o caldo de cana começar a ferver, reduza o fogo para médio e adicione a mistura de amido de milho, mexendo constantemente. Continue mexendo até que o molho comece a engrossar, cerca de 2 a 3 minutos. Adicione uma pitada de sal ao molho e misture bem. Prove e ajuste o sal, se necessário. Cozinhe o molho por mais 1 a 2 minutos, até atingir a consistência desejada. Se o molho ficar muito espesso, adicione um pouco mais de caldo de cana ou água para ajustar a textura. Retire do fogo e deixe esfriar ligeiramente antes de servir.

Montagem do Prato

Coloque uma porção generosa do risoto no lado direito do prato, moldando-o em uma forma levemente arredondada. Certifique-se de que a superfície do risoto esteja nivelada e uniforme. Coloque o tornedor de filé-mignon no lado esquerdo do prato, ao lado do risoto. Se houver mais de um pedaço de filé, disponha-os levemente sobrepostos ou lado a lado. Certifique-se de que o molho de caldo de cana esteja derramado sobre a carne, escorrendo um pouco para o prato ao redor.Adicione os crisps de couve no topo do risoto ou ao lado, em uma pequena pilha, isso adiciona textura e um toque visual ao prato. Finalize a apresentação com uma pimenta biquinho vermelha colocada no topo dos crisps de couve para adicionar cor e um toque de elegância. Adicione pequenos pedaços de bacon crocante espalhados sobre o risoto para uma apresentação final. Se desejar, adicione uma pequena quantidade extra de molho de caldo de cana ao redor do filé para realçar ainda mais o sabor.

Assine o Correio do Estado

Correio B+

Cinema B+: Acima de Qualquer Suspeita ganha reboot

Refilmagem do suspense judicial que fez sucesso nos anos 1990s traz Jake Gylenhaal em mais um conteúdo nostálgico, depois de arranhar com Matador de Aluguel

25/05/2024 11h30

Acima de Qualquer Suspeita ganha reboot

Acima de Qualquer Suspeita ganha reboot Foto: Divulgação

Continue Lendo...

É bem difícil imaginar, ou explicar, o impacto do livro Acima de Qualquer Suspeita (Presumed Innonent) em 1987. Escrito pelo ex-advogado Scott Turow e obviamente situado nos bastidores do mundo da Justiça, a conclusão do romance foi tão fora da caixa que gerou uma movimentação ímpar em tempos pré-redes sociais.

Em apenas três anos o best seller virou um filme, estrelado por Harrison Ford, acumulou milhões nas bilheterias e caiu no esquecimento. No entanto, graças à David E. Kelley, ex-advogado ele mesmo, o livro volta a ser explorado agora em formato de minissérie, estrelada por Jake Gyllenhaal e com a estreia antecipada pela Apple Tv Plus para o início de junho, dia 12. Seria mesmo necessário?

O Best Seller e a surpresa sobre o culpado

Como foi divulgado, a série de 2024, será “reimaginada” e vai explorar mais profundamente alguns dos temas que no filme ficaram à parte: obsessão, sexo, política e poder assim como os limites de um amor doentio.

Tudo isso enquanto o acusado, o advogado Rusty Sabich (Gylenhaal) luta para manter sua família e seu casamento unidos durante o duro processo de investigação e julgamento. O que fica no ar é se vão manter a grande surpresa do final da história, tão conhecido 37 anos depois.

Em 1987, Acima de Qualquer Suspeita (Presumed Innonent) fez de Scott Turow, em seu primeiro romance, um fenômeno.

A história é sobre um promotor acusado do assassinato de sua colega, uma promotora atraente e inteligente chamada Carolyn Polhemus. Contado na primeira pessoa, acompanhamos a angústia de Rusty para escapar de uma condenação enquanto tenta decifrar o crime.

Tudo é estranhamente suspeito. Ele e Carolyn foram amantes e pelo que a polícia percebe, ela parece ser vítima de um encontro sexual que deu errado porque ela morta por um único golpe no crânio com um objeto desconhecido enquanto estava amarrada. Rusty é suspeito porque encontram seu semen na promotora, embora ele saiba que o romance entre os dois tenha acabado há um tempo e que ele não é o culpado.

Desculpem que não vou poupar spoilers aqui.

Carolyn, como era típico nos anos 1980s, que é uma mulher ambiciosa e independente, é apresentada como uma pervetida, insensível, manipuladora e ambiciosa, em contraste com Barbara (Ruth Negga), a esposa dedicada e sofrida de Rusty. Barbara, pelo que ostensivamente sabemos, perdoou e apóia Rusty, mas no passado precisou de ajuda psiquiátrica quando teve uma crise nervosa ao saber da traição do marido.

Há toda uma subtrama política de promotores e advogados correndo ao fundo, e quando Rusty é acusado, ele vai a julgamento mesmo que as evidências sejam circunstanciais. No local do crime havia um copo com suas impressões digitais, registros de ligações dele para Carolyn, fibras de um tecido de carpete da casa dele e claro, seu esperma na vagina de Carolyn. Como o copo “desaparece”, isso interfere no processo e aos poucos Rusty vai descobrindo o pior lado de Carolyn, incluindo romances com outros homens poderosos, o que parece ser o motivo de seu assassinato, com Rusty sendo o bode expiatório.

Como na Justiça as pessoas são inocente até que provem ao contrário e tem que ser acima de qualquer suspeita, Rusty é “inocentado”. Porém aí vem a virada: ao longo do tempo, seu relacionamento Barbara só piora, e ela decide se separar dele. Apenas então ele entende que foi Barbara que matou Carolyn e fez parecer que o marido fosse o culpado.

Escreva a legenda aqui

Ela queria se vingar dos dois, mas, em especial, da mulher que quase destruiu sua família. A surpresa – desde então – vem sido usada para várias reviravoltas em histórias sobre crimes.

No livro a história termina em aberto, sem que Rusty denuncie Barbara. A partir desse livro, Scott Turow escreveu outros romances, incluindo a continuação – Innocent – lançada em 2010. Dessa forma, a série da Apple TV Plus tem toda cara que vá unir os dois romances.

Sucesso no cinema, mas nada de grandioso

Como Hollywood amava “filmes de tribunal”, um suspense jurídico que vendeu milhões de cópias era algo esperado para virar filme, e, em 1990, o diretor Alan J. Pakula lançou o longa estrelado por Harrison Ford, Brian Dennehy, Raúl Julia, Bonnie Bedelia, Paul Winfield e Greta Scacchi.

Os direitos do romance tinham sido comprados antes mesmo do livro chegar às lojas, mas escrever um bom roteiro foi um processo demorado e que mudou de mãos até chegar à Pakula.

Acima de Qualquer Suspeita (Presumed Innonent) foi a oitava maior bilheteria de 1990, arrecacando mais de 220 milhões de dólares. Ganhou uma minissérie de televisão, The Burden of Proof, em 1992, e filme feito para TV, Innocent, em 2011, mas não virou um clássico. Talvez porque tenha sido vítima do tempo, afinal, por decisão do diretor, o conceito de justiça passou a ser central para a história, mesmo que a devassidão da vida pessoal de Carolyn pudesse ter alguma atração também.

As tentativas de continuação foram frustradas

O primeiro spin-off de Acima de Qualquer Suspeita (Presumed Innonent) explorado na TV foi a minissérie The Burden of Proof, 1992, acompanhando o advogado de defesa Sandy Stern (Héctor Elizondo), que investiga o passado de sua esposa após seu aparente suicídio. Depois, com o lançamento de Innocent, o filme feito para TV é ambientado vinte anos após o assassinato de Carolyn, com Rusty Sabich (Bill Pullman) agora sendo acusado do assassinato de sua esposa, Barbara (Marcia Gay Harden). Exibido na TNT em 2011, não gerou nem polêmica nem grandes ondas de reconhecimento no público.

Diante disso tudo é irônico imaginar que David E. Kelley tenha decidido resgatar essa história para sua série na Apple TV Plus. Ele desenvolveu o roteiro com J. J. Abrams e traz Jake Gyllenhaal em mais uma refilmagem de um filme dos anos 1990s. Depois do que vi em Matador de Aluguel (The Roadhouse) estou duplamente cínica quanto à necessidade ou expectativa do reboot de Acima de Qualquer Suspeita (Presumed Innonent).

Outro problema que vejo para a série, antes mesmo de sua estreia, é que o reboot de Atração Fatal pescou muito do que pode estar em Acima de Qualquer Suspeita (Presumed Innonent). Ou seja, mais do mesmo.

Será que dessa vez Jake acerta?

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).