Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FRONTEIRA FECHADA

Paraguai autoriza comércio delivery na fronteira com MS

Pontos de entrega foram montados entre Pedro Juan Caballero e Ponta Porã
21/07/2020 13:29 - Glaucea Vaccari


Com as fronteiras terrestres entre Brasil e Paraguai fechadas há quatro meses e sem data prevista para reabertura, o governo paraguaio autorizou o comércio delivery entre as cidades de Pedro Juan Caballero e Ponta Porã, nesta terça-feira (21).

Em ambas as cidades, o comércio está funcionando devido a medidas de flexibilização.

Com a autorização delivery, brasileiros poderão fazer compras online nas lojas do país vizinho, e a entrega será feita em dois pontos instalados do lado paraguaio, próximo as cercas que dividem os países, sem que o consumidor tenha que entrar no território estrangeiro.

A retirada será feita apenas através destas tendas e continua proibida a entrada de brasileiros no Paraguai.

Tenente-coronel da Força-Tarefa conjunta, Luis Apesteguia, disse ao site paraguaio Último Hora que as forças de segurança terão equipes nas tendas de entrega, para fiscalizar o cumprimento das medidas de biossegurança e evitar aglomeração de pessoas.  

“Recebemos autorização para colocar em operação dois corredores de entrega na fronteira. Isso é mais para pequenos comerciantes, itens de consumo. Isso é recíproco entre os dois países. É apenas para a passagem de mercadorias, as pessoas não podem passar ”, ressaltou.

Presidente da Câmara de Comércio e Turismo de Pedro Juan Caballero, Victor Hugo Barreto, explicou que a autorização é de forma experimental e, se tudo correr bem, o esquema será oficializado na próxima semana.

“Acho que isso dá tranquilidade aos cidadãos e comerciantes. Todos nós vencemos com isso", disse.

Ele ressaltou ainda a importância de clientes e comerciantes cumprirem todas as medidas sanitárias, para garantir um fôlego ao comércio de fronteira ao mesmo tempo que evita contágio pelo coronavírus.

Os pontos de entrega de fronteira fazem parte do plano de revitalização econômica proposto pelo Ministério da Indústria e Comércio para cidades que dependem do comércio bilateral.

 
 

Felpuda


Lideranças de alguns partidos estão fazendo esforço da-que-les para fechar chapa com o número exigido por lei de 30% do total de vagas para as mulheres. Uma dessas legendas, por exemplo, tenta mostrar a “felicidade” das suas pré-candidatas, mas teme o fracasso, tendo em vista que o “chefe maior” é aquele que já mandou mulheres calarem a boca e disse também que a importância da sua então esposa na campanha eleitoral era porque apenas “dormia com ele”. Ô louco!