Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PESQUISA

Preço da cesta básica subiu em Campo Grande no mês de agosto e chega a metade de um salário mínimo

Pesquisa foi feita em 17 capitais brasileiras, a variação no último mês foi de 0,97% na sul-mato-grossense
04/09/2020 12:27 - Gabrielle Tavares


O valor da cesta básica em Campo Grande teve variação de 0,97% no mês de agosto. Em pesquisa onde 17 capitais brasileiras foram consultadas, a sul-mato-grossense aparece como a sétima mais cara entre os produtos essenciais.

O levantamento foi feito pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), de modo online, em decorrência à pandemia da covid-19.

O valor da cesta básica em Campo Grande é de R$484,46. O preço representa 50,12% do salário mínimo líquido, ou seja, após o desconto referente à Previdência Social, alterado para 7,5% em março, com a Reforma da Previdência.

O trabalhador que ganha a remuneração mínima precisa trabalhar 101 horas e 59 minutos para pagar a alimentação individual no mês, equivalente a cerca de duas semanas e meia, em uma jornada de 40 horas semanais.  

Já para uma família com quatro pessoas, o valor da cesta básica fica em R$1.453,38. Cerca de 28,1% mais alto que um salário mínimo, de R$1.045. 

 
 

Produtos

De acordo com a pesquisa, o valor do óleo de soja foi o item com maior variação, 31,85%, e preço médio de R$ 4,69 a garrafa de 900 ml.

Outros produtos apresentaram alta na comparação com o mês de julho: arroz 13,61%; carne bovina de primeira 8,89%; leite integral 7,17%; pão francês 5,35%; farinha de trigo 3,92%; tomate 3,32%; e café 0,35%;

Em relação à diminuição de preços, a redução mais expressiva foi no feijão carioquinha, -25,53%, sendo R$ 6,74 o preço médio do pacote de 1 quilo do grão.

A banana, com-12,21%, também caiu, acompanhada da batata, -11,78%, do açúcar, -3,29%, e da manteiga -0,39%.

Nacional

A capital com a cesta mais cara em agosto foi a de São Paulo, com R$ 539,95. A Dieese estima que o Salário Mínimo Necessário para suprir os valores dos produtos deveria ser equivalente a R$ 4.536,12, o que corresponde a 4,34 vezes o mínimo vigente de R$ 1.045,00. O cálculo é feito levando em consideração uma família de quatro pessoas, com dois adultos e duas crianças.

 
 

Felpuda


Depois de se “leiloar” durante meses, e afirmando que estava até escolhendo o município para se candidatar a prefeito, ex-cabeça coroada não só não recebeu acenos amistosos, como também não encontrou portas abertas com tapete vermelho a esperá-lo. 

Assim, deverá pendurar as chuteiras e fazer como cardume em seu pesqueiro: nada, nada...