Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

IMBRÓGLIO

MPE quer ouvir PSL nacional sobre convenção que definiu Trutis candidato

Sigla está em uma disputa interna, após o vereador Vinícius Siqueira perder para o deputado o direito de disputar à prefeitura da Capital
24/09/2020 14:33 - Flávio Veras


Briga Trutis e Vinícios Siqueira. 
 

Apesar do registro no Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS) da chapa do PSL, composta por Loester Trutis como candidato a prefeito e Lilian Durães como vice, o Ministério Público Estadual (MPMS) quer ouvir a direção nacional da legenda para saber como foi a votação que escolheu o deputado, ao invés do vereador Vinícius Siqueira, até então pré-candidato da sigla. 

A convenção, realizada no último dia 13, foi parar na justiça após o vereador e a presidente estadual do partido, senadora Soraya Thronicke, entrar na justiça pedindo a suspensão da votação.  

Segundo os acusadores, os suplentes votaram, “algo que não poderia acontecer segundo o estatuto do PSL”. 

De acordo com parecer do promotor eleitoral, Luiz Eduardo Lemos de Almeida, o estatuto do partido não põe fim a “irrefragável controvérsia de natureza fática”. 

Ou seja, a legislação da legenda não torna o fato impassível de questionamento, gerando dúvidas no processo.  

Durante a plenária, o deputado venceu seu concorrente por 3 votos a 2.  

Confusão

No último dia 20, os advogados do PSL se posicionaram sobre o pedido na Justiça de suspensão da convenção. 

Segundo o grupo de advogados, Siqueira “mentiu oficialmente ao protocolar o documento alegando que a eleição dentro do partido foi fraudulenta”.  

“As acusações são falsas, pois a certidão emitida pelo próprio Sistema de Gerenciamento de Informações Partidárias da justiça Eleitoral no dia 14/09/2020 as 11 horas e 49 minutos, horário de Brasília, mostra absolutamente contrário”.

Em outro trecho da contestação, a defesa alega que inúmeras ligações foram feitas para o celular de Vinícius Siqueira, para que ele pudesse votar, mas nenhuma foi atendida.

“No próprio FACEBOOK deste, pode se verificar quantas vezes durante a votação, a executiva municipal ligou para o senhor Vinícius Siqueira, sendo inclusive, que este, até brincava cantando assim: 'eu não vou atender...', diz o destaque.

 
 

Felpuda


Como era de se esperar, as pesquisas mexeram nos ânimos de candidatos, principalmente daqueles que apareceram com índices pífios.

E assim, muitos deles certamente darão novo rumo às suas campanhas eleitorais.

A maioria, é claro, tenta mostrar otimismo, e o que mais se ouve por aí é que “agora o momento será de virada”.

Como disse atento e irônico observador: “Tem gente por aí que poderá virar, sim. Mas virar gozação!”. Ui...