Tecnologia

Ciência e Saúde

A+ A-

Conheça os riscos do uso indevido do formol

Conheça os riscos do uso indevido do formol

MB PRESS

26/12/2010 - 23h59
Continue lendo...

Mulher adora estar em dia com a beleza. Depilação, fazer as unhas, aguentar o calor do secador, mas é preciso cuidar para que sacrifícios não se tornem riscos.

O procedimento que tem feito a cabeça das mulheres no Brasil há alguns anos é a escova progressiva. Tem de chocolate, açúcar, morango e até de ouro. Apesar de deixar as madeixas lisas, realizando o sonho de onze entre dez mulheres, a progressiva pode esconder um grande perigo: o formol.

Formol é um composto químico usado em diversos produtos e processos, como na fabricação de preservativos, sedas artificiais, tintas, corantes, espelhos e até explosivos. Pasmem meninas, o formol também é utilizado para embalsamar cadáveres, já que tem a função de conservar os materiais. Nos cabelos, é o que mantém os fios lisos.

De acordo com o dermatologista Francisco Le Voci, especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e coordenador do Ambulatório de Cabelos da Faculdade de Medicina do ABC, muitos são os males provocados pelo uso errado do formol. "São várias e graves as reações, inclusive câncer e óbito", alerta. Entre as principais reações adversas estão aquelas resultantes do contato com a pele (irritação, vermelhidão, dor e queimaduras) e com os olhos (irritação, vermelhidão, dor, lacrimação e visão embaraçada). "Altas concentrações causam danos irreversíveis".

É importante ressaltar que não é preciso que a química entre em contato com a pele para ser prejudicial. O formol pode causar problemas mesmo sem contato direto com o corpo, já que é também encontrado em estados físicos como vapor e gás. "A inalação pode causar até câncer no aparelho respiratório, tosse, diminuição da frequência respiratória, irritação. Pode ainda causar edema pulmonar e pneumonia. Vale destacar que pode ser fatal em altas concentrações" ressalta o médico.

O risco do uso indevido de formol certamente é muito maior para os profissionais que lidam com este produto quase diariamente. "A exposição crônica, frequente ou prolongada pode causar hipersensibilidade, levando às dermatites, reação alérgica, debilitação da visão e aumento do fígado", afirma Francisco, que também membro efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgias Dermatológicas. Normalmente os salões de beleza são locais pequenos e com pouca circulação de ar, o que acaba aumentando a concentração de formol no ar.

O risco é tão grande que a Anvisa proibiu a comercialização do produto em farmácias, perfumarias e supermercados a fim de coibir o uso indevido. Há marcas que têm a autorização da Agência para comercializar artigos que contenham formol, mas a permissão foi concedida por que a exigência de concentração mínima foi acatada. "Ainda que os cremes obedeçam às normas da Agência, não deve ser usado. A manipulação incorreta da química, por um profissional mal preparado, por exemplo, pode causar sérios danos à saúde", pondera Francisco. Como opções ao formol existem a guanidina, hidróxido de sódio e tioglicolato de amônio, todos licenciados pela Anvisa.

Algumas dicas são importantes na hora de fazer a bendita progressiva: fique atenta ao odor do produto. Ser tiver um cheiro muito forte e o profissional ligar ventiladores de ar durante a aplicação, desconfie. Exija ver o rótulo do produto. Nele deve conter o selo da Anvisa, que é a sua segurança. E procure, sempre, salões de sua confiança.

Negócios

WhatsApp incrementa canais de envio de mensagem em massa com áudio e enquete

Os donos desses espaços de distribuição massiva de mensagens agora podem enviar áudios, enquetes e eleger até 16 administradores

17/01/2024 21h00

Os ajustes nos canais chegam ao público às vésperas de novo período de eleições no país. Divulgação

Continue Lendo...

O WhatsApp aumentou as opções para as pessoas que administram canais, segundo anúncio desta quarta-feira (17). A ferramenta permite envio unidirecional a milhares de usuários. 

Os donos desses espaços de distribuição massiva de mensagens agora podem enviar áudios, enquetes e eleger até 16 administradores. A atualização está disponível para todos os usuários a partir desta quarta (17).

A Meta —dona do WhatsApp— adiou a estreia desse recurso no Brasil, após o Ministério Público Federal ter recomendado, durante as eleições de 2022, à empresa esperar até o ano seguinte para o lançamento. A medida visava prevenir desinformação no contexto eleitoral.

Os ajustes nos canais chegam ao público às vésperas de novo período de eleições no país.

Nos canais, os criadores já podem distribuir links, textos, imagens e vídeos para um número ilimitado de participantes. O recurso concorre com ferramenta similar do Telegram.

Os novos recursos incluem:

1 - Mensagens de voz
2 - Enquetes
3 - Compartilhar cards no status (ferramenta análoga aos stories do Instagram) —para isso, basta manter uma atualização que você achar interessante pressionada, selecionar ‘encaminhar’ e depois a opção ‘meu status’

A Meta também lançou a opção de "Múltiplos Admins" para que os canais possam ter até 16 administradores para ajudar a gerenciar as atualizações.

O dono do Canal pode convidar qualquer um de seus contatos ou seguidores para se tornarem administradores. Depois que o convite é aceito, o novo administrador poderá gerenciar as informações do canal e criar, editar e excluir quaisquer atualizações.

Apenas os proprietários de um canal seguem com permissão para excluí-lo.
 

Telemarketing

Plataforma Não Me Perturbe fecha 2023 com 12 milhões de cadastros

Mecanismo bloqueia chamadas indesejadas de telemarketing

10/01/2024 22h00

O mecanismo, no entanto, não bloqueia ligações, por exemplo, de planos de saúde ou de redes varejistas. Arquivo/ Correio do Estado

Continue Lendo...

Mecanismo que permite o bloqueio de chamadas não desejadas de empresas, a plataforma Não Me Perturbe fechou 2023 com 12 milhões de números de telefone cadastrados. Isso representa crescimento de 974.902 de números em relação a 2022.

Segundo a Conexis Brasil Digital, que reúne as empresas de telecomunicações e de conectividade, o número de cadastros equivale a 4,3% da base de 280,5 milhões de telefones fixos e móveis existentes no Brasil.

Em operação desde julho de 2019, a plataforma permite que as pessoas bloqueiem chamadas de telemarketing vindas de empresas de telecomunicações e de oferta de crédito consignado. O mecanismo, no entanto, não bloqueia ligações, por exemplo, de planos de saúde ou de redes varejistas.

Quem quiser bloquear seus números de celular e telefone fixo para não receber ligações de telemarketing desses dois setores (telecomunicações e crédito consignado) deve fazer o cadastro diretamente no site Não Me Perturbe ou por meio dos Procons em todo o país. O bloqueio ocorre em até 30 dias após o cadastro no site.

A maior parte dos números bloqueados está no estado de São Paulo, com 5,52 milhões de números registrados. São Paulo também concentra a maior base de clientes do país, com 85 milhões de celulares e de telefones fixos. O Distrito Federal tem a maior proporção de telefones cadastrados na plataforma, com 8,2% da base de telefones fixos e móveis do DF.

Em operação desde julho de 2019, a plataforma Não Me Perturbe faz parte das medidas de autorregulação do setor para melhorar a relação com os consumidores. Desde então, o número de cadastrados cresceu ano a ano, mas só superou a marca de 10 milhões em 2022. Em outubro do ano passado, segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o volume de queixas caiu 15,2% em relação ao mesmo mês do ano anterior.

 

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).