Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MODERNIDADE

Facebook começa testes de novo serviço de assistente pessoal virtual

O serviço foi liberado para testes apenas para moradores de São Francisco
27/08/2015 02:00 - FOLHAPRESS


O Facebook é mais uma empresa a entrar no mercado de assistentes pessoais ao lançar nesta quarta-feira (26), a M, ferramenta desenvolvida pela rede social de Mark Zuckerberg que funcionará dentro do Messenger.

A grande diferença da M para os concorrentes, como a Cortana, da Microsoft, e a Siri, da Apple, é que, por enquanto, se trata de um híbrido entre serviço virtual e operado por funcionários do Facebook.

Segundo a Wired, a rede social colocou pessoas para realizar tarefas que a inteligência artificial da M ainda não é capaz de fazer sozinha. A ideia é que, depois, o aplicativo não precise mais de ajuda. O usuário não saberá se é uma pessoa ou não que está respondendo.

"Ao contrário de outros serviços baseados em inteligência artificial que estão no mercado, M pode realmente resolver tarefas no seu lugar. Ela pode comprar produtos, fazer com que presentes sejam enviados, reservar restaurantes, programar as férias, marcar reuniões e mais", disse David Marcus, chefe de produto do Messenger, em um post no Facebook.

O serviço foi liberado para testes apenas para moradores de São Francisco, e não há previsão de quando ele chegará para o resto dos usuários do Messenger.

Para acessar a M, basta entrar no aplicativo e selecioná-la da mesma forma como iniciar uma conversa com algum contato. Daí, basta apenas dar ar ordens para que ela -ou o funcionário do Facebook- realize as tarefas.

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!