Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MOTOMAIS

Confira dicas e novidades sobre motos

O recém-lançado capacete da Pro Tork já é sucesso de vendas
07/06/2020 11:39 - Edmundo Dantas/AutoMotrix


Tá na cara

As concessionárias autorizadas Kawasaki em todo o Brasil estão distribuindo máscaras protetivas para integrar o uniforme de trabalho em regiões selecionadas. As máscaras também serão distribuídas entre os clientes em mais uma iniciativa da marca. Nas concessionárias de cidades onde a reabertura estiver autorizada pelos órgãos competentes, serão distribuídas máscaras especialmente confeccionadas pela marca, personalizadas com o logo e as cores da Kawasaki. Além da proteção para seus clientes e empregados, uma ação de mídia deve distribuir outras 5 mil unidades. Segundo a marca, em todas as concessionárias, as medidas preventivas sugeridas pela OMS (Organização Mundial da Saúde) continuam sendo tomadas, como distanciamento entre pessoas, uso de álcool em gel para higienização das mãos e a repetição da lavagem das mãos ao longo do dia.

 
 

Tecnologia viscosa

A Petronas Lubrificantes promoveu uma atualização da sua linha de produtos para motocicletas, a Petronas Sprinta. Projetada para reagir rapidamente às mudanças nas condições das cidades e estradas de hoje em dia, a Petronas assegura que sua linha de óleos conta com tecnologia FlexiTech, que proporciona uma conexão máxima entre moto e piloto, protege as áreas críticas e fornece bom desempenho do motor, aumentando a vida útil do veículo. Sua formulação responde de forma rápida e com flexibilidade às várias demandas das partes críticas da motocicleta – o propulsor, a embreagem e as engrenagens. Mesmo em altas rotações, o lubrificante mantém sua performance e viscosidade, defendendo o motor contra intensas pressões térmicas e de estresse.

 
 

Cabeça feita

O recém-lançado G8 Evo, da Pro Tork, tornou-se um sucesso instantâneo de vendas, que pode ser comprovado nas ruas do Brasil e de toda a América Latina. A marca paranaense, com fábrica na cidade de Siqueira Campos, é líder mundial na produção de capacetes e adota tecnologias de ponta para desenvolver produtos que aliam design, segurança e conforto. Segundo a fabricante, alguns dos diferenciais do modelo street são suas linhas aerodinâmicas aliadas ao aerofólio, que agregam maior estabilidade durante a pilotagem. Junto a eles se unem ainda o sistema de ventilação, com entradas de ar controláveis na parte da frente e saídas posteriores, promovendo um fluxo mais eficiente. Ainda de acordo com a Pro Tork, o novo forro em cacharrel – tecido com toque suave, antibacteriano e antialérgico – traz mais praticidade para o dia a dia. E o casco injetado em ABS e a viseira transparente em policarbonato de 2 milímetros de espessura são extremamente resistentes, com brilho e proteção duradouros. O catálogo da Pro Tork está disponível no site www.protork.com.

 
 

Usadas em alta

A OLX Brasil registrou um aumento de 10% nas buscas por motocicletas em abril deste ano, em comparação com o mesmo mês de 2019. E, apesar do impacto negativo da Covid-19 no volume de emplacamentos de motos novas, entre as usadas, os dados da plataforma apontam para uma retomada com alta de 4% nas vendas na primeira semana de maio, em comparação ao mesmo período do ano passado. “Com o isolamento social, a demanda por delivery de refeições e outros itens vem ganhando força e, provavelmente, vem atraindo outras pessoas interessadas em trabalhar como entregadores, o que pode garantir uma renda”, avalia Marcos Leite, vice-presidente executivo da OLX Brasil. Um dos modelos responsáveis por esse crescimento é a CG, da Honda, que é a mais buscada e vendida na OLX desde 2018. A procura pela moto aumentou cerca de 20% desde a semana de 13 de abril até meados de maio, se comparada ao mesmo período do ano passado.

 
 

Felpuda


Nos bastidores, conversas, ou melhor, quase sussurros, dão conta de que compromisso assumido teria prazo de validade se acontecer a vitória de aliado.

A partir de então, o papo passaria a ser bem, mas bem diferente mesmo, pois, com acordo cumprido, novos objetivos passariam a ser fonte dos desejos, e sem nenhuma moeda de troca.

No caso, não haveria mais sequer um fio de bigode. Tipo, cada um na sua.