Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MOTOMAIS

Confira dicas e novidades sobre motos

O recém-lançado capacete da Pro Tork já é sucesso de vendas
07/06/2020 11:39 - Edmundo Dantas/AutoMotrix


Tá na cara

As concessionárias autorizadas Kawasaki em todo o Brasil estão distribuindo máscaras protetivas para integrar o uniforme de trabalho em regiões selecionadas. As máscaras também serão distribuídas entre os clientes em mais uma iniciativa da marca. Nas concessionárias de cidades onde a reabertura estiver autorizada pelos órgãos competentes, serão distribuídas máscaras especialmente confeccionadas pela marca, personalizadas com o logo e as cores da Kawasaki. Além da proteção para seus clientes e empregados, uma ação de mídia deve distribuir outras 5 mil unidades. Segundo a marca, em todas as concessionárias, as medidas preventivas sugeridas pela OMS (Organização Mundial da Saúde) continuam sendo tomadas, como distanciamento entre pessoas, uso de álcool em gel para higienização das mãos e a repetição da lavagem das mãos ao longo do dia.

 
 

Tecnologia viscosa

A Petronas Lubrificantes promoveu uma atualização da sua linha de produtos para motocicletas, a Petronas Sprinta. Projetada para reagir rapidamente às mudanças nas condições das cidades e estradas de hoje em dia, a Petronas assegura que sua linha de óleos conta com tecnologia FlexiTech, que proporciona uma conexão máxima entre moto e piloto, protege as áreas críticas e fornece bom desempenho do motor, aumentando a vida útil do veículo. Sua formulação responde de forma rápida e com flexibilidade às várias demandas das partes críticas da motocicleta – o propulsor, a embreagem e as engrenagens. Mesmo em altas rotações, o lubrificante mantém sua performance e viscosidade, defendendo o motor contra intensas pressões térmicas e de estresse.

 
 

Cabeça feita

O recém-lançado G8 Evo, da Pro Tork, tornou-se um sucesso instantâneo de vendas, que pode ser comprovado nas ruas do Brasil e de toda a América Latina. A marca paranaense, com fábrica na cidade de Siqueira Campos, é líder mundial na produção de capacetes e adota tecnologias de ponta para desenvolver produtos que aliam design, segurança e conforto. Segundo a fabricante, alguns dos diferenciais do modelo street são suas linhas aerodinâmicas aliadas ao aerofólio, que agregam maior estabilidade durante a pilotagem. Junto a eles se unem ainda o sistema de ventilação, com entradas de ar controláveis na parte da frente e saídas posteriores, promovendo um fluxo mais eficiente. Ainda de acordo com a Pro Tork, o novo forro em cacharrel – tecido com toque suave, antibacteriano e antialérgico – traz mais praticidade para o dia a dia. E o casco injetado em ABS e a viseira transparente em policarbonato de 2 milímetros de espessura são extremamente resistentes, com brilho e proteção duradouros. O catálogo da Pro Tork está disponível no site www.protork.com.

 
 

Usadas em alta

A OLX Brasil registrou um aumento de 10% nas buscas por motocicletas em abril deste ano, em comparação com o mesmo mês de 2019. E, apesar do impacto negativo da Covid-19 no volume de emplacamentos de motos novas, entre as usadas, os dados da plataforma apontam para uma retomada com alta de 4% nas vendas na primeira semana de maio, em comparação ao mesmo período do ano passado. “Com o isolamento social, a demanda por delivery de refeições e outros itens vem ganhando força e, provavelmente, vem atraindo outras pessoas interessadas em trabalhar como entregadores, o que pode garantir uma renda”, avalia Marcos Leite, vice-presidente executivo da OLX Brasil. Um dos modelos responsáveis por esse crescimento é a CG, da Honda, que é a mais buscada e vendida na OLX desde 2018. A procura pela moto aumentou cerca de 20% desde a semana de 13 de abril até meados de maio, se comparada ao mesmo período do ano passado.

 
 

Felpuda


O sumiço de algumas figurinhas carimbadas da política não acontece em virtude da necessidade de isolamento como uma das formas de prevenção à pandemia. Em verdade, seria porque não têm mesmo o que e a quem falar. Com o advento das redes sociais, quem acha que fazer campanha eleitoral continua como na época do “eu prometo” está a um passo de ver o sonho de conquistar mandato se transformar em pesadelo. Pelo jeito, não estão nem conseguindo dormir.