Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

NOVA GERAÇÃO

Sem perder a elegância: Audi A3 Sedan

Chega ao mercado europeu o novo sedã, que deve estar no Brasil no segundo semestre
02/05/2020 11:03 - Daniel Dias/AutoMotrix


O novo A3 Sedan será apresentado ao mercado europeu a partir do começo de maio, com as primeiras entregas previstas para o final de julho deste ano, com preços partindo de 29.800 euros – cerca de R$ 180 mil. Conforme a Audi, o modelo de três volumes tem um design mais esportivo, mantendo a elegância costumeira do veículo. O novo sedã estará disponível com opções de dois motores TFSI e um TDI (os três turbinados) no lançamento. O 35 TFSI, um motor de injeção direta de 1,5 litro, produz 150 cavalos e será oferecido em duas versões – uma com transmissão manual de 6 velocidades desenvolvida recentemente e outra com a Stronic de 7 marchas. Além da tecnologia de cilindro sob demanda, o trem de força em conjunto com a transmissão de dupla embreagem Stronic usa um sistema híbrido suave de 48 volts, com recuperação de energia durante a desaceleração. O 2.0 TDI com 150 cavalos também trabalha em conjunto com um Stronic de 7 velocidades, no qual as mudanças de marchas são feitas por meio de um novo interruptor, usando a tecnologia shift-by-wire (sem uso de cabos). Está certa a vinda do novo A3 Sedan para o mercado brasileiro, embora ainda não tenha uma definição de quando será o lançamento. Não está confirmado, no entanto, se será fabricado no Paraná, como a geração anterior, ou importado da Europa.  

A frente do novo A3 Sedan é dominada por uma imensa grade hexagonal com desenho que lembra favos de mel, ladeada por faróis marcantes. Do lado de fora, eles formam ângulos trapezoidais que são atraídos para baixo e apontam para a grade. Na versão de topo de linha com tecnologia Led Matrix, estão presentes as novas luzes diurnas digitais, constituídas por uma matriz de pixels composta por quinze segmentos de leds, que podem ser acionados individualmente. No A3 Sportback, a linha do corpo que corre acima da cintura sobe em direção às luzes traseiras antes do arco da roda de trás, acentuando assim a extremidade traseira curta. No sedã, por outro lado, ela se estende até o para-choque traseiro. Isso enfatiza seu comprimento – 15 centímetros mais longo que o Sportback –, dando um perfil mais elegante ao carro. A linha do teto desce dinamicamente da coluna “B” (a do meio) – como em um cupê – e termina em um spoiler integrado à ponta da tampa do porta-malas. Disponível opcionalmente em carbono, essa silhueta enfatiza a aparência poderosa do sedã.

 
 

O “cockpit” do A3 Sedan é focado no motorista, um conceito que se inicia com o design de interiores e termina com os elementos de exibição e controle. Assim, o painel de instrumentos com a tela de toque central da MMI é ligeiramente inclinado em direção ao motorista, com tela de 10,1 polegadas e intuitivo de se operar. Como padrão, tem detecção de manuscrito e controle de linguagem natural que podem, opcionalmente, aproveitar os recursos da nuvem da internet. O painel de instrumentos de 10,25 polegadas atrás do volante é digital mesmo no modelo básico. Como o cockpit virtual da Audi Plus, oferece três visualizações diferentes, com gráficos esportivos, dígitos inclinados e um layout particularmente dinâmico. As rotações por minuto e a velocidade são mostradas como diagramas de barra com elementos gráficos vermelhos angulares.

O principal sistema de infoentretenimento no novo A3 Sedan é o MMI Navigation Plus, que usa uma plataforma modular de terceira geração (MIB 3) com um poder computacional dez vezes maior em relação à do modelo anterior. Conecta o carro via velocidade LTE Advanced e os smartphones de todos os ocupantes à internet via hotspot Wi-Fi. O MMI Navigation Plus oferece vários serviços do Audi Connect como padrão, como dados de tráfego em tempo real, notícias e informações adicionais, como fotos, horários de funcionamento e avaliações de usuários relacionadas a pontos de interesse.

O A3 Sedan é conectado ao celular por meio da interface do Smartphone Audi, integrando aparelhos com iOS e Android ao Apple CarPlay e ao Android Auto no MMI, que une o dispositivo à antena do carro e pode carregá-lo indutivamente. O sedã da Audi pode ser bloqueado, desbloqueado e reiniciado por meio de um smartphone com Android ligado à chave de conexão Audi. A personalização permite que até seis usuários armazenem suas configurações preferidas em perfis individuais, inseridos os de assento, o controle climático e a mídia. O rádio digital DAB+ vem como padrão. As opções incluem o rádio online e o híbrido, que alterna automaticamente entre FM, DAB e o fluxo online, dependendo da intensidade do sinal de uma estação, garantindo assim uma recepção perfeita. Os sistemas de assistência ao motorista contam com conexão em rede. No Audi pre sense, a câmera atrás do espelho interno trabalha em conjunto com o radar dianteiro para evitar acidentes ou, pelo menos, reduzir sua gravidade. O auxílio padrão para evitar colisões usa os dados desse sistema de sensores. E o Cruise Adaptive Assist indica quando seria sensato o motorista tirar o pé do acelerador. Para isso, avalia informações, especialmente as dos dados de navegação.

 
 

Felpuda


Apressadas que só, figurinhas tentaram se “apoderar” do protagonismo de decisão administrativa. Não ficaram sequer vermelhas quando se assanharam todas para dizer que tinham sido responsáveis pela assinatura de documento que, aliás, era uma medida estabelecida desde 2019. Quem viu o agito da dupla não pode deixar de se lembrar daquele pássaro da espécie Molothrus bonarienses, mais conhecido como chupim, mesmo. Afe!