Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Capital ultrapassa Dourados em número de mortos e é novo epicentro

Campo Grande é cidade do Estado com mais casos confirmados e óbitos por Covid-19
16/07/2020 12:36 - Gabrielle Tavares


Campo Grande ultrapassou Dourados no número de óbitos da Covid-19, com cinco novas mortes nas últimas 24 horas, totalizando 50 vítimas na Capital, enquanto Dourados soma 46.

No dia 4 de julho, Campo Grande já havia ultrapassado Dourados no número de casos confirmados

No Estado, com mais 699 exames positivos para o coronavírus nas últimas 24 horas, o número de casos confirmados da doença chega a 15.330. Ao todo, foram registrados 8 óbitos, passando para 191 mortes pela doença em Mato Grosso do Sul.

“Se não cessarmos esse crescimento, seguramente vamos ter no mês de julho um grande quantitativo de mortes que poderá superar as duas centenas”, declarou o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, em transmissão ao vivo realizada na manhã desta quinta-feira (16).

Dos casos confirmados, 5.027 estão em isolamento domiciliar, 9.804 estão sem sintomas e já estão recuperados e 316 estão internados, sendo 191 em hospitais públicos e 125 em hospitais privados. Oito pacientes internados são procedentes de fora do Estado.

A taxa de ocupação global de leitos na macrorregião de Campo Grande é de 76%, dos quais 25% são de pacientes diagnosticados com Covid-19, 44% não Covid-19, e 7% com suspeitas de Covid-19.  

Na Macrorregião de Dourados a ocupação global é de 54%, na macrorregião de Três Lagoas são 52% e na macrorregião de Corumbá, fica em 64%.

Com 316 novos casos, a Capital chega ao total de 5.497 casos confirmados. Dourados teve mais 120, totalizando 3.649 e Corumbá registrou mais 19 e possui 663 diagnosticados.  

Óbitos

Em Campo Grande foram 5 mortes, uma delas não registrada no boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde de hoje. Uma mulher, de 78 anos, faleceu em um hospital privado da cidade durante a manhã desta quinta-feira, às 06h26. Ela estava internada desde o dia 7 de julho e foi transferida para UTI no dia 9 de julho.

As outras vítimas da Capital foi uma mulher, de 68 anos, que faleceu na terça-feira (14) e tinha doença renal crônica; um homem de 62 anos, foi a óbito na quarta-feira (15) e sofria de doença cardiovascular crônica, diabetes e hipertensão; um homem de 85 anos, faleceu na terça-feira e possuía diabetes; outro homem de 92 anos, também na quarta-feira, que tinha doença cardiovascular e pneumopatia crônica.  

Em Corumbá foram duas mortes na quarta-feira, um homem de 73 anos que sofria de pneumopatia crônica; e uma mulher de 89 anos, que tinha hipertensão.  

Em Cassilândia uma mulher de 60 anos foi vítima da doença, ela também possuía doença cardiovascular crônica. Em Naviraí, uma mulher de 71 anos faleceu ontem, ela sofria de diabetes, doença cardiovascular e pneumopatia crônica. 

 

Felpuda


Figurinha carimbada ganhou o apelido de “biruta”, instrumento que indica direção do vento e, por isso, muda constantemente. Dizem que a boa vontade até existente ficou no passado, e as reclamações são muitas, mas muitas mesmo, diante das decisões que vem tomando a cada mudança de humor do eleitorado. Como bem escreveu o poetinha Vinicius de Moraes: “Se foi pra desfazer, por que é que fez?”.