Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

AMEAÇADA COM TESOURA

Negociação não avança e Bope invade casa para prender pastor que mantinha mulher refém

Vítima teve cabelo cortado e apresentava ferimentos; pastor foi preso e excluído da igreja
12/03/2020 16:02 - Fábio Oruê, Glaucea Vaccari


 

Após aproximadamente uma hora de tentativa de negociação, equipe do Batalhão de Operações Especiais (Bope), invadiu a residência onde o pastor, identificado como Jesus, mantinha a companheira refém sob ameaça com uma tesoura. Ele foi preso e encaminhado à Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher (Deam), enquanto a mulher foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros, sem ferimentos graves, e encaminhada a uma unidade de saúde.

Membro da Assembleia de Deus, o pastor foi excluído do ministério por conta do crime, segundo pronunciamento oficial da presidência da igreja (ouça o áudio abaixo). Motivo do cárcere privado seria uma traição da vítima descoberta pelo companheiro.

De acordo com o coronel Wilmar Fernandes, comandante do Bope, o cárcere começou ontem (11), mas a polícia recebeu a denúncia por volta das 13h30 desta quinta-feira (12).

Segundo informações apuradas pelo Correio do Estado, o homem fez uma live no Facebook na noite de ontem (11), avisando sobre o cárcere privado da vítima. Segundo testemunhas, no vídeo ao vivo ele cortou o cabelo da mulher e rasgou a roupa dela, desativando o perfil em seguida.

Desde então a mulher foi mantida trancada em um quarto da casa, um sobrado na Rua Cláudia, onde foi agredida e feita refém sob ameaça de morte. O suspeito acompanhava toda a movimentação que ocorria do lado de fora da casa por meio do circuito de câmeras de segurança da residência.

Equipes do Corpo de Bombeiros, Batalhão de Choque da Polícia Militar, Batalhão de Operações Especiais (Bope) e Polícia Militar foram ao local, onde iniciaram negociação com o suspeito. Durante o trabalho, quadras próximas à residência foram isoladas e bloqueadas.

Conforme o comandante do Bope, a mulher estava imobilizada e a todo momento o homem ameaçava perfurá-la com a tesoura, além de agredi-la. Por conta do risco que a vítima sofria, foi necessária intervenção.

“A equipe de negociação do Bope tem como procedimento primeiro negociar, fazer com o causador do evento crítico se entregue e desista do intento. Foi negociado até o momento que se viu que tinha condições, em determinado momento a gente viu que não avançava e foi necessária ação tática emergencial para salvar a vida dela”, disse o coronel.

Ainda segundo ele, a equipe adentrou no cômodo onde a mulher era mantida e, sem uso de força letal, o homem foi imobilizado e preso. A mulher estava abalada e com ferimentos, mas não corre risco de morte.

Pastor Elial, que faz parte da presidência da Assembleia de Deus, onde o suspeito atuava como pastor, divulgou um áudio com pronunciamento oficial, onde afirma que o homem foi excluído de todas as funções do ministério.

“O que posso pronunciair é que o ministério não pode aceitar nem suportar nos seus quadros de obreiros nem no rol de membros uma pessoa que age dessa forma, ele acaba de ser excluído do nosso ministério”, diz o pronunciamento.

O caso será investigado pela Deam.

 
Ouça áudio da presidência da Assembleia de Deus - WhatsApp / Correio do Estado
 
Bope invadiu residência e prendeu suspeito - Fábio Oruê / Correio do Estadao
 
 

Felpuda


É quase certo que a aposentadoria deverá ocorrer de maneira mais rápida do que se pensava em determinado órgão. O que deveria ser a tal ordem natural dos fatos acabou sendo atropelada por acontecimentos considerados danosos para a imagem da instituição. Os dias estão passando, o cerco apertando e já é praticamente unanimidade de que a cadeira terá de ter substituto. Mas, pelo que se ouve, a escolha não deverá ser com flores e bombons de grife.