Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

OPERAÇÃO OFFSET

Polícia Federal realiza ação contra fraudes em licitação na Prefeitura de Corumbá

Ação mobiliza policiais federais em Corumbá e Campo Grande nesta terça
06/10/2020 07:43 - Carol Alencar Cozzatti


Com o objetivo de combater crimes e fraudes em licitações por servidores públicos municipais da Prefeitura Municipal de Corumbá, Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (06), a Operação Off Set.

Cerca de 50 policiais federais participaram da ação que cumpre, em Corumbá e Campo Grande, 12 mandados de busca e apreensão, expedidos pela 1ª Vara Federal de Corumbá.

Segundo a PF, a investigação teve início após o recebimento de denúncias apontando a ocorrência sistemática de desvios de recursos públicos no Poder Executivo Municipal, cujas irregularidades seriam decorrentes de contratos de prestação de serviços entre a Prefeitura de Corumbá e uma empresa de engenharia sediada em Campo Grande/MS. 

O dinheiro desviado seria direcionado aos servidores e empresários envolvidos. As investigações também indicaram que parte da verba destinada ao pagamento dos contratos é proveniente de repasse de recursos federais.

Ainda de acordo com a Polícia Federal, o nome da operação faz alusão à conhecida técnica de impressão, já que este é o principal ramo de atividade econômica, registrado nos órgãos competentes, de uma empresa investigada. 

“Destaca-se que a empresa possui registrados ainda outros ramos de atuação completamente diversos da atividade principal, numa clara tentativa de facilitar a participação em diferentes processos licitatórios, mesmo sem deter outras capacidades necessárias”, destacou a PF em nota.

Em tradução livre para a língua portuguesa, a palavra “offset” significa “fora de alinhamento” ou “fora do lugar”.

 
 

Felpuda


Candidato a vereador caiu em desgraça, pelo menos em um dos bairros de Campo Grande, ao promover comício em ginásio de esporte, com direito a ônibus lotados e espoucar de muitos fogos de artifício.

Aí dito-cujo foi alvo de muitas críticas, tanto pela zoeira causada, como por ter mandado às favas quaisquer cuidados na prevenção da Covid-19, ao promover grande aglomeração. Irresponsabilidade é pouco, hein?!