Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PANDEMIA

Taxa de contágio apresenta nova queda e pode causar desaceleração da Covid no Estado

Secretário de Saúde diz que indicador é positivo, mas população precisa manter cuidados
14/10/2020 15:32 - Glaucea Vaccari


Taxa de contágio da Covid-19 apresentou nova queda em Mato Grosso do Sul, o que aumenta a expectativa da desaceleração da doença no Estado, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES).

Secretário da pasta, Geraldo Resende, afirma que, apesar do decréscimo ser pequeno, caindo de 0,96% para 0.95%. 

"Por mais que pequeno, decréscimo de centésimos, é um dados positivo. Significa que de cada 100 casos confirmados, a possibilidade de contaminação no dia seguinte é de 95, e isso vai mais uma vez apontar para a possibilidade do declínio da curva da doença no Estado", disse Resende.

Nas últimas 24 horas, foram registrados 485 novos casos em Mato Grosso do Sul e 15 mortes pela doença. Taxa de letalidade permanece em 1,9%.

Conforme o secretário, apesar do Estado registrar 75.561 casos desde o início da pandemia, a grande maioria já terminou a quarentena, não apresenta mais sintomas e são considerados recuperados. 

"Dos 75.561 casos confirmados, temos 70.007 casos recuperados, o que chega a quase 95% dos casos recuperados em Mato Grosso do Sul", afirmou.

Preocupação de Resende continua sendo com os próximos 14 dias, devido as aglomerações registradas no feriado prolongado e que podem levar a um aumento nos casos.

No total, 1.464 pessoas morreram de Covid-19 no Estado. 

Das 15 mortes registradas em 24 horas, quatro foram em Campo Grande e as demais em Aparecida do Taboado, Taquarussu, Corumbá, Ladário, Paranaíba, Camapuã, Anastácio, Rio Brilhante, Sidrolândia, Miranda e Ponta Porã registraram um óbito cada.

O número elevou a média móvel de 10 para 11,3 óbitos por dia. 

Dos 4.090 casos ativos, 381 estão internados.

 
 

Felpuda


Candidato a vereador caiu em desgraça, pelo menos em um dos bairros de Campo Grande, ao promover comício em ginásio de esporte, com direito a ônibus lotados e espoucar de muitos fogos de artifício.

Aí dito-cujo foi alvo de muitas críticas, tanto pela zoeira causada, como por ter mandado às favas quaisquer cuidados na prevenção da Covid-19, ao promover grande aglomeração. Irresponsabilidade é pouco, hein?!