Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CORREIO VEÍCULOS

Honda comemora o ninho da liderança

25 milhões de motocicletas já foram produzidas pela fábrica da marca na Zona Franca de Manaus
30/03/2020 14:19 - Aldo Tizzani, Automotrix


 

Desde meados da década da 70, a fábrica da Moto Honda da Amazônia, que fica no Polo Industrial de Manaus (PIM), não para de passar por transformações. Em 12 de março de 2020, a unidade industrial comemorou a produção de sua motocicleta de número 25 milhões. Atualmente responsável por quase 80% das vendas nacionais de motocicletas, a Honda é a primeira fabricante instalada no Brasil a registrar tal número – ou seja, trata-se de um recorde histórico. A conquista foi protagonizada pela recém-lançada CG 160 Titan S, atual versão do primeiro modelo produzido pela marca japonesa no Brasil. Desde seu lançamento, em 1976, já foram produzidas 13 milhões de CGs.

A comemoração aconteceu nas instalações da empresa na capital do Estado do Amazonas. A cerimônia contou com a participação de Noriaki Abe, dirigente responsável pelas Operações Globais de motocicletas da Honda, que, inclusive, já trabalhou na fábrica em Manaus, além de outras autoridades municipais, estaduais e federais. Estavam presentes ainda representantes de entidades governamentais, associações de classe e concessionárias do grupo Honda. “Comemorar 25 milhões de motocicletas produzidas em Manaus é algo grandioso e uma imensa alegria para nós. Seguimos há 48 anos com o propósito de melhorar a vida das pessoas por meio das nossas soluções de mobilidade. Em 1976, tínhamos apenas a pequena CG 125. Atualmente, fabricamos vinte e quatro modelos, de 110 a 1.000 cilindradas, que somam cento e oito versões”, festeja Issao Mizoguchi, presidente da Honda South America.

Apesar do momento de crise do mercado automotivo brasileiro em geral, a Honda afirma estar comprometida com importantes investimentos em produtos e tecnologias. Até o final de 2021, a marca pretende apresentar dezesseis novidades, entre lançamentos e novas gerações dos modelos atuais. Com capacidade atual de produção anual de 1,1 milhão de motocicletas, ao longo de mais de quatro décadas de história, a fábrica de Manaus recebeu cerca de US$ 2 bilhões de investimentos. Atualmente, a Moto Honda da Amazônia gera 7 mil empregos diretos.

Inaugurada em 1976, a mais verticalizada fábrica de motos Honda no planeta é uma referência mundial. Além da montagem de motocicletas propriamente dita, a empresa desenvolve e produz diversos componentes que integram o produto final como, por exemplo, chassi, rodas, banco e motor. Nesta última etapa da ‘metamorfose ambulante’ que caracteriza as sucessivas transformações de seu parque industrial manauara, a Honda está investindo R$ 500 milhões (2019-2021) na modernização da unidade, a fim de aumentar a competitividade de forma global. A primeira fase desse aporte já foi concluída e os setores de fundição e usinagem da nova fábrica de motores estão operando. A linha de montagem do conjunto motor deve também integrar a nova estrutura até o final deste ano. Em 2021, estão previstas a modernização e o ganho de eficiência produtiva nas áreas de solda, pintura e das linhas de montagem de motocicletas. Tudo em nome de uma melhor logística, acelerando processos e economizando tempo nas operações. Hoje, a cada 20 segundos, uma Biz sai da linha de montagem da Moto Honda da Amazônia, em Manaus.

 

Felpuda


Embora embalada por vários “ex”, pré-candidatura a prefeito de esforçada figura não deslancha. É claro que ninguém ousa falar em voz alta que o apoio, em vez de alavancar os índices com o eleitorado, está é puxando para baixo. Uns dizem que o título do filme “Eu Sei O Que Vocês Fizeram no Verão Passado” retrata bem a situação. Outros complementam: “... na primavera, no outono, no inverno...”. Como diria vovó: “Aqui você planta, aqui você colhe!”.