Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

TRÂNSITO

Jovens de 17 e 21 anos morrem em acidente entre moto e caminhonete em Campo Grande

Impacto foi tão forte que casal foi arremessado e morreu na hora, na avenida Lúdio Coelho
07/08/2020 11:04 - Gabrielle Tavares, Glaucea Vaccari


Eduardo Bruschi, 21 anos, e Helen Oliveira Dinis, 17 anos, morreram em acidente entre uma moto e uma caminhonete, na manhã desta sexta-feira (7), na Avenida Lúdio Martins Coelho, em Campo Grande.

O casal estava em motocicleta esportiva, que foi atingida pela caminhonete Toyota Hilux, onde estavam quatro pessoas. 

De acordo com informações de testemunhas, a família da Hilux estava voltando de uma fazenda em Corguinho e, quando o motorista, de 83 anos, tentou fazer uma conversão para retorno na avenida, atingiu a moto, que estava na preferencial.

Segundo um dos ocupantes do veículo, a moto estaria em alta velocidade.  

Com o impacto da batida, o casal foi arremessado a vários metros. Corpo de Bombeiros e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionados e socorristas chegaram a tentar reanimar o casal, mas eles não resistiram e morreram no local. 

Quanto aos ocupantes da caminhonete, não tiveram ferimentos considerados graves, apenas a passageira do banco da frente, de 84 anos, bateu com a cabeça, mas estava consciente. 

No entanto, todos foram atendidos pelos bombeiros devido a estarem bastante abalados.

Lateral direita da caminhonete ficou totalmente destruída, o que demonstra o forte impacto da batida.  

Família da adolescente está no local e a mãe está bastante abalada. No local, a cena é de tristeza, com a mãe ao lado do corpo, chorando.  

O trânsito foi totalmente interditado para trabalho da perícia, no trecho da Rua General Camilo Gal até a Rua Rodolfo Andrade Pinho, e um congestionamento se forma no local.

Morador do bairro, que preferiu não ser identificado, disse ao Correio do Estado que não há radar na região e é comum a ocorrência de acidentes, além de muitos motoristas trafegarem em alta velocidade.

Caso será investigado pela Polícia Civil.

 
 

Felpuda


Comentários ouvidos pela “rádio peão”, em ondas curtas, são de que figurinha só ganharia apoio dos colegas caso pessoa agregada fosse “curtir a aposentadoria” de uma vez por todas. Como seu acordo político acabou naufragando nesta campanha, agora dito-cujo estaria querendo recuar e não ceder o lugar. 

Isso até poderia acontecer, se não fosse a sua, digamos, eminência parda. Afe!