Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PROSSEGUIR

Governo recomenda lockdown mais rígido para Campo Grande

Cidade está na bandeira preta do programa com outras seis cidades
16/07/2020 13:23 - Rodrigo Almeida


Em live para divulgar o boletim de saúde do Covid-19, na manhã desta quinta-feira (16) o governo ratificou a entrada de Campo grande na Bandeira preta do programa de Saúde e Segurança da Economia (Prosseguir). Isso quer dizer que o Estado aconselha a gestão municipal a adotar medidas mais restritivas, que até possam envolver fechamento das atividades não essenciais. 

O presidente do Conselho e Secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel ressalta a responsabilidade conjunta do sistema bipartite. “Nosso objetivo é subsidiar os prefeitos na tomada de decisões, respeitando a autonomia dos municípios, sem nos eximir da responsabilidade de ações conjuntas”.

Algumas revelações na live são preocupantes. Durante a exposição ficou evidente que boa parte dos municípios do Estado faz parte das bandeiras mais restritivas. Não temos no Estado nenhum município com grau baixo ou tolerável. 

A faixa vermelha concentra a maioria das cidades. São elas: Amambai, Anastácio, Anaurilândia, Angélica, Antônio João, Aparecida do Tabuado, Aquidauana, Aral Moreira, Bandeirantes, Baytaporã, Bela Vista, Bodoquena, Fátima do Sul, Figueirão, Guia Lopes da Laguna, Iguatemi, Itaporã, Itaquiraí , Japorã, Jaraguari, Jardim, Jatei, Juti, Laguna Carapã, Mundo Novo, Sete Quedas, Sonora, Tacuru, Terenos, Taquarussu, Três Lagoas e Vicentina.

Um degrau acima, na faixa mais extrema, a Capital não está sozinha. Junto a ela está: Alcinópolis, Corguinho, Maracaju, Nioaque e Sidrolândia.

Jaime Verruck, secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), ressaltou no comunicado que "quanto menor o grau de risco, melhor será o conselho para a liberação de [alguma] atividade".

Conforme já divulgado pelo Correio do Estado, as principais variáveis preveem o cruzamento de indicadores nas três principais áreas envolvendo a Vigilância Epidemiológica, Saúde e Impacto Econômico. 

No último setor, o Prosseguir estipula as atividades como essenciais e não-essenciais e recomendadas pelo risco de contágio, seja ele baixo, médio ou alto. O titular da Semagro divulgou que cada um dos municípios receberá um relatório de risco com instruções sobre as melhores medidas a serem tomadas “com total especifidade para cada uma das regiões”.

Para de desenvolver o plano, o Governo Estadual contou com auxílio de técnicos da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) em acordo com as diretrizes emitidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS). 

O Prosseguir se baseou em planos similares adotados no Rio Grande do Sul e em outros estados e foi divulgado no final do mês de junho. Ele implantou bandeiras e medidas para aconselhar gestores municipais sobre a pandemia do novo coronavírus. 

 
 

Felpuda


Falatório e atitude de membro da família acenderam a luz vermelha no “QG” de candidato, pois poderão causar muitos estragos. 

A tropa de choque de defensores do candidato a prefeito já foi colocada em campo e só falta falar que os genes de ambos são diferentes. 

E com relação ao dito-cujo, sabe-se que deverá ser orientado a “baixar a bola” nos próximos dias, mais precisamente até o término da campanha eleitoral.

Afinal...