Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

BANDEIRA PRETA

Governador recomenda lockdown, mas diz respeitar autonomia dos municípios

Segundo Azambuja (PSDB), municípios classificados com a bandeira preta pelo pelo Programa Prosseguir deveria seguir recomendações do relatório
04/08/2020 12:09 - Gabrielle Tavares


O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), disse que recomenda o fechamento de atividades não essenciais em municípios classificados com a cor preta (grau extremo) pelo Programa Prosseguir, entre eles, Campo Grande.  

Segundo Azambuja, se essas atividades não forem “freadas”, o número de casos da Covid-19 no Estado vai continuar crescendo exponencialmente, “como nós temos acompanhado”, relatou.

“O Prosseguir orienta as cidades que estão na bandeira preta, mas o Governo do Estado tem respeitado muito a questão da autonomia municipal”, ressaltou.

De acordo com o último relatório do Programa Prosseguir, apresentado no dia 31 de julho, o Estado tem três municípios com a classificação de risco extremo para a doença: Campo Grande, Aquidauana e Miranda. 

 
 

Nesses casos, a recomendação do Governo Estadual é que funcione somente atividades essenciais, o chamado lockdown.  

O prefeito de Campo Grande, Marcos Trad (PSD), declarou no fim do mês passado que não fecharia o comércio na cidade.  

"Não haverá lockdown, nesse momento de tempo está descartado", disse Trad. Segundo o prefeito, o aumento de confirmações se deve, em partes, ao desrespeito aos decretos municipais.

Trad avaliou que estas medidas são suficientes por enquanto, não sendo necessário o fechamento total das atividades não essenciais.  

No entanto, ele afirma que toda a situação é monitorada e não descarta que a medida mais rígida possa a vir necessário em algum momento futuro, "se as pessoas abusarem".

A prefeitura de Aquidauana decretou o lockdown no mesmo dia que o relatório foi divulgado (31) e suspendeu atividades não essenciais, incluindo templos, igrejas e academias. Além disso, o toque de recolher na cidade é válido das 18h às 05h, até sexta-feira (07).

“A doença em Mato Grosso do Sul cresceu muito nos últimos meses, principalmente em julho. Tanto o número de pessoas infectadas, quanto os de óbitos, e isso é preocupante. Mas se nós tivermos uma consciência coletiva e uma orientação técnica, que o Prosseguir dá, nós vamos ultrapassar esse momento mais delicado e aguardar a vacina, que, com certeza, virá”, afirmou Azambuja.

 
 

Leitos

“A gente ressalta a parceria do Ministério da Saúde, que tem disponibilizado leitos e respiradores. Isso vai para as unidades para ampliar leitos, mas se você tem muitos contaminados ao mesmo tempo que necessitem de leitos, essa é a grande preocupação”, declarou Azambuja.  

Quando questionado se o governador defende o lockdown na Capital do Estado, Azambuja disse que vai da consciência de cada representante municipal e que o governo defende a autonomia dos municípios.

“Quando a gente pede o isolamento e pede a suspensão das atividades não essenciais, para evitar proliferação, é justamente para que a gente evite o número de contágio ao mesmo tempo de muitas pessoas, que pode levar a falta de leitos”, concluiu Reinaldo. 

 

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!