Clique aqui e veja as últimas notícias!

RG ITINERANTE

Micro-ônibus vai permitir a emissão de documento de identificação em comunidades afastadas

Investimento de R$350 mil vai visitar comunidades ribeirinhas, aldeias indígenas e outras regiões afastadas
01/10/2020 08:38 - Gabrielle Tavares


Moradores de regiões afastadas agora poderão emitir o Registro Geral (RG). O Governo do Estado, por meio do Instituto de Identificação, recebeu na última semana um micro-ônibus que realizar os servições de emissão nessas localidades.

Os recursos usados na compra do veículo foram de aproximadamente R$ 350 mil, proveniente de emenda parlamentar do Waldemir Moka (MDB), que na época era senador, com contrapartida estadual.

A unidade móvel foi projetada para o atendimento de cerca de 70 pessoas por dia. Contudo, em razão da pandemia da Covid-19, não há previsão para o início dos atendimentos itinerantes.

O micrônibus visitará localidades afastadas, como assentamentos, áreas rurais, comunidades ribeirinhas, distritos e aldeias indígenas, que não contam com postos de identificação.

“Os atendimentos serão realizados por uma equipe de seis pessoas, sendo duas para triagem e quatro para o atendimento, distribuídos em quatro estações: três internas e uma externa, totalmente acessível para Pessoas com Deficiência (PCD), enfatiza o perito papiloscopista e co-gerente do projeto, Luiz Carlos Ferreira de Oliveira.

De acordo com o Instituto de Identificação, é necessário acesso à rede elétrica e à internet para que o processo de captação dos dados seja concluído no local.  

No caso de falta de conexão, as informações podem ser colhidas de maneira off-line e depois lançadas no sistema. Depois disso, a entrega do documento é feita com a ajuda da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast).

“Antigamente dependíamos do empréstimo de viaturas, mas agora temos uma unidade móvel com melhores condições de trabalho para os nossos servidores também”, declarou o diretor do Instituto de Identificação de Mato Grosso do Sul, Márcio Cristiano Paroba.