Correio B

Cinema

Com 5 filmes entre os top 10, estúdios da Universal têm bilheteria recorde

Com 5 filmes entre os top 10, estúdios da Universal têm bilheteria recorde

FOLHAPRESS

15/08/2015 - 12h14
Continue lendo...

A estreia de "Straight Outta Compton'", sobre a cena do hip hop na Los Angeles dos anos 1980, vai fazer com que os estúdios da Universal quebrem um recorde e faturem US$ 2 bilhões (cerca de R$ 6,9 bilhões) de bilheteria nos EUA só neste ano.

A marca anterior era dos estúdios da Warner, que em 2009 levaram 11 meses e 25 dias para chegar a esse patamar. As informações são do site "Deadline".

Por trás desse faturamento bilionário está uma aposta "conservadora" da Universal: todos os seus principais lançamentos são sequências de franquias conhecidas ou adaptações de best-sellers.

Com essa fórmula, os estúdios conseguiram emplacar cinco filmes entre os top 10 da bilheteria americana: "Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros" (US$ 638 milhões), "Velozes e Furiosos 7" (US$ 351 milhões), "Minions (US$ 312 milhões), "Cinquenta Tons de Cinza" (US$ 166 milhões) e "A Escolha Perfeita 2" (US$ 183 milhões)

O ano de 2014, em compensação, foi um fracasso para Hollywood. O verão americano, época dos grandes lançamentos, havia sido o pior em oito anos e nenhum filme lançado no ano passado faturou mais do que US$ 351 milhões em bilheterias nos EUA. Neste ano, já há três que fizeram mais do que isso: além de "Jurassic World" e "Velozes 7", o filme "Vingadores: Era de Ultron", da Disney, que faturou US$ 457 milhões.

DIÁLOGO

Confira a coluna Diálogo na íntegra, desta quinta-feira, 18 de julho de 2024

Por Ester Figueiredo ([email protected])

18/07/2024 00h01

Continue Lendo...

FIÓDOR DOSTOIÉVSKI ESCRITOR RUSSO

"... Apenas entendo que o riso é a mais certeira prova da alma.  Olhai para uma criança: só as crianças  sabem rir com perfeição, por isso são fascinantes”.

FELPUDA

Em cidade do interior de Mato Grosso do Sul não se fala em outra coisa a não ser sobre o falso  sequestro envolvendo autoridade municipal  e com objetivo de aplicar o golpe do seguro.  

A trama foi tão mal arquitetada que a “vítima”  teve até hospedagem em outra cidade, paga pelo “sequestrador”, com direito a celular, que sequer foi usado  para pedir socorro. O número de versões desencontradas também levou a polícia a suspeitar de que havia, digamos, caroço naquele angu. E deu no que deu. É cada uma...

Das sombras

Certos partidos políticos  vão apostar em nomes que já cumpriram mandatos, tanto  no Legislativo como no Executivo. Alguns deles ficaram no sereno por opção, enquanto outros  foram afastados pelas urnas.

Escadaria colorida com 227 graus foi revitalizada no município  de União da Vitória, no sul do Paraná, e dá acesso ao Morro  do Cristo, onde está uma estátua de 27 metros de altura, fixada  em pedestal de seis metros, que abriga uma capela. Ao longo do trajeto é contada, em mosaicos, a história da localidade, desde a colonização, passando pelos tropeiros e mostrando também a beleza e a violência  do Rio Iguaçu, a tristeza e as vitórias da Guerra do Contestado  e os monges da região. Os degraus ainda revelam a diversidade religiosa de povos que ajudaram a construir União da Vitória.  São indígenas, africanos, poloneses, italianos, ucranianos, alemães, suíços, orientais, libaneses, israelenses, portugueses e austríacos.

Dra. Renata Antonialli

 

 Wagner Lima e Nikole Cestaro

Cobrança

O PT está exigindo do TCE-MS  a lista de gestores enrolados  com as prestações de contas. A cobrança partiu de parlamentar interessado  em tirar do páreo quem esteja  em situação de inelegibilidade.  

Aquele tribunal tem prazo até  15 de agosto para a divulgação dos nomes, mas os petistas querem que isso ocorra ainda neste mês. Vale lembrar que  a inelegibilidade é determinada pelo Tribunal Regional Eleitoral, cabendo ao TCE apenas elaborar a relação de quem teve  contas reprovadas.

Empreitada

Depois de ter quebrado  um tabu, conquistando  o governo em 2014 e ainda continuar no comando  político-administrativo  de MS, o PSDB tenta uma  nova empreitada: a de ganhar  a Prefeitura de Campo Grande no voto. Se o partido conseguir vencer as eleições, o crédito será do ex-governador Reinaldo Azambuja, presidente da sigla, que desde aquele ano  vem pavimentando  o caminho para o tucanato.

Desde já

Diante do desempenho  de Reinaldo Azambuja,  o PSDB não tem nenhuma dúvida de que ele vai disputar pelo partido uma das duas vagas do Senado que se abrirão em 2026, com o encerramento dos mandatos de Nelson Trad Filho (PSD) e Soraya Thronicke (Podemos). A outra vaga deverá ser oferecida para representante de um dos partidos que na época estiver na coligação.

Aniversariantes

 

  • José Luiz Moreno Bisogenin,
  • Dra. Andréa Ribeiro Aleixo,
  • Reni Garcia,
  • Maritza da Silveira Cogo,
  • Marco Antônio Pina Kabad,
  • Filipe Fernandes Dias Tomazoni,
  • Marly Rodrigues,
  • Sônia Eiko Nakamura,
  • Vera Lucia Saito Oshiro,
  • José Joaquim Filho,
  • Juciara Freire Victorio,
  • Helio Cordeiro,
  • José Elias da Silva,
  • Elisa Kaneyo Nakazato,
  • Itamar Seabra Santana,
  • Dr. Marcos Guisson Asato,
  • Pedro Augusto Donida,
  • Ari Giovani da Silva Mazzanti,
  • Helmuth Maaz Filho,
  • Jorge Tsutomu Miyoshi,
  • Solange Maria de Figueiredo Castro,
  • Zenaldo Longo,
  • Teruo Higashi,
  • Dr. Cláudio Henrique Vianna Stuhrk,
  • Solange Resstel,
  • Denise Hugo,
  • Valdenir Machado,
  • Bruna Fernandes Barbosa,
  • Dr. José Duarte Filho,
  • Maria Moura de Araújo Mota,
  • Aparecida Ferreira de Souza Almeida,
  • Paulo André Garcia Marques da Costa,
  • Natalia Munhóz Camargo, Gizelaine
  • de Oliveira Silveira,
  • Maria Guiraldi da Silva,
  • Davi Souto da Silva,
  • Ondina Monteiro de Medeiros,
  • Kamil Farah Said,
  • Nilton Monteiro Azevedo,
  • Maria do Carmo Abussafi,
  • Carlos Yoshiaki Komori,
  • João Derli Farias Souza,
  • Rufina Ávalo Guandalini,
  • José Antônio Braga,
  • Rafael Orsi Abdul Ahad,
  • Lucas Orsi Abdul Ahad,
  • Dra. Regina Barros Cordeiro Pantano,
  • Venina Vargas Alencar,
  • Martha Guimarães,
  • Maria de Lourdes Pedrosa,
  • Hilton Martins,
  • Claudio Manoel da Costa,
  • Odila Cabral Tavares,
  • Maria Aparecida Abussafi,
  • Jonir Castilho Lopes de Carvalho,
  • Marcela Yamanaka dos Santos,
  • Vizi Chaves,
  • Silvia da Silva Silvestre,
  • Jairo Queiroz Mercante,
  • Nelson Arakaki,
  • Sônia Maria Serrou D’Oliveira Mariano,
  • Marly Bossay Albuquerque,
  • Gretta Simone de Paula,
  • Dilson Duarte de Lima,
  • Arnaldo Benício da Silva,
  • Dr. Fábio Paes Barreto,
  • Rodrigo Almeida Caminha,
  • Juliana Silveira Maciel,
  • Valdeci de Alcântara Silva,
  • Hosana de Souza Alves,
  • Elida Gonçalves Garcete,
  • Mara Cristina Machado Ramos Gaiotto,
  • Patrícia Helou dos Reis,
  • Ida Mieko Taira Takushi,
  • Edézio Correa de Mello,
  • Wilmar Quadros Bulhões,
  • Márcia Monteiro da Costa,
  • Geraldo Marcondes Filho,
  • Doulivar Beranger Monteiro,
  • Flávia Vitória de Moraes Barros,
  • Dr. Arnaldo Kazuhiki Ishy,
  • Sibele Cristina Boger Feitosa,
  • José Luiz da Silva Antunes de Almeida,
  • Eduardo Ortelan Santana de Rezende,
  • André Luiz Mariusso Soares,
  • Dr. Silvano da Silva Silvestre,
  • Ana Izabel Cicalise Rodrigues,
  • Sérgio Battaglin Brum Junior,
  • Dr. Pedro Ricardo Dias,
  • Alfredo Carlos Ballock,
  • Conceição Pereira,
  • Ana Paula Scherwinski do Nascimento,
  • Elza da Silva Cação,
  • Leonir Basso,
  • Alexandry Chekerdemian Sanchik Tulio,
  • Lecticia Basilio Marcondes Rezende,
  • Ariadne Barros Andrino,
  • Cláudia Lavia Addor,
  • Fernanda Valéria Aranha Loiola Leal,
  • Marcela Gonçalves Navarrete Lozano.

Descentralização da cultura

Evento em Corumbá comemora os 20 anos da Política Nacional de Cultura Viva

Desde 2004, o Instituto Moinho Cultural Sul-Americano promove o acesso à cultura na fronteira

17/07/2024 18h50

Tradicional festa

Tradicional festa "Nhô Moinho" Divulgação

Continue Lendo...

De 17 a 20 de julho, o Instituto Moinho Cultural Sul-Americano será o centro das comemorações dos 20 anos da Política Nacional de Cultura Viva (PNCV). O evento, parte da Campanha Julho Cultura Viva pelo Brasil, promete uma programação rica e diversificada em sua sede na Rua Domingos Sahib, 300, em Corumbá. 

Márcia Rolon, diretora e fundadora do Instituto Moinho Cultural Sul-Americano, expressa entusiasmo com o título de Pontão Cultural, adquirido recentemente pelo instituto. “Iniciar nossa trajetória como Pontão de Cultura com eventos tão bacanas, integrando parceiros que também acreditam e incentivam as produções artísticas regionais, é uma grande alegria. Agora, mais do que antes, nosso objetivo é estabelecer essas conexões entre os diferentes tipos de arte e desenvolvimento. Queremos ser essa ponte”, diz.

A abertura do evento, que ocorreu na manhã desta quarta-feira (17), contou com a presença da Companhia de Dança CIA DA IDEIA na oficina “O Corpo que Habitamos”. A atividade proporcionou aos participantes ferramentas de autoconhecimento e criação corporal, independente de experiência prévia. As aulas da oficina seguem até sexta-feira (19), das 10h às 13h.

Já no sábado (20), a partir das 9h, o encontro “Diálogos Culturais” reunirá o Comitê de Cultura de Mato Grosso do Sul e o Moinho Cultural para discutir a Nova Política Pública da Cultura e programas do Ministério da Cultura (MinC). A entrada é aberta ao público e gratuita.

Também no dia 20, às 18h, ocorre a festa “Nhô Moinho”. Com o tema “Nhô Moinho na Bio”, o evento abordará a importância da biodiversidade e a consciência sobre as queimadas. A festa contará com barraquinhas de comidas típicas, apresentação da dupla sertaneja Júlia e Renato, danças típicas com a Quadrilha Chama Caipira e Quadrilha Salesianos, além de performances da Cia de Dança do Pantanal e da Orquestra de Câmara do Pantanal (OCAMP). A entrada será uma doação a partir de R$10,00, como contribuição às atividades do Instituto.

Pontão de Cultura de Mato Grosso do Sul

Inaugurado em 2004, o Instituto Moinho Cultural Sul-Americano (IMC), tem como meta ser reconhecido pela excelência das metodologias de promoção de desenvolvimento de crianças e adolescentes em região de fronteira, através do acesso a bens culturais e do fortalecimento da qualidade da educação formal.

Fernanda Teixeira, coordenadora geral do Comitê de Cultura de Mato Grosso do Sul acredita que a descentralização da cultura é importante para atingir os objetivos da instituição. “Descentralizar a cultura é crucial para garantir que todos tenham acesso a manifestações culturais ricas e diversas, independentemente de sua localização geográfica. Levar eventos como o Diálogos Culturais para o interior e pequenas cidades é uma forma de democratizar o acesso à cultura, promover a inclusão social e valorizar as tradições locais”, afirma.

O título de Pontão de Cultura, adquirido pelo Instituto, é um reconhecimento do MinC de que o Moinho Cultural é uma entidade cultural que articula um conjunto de outras iniciativas culturais, desenvolvendo ações de mobilização, formação, mediação e articulação, seja em âmbito territorial ou em um recorte temático e identitário.

Programação

Oficina “O Corpo que Habitamos”

  • Data: 17 a 19 de julho
  • Horário: 10h às 13h (com intérprete de Libras)
  • Inscrições: Gratuitas, com 20 vagas disponíveis, pelo link

Encontro “Diálogos Culturais”

  • Data: 20 de julho
  • Horário: A partir das 9h
  • Entrada: Gratuita

Festa “Nhô Moinho”

  • Data: 20 de julho
  • Horário: 18h
  • Entrada: Doação a partir de R$10,00

Assine o Correio do Estado

 

 

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).