Correio B

João Pessoa

Joelma faz show com Calypso na Paraíba, mas sem Chimbinha

Joelma faz show com Calypso na Paraíba, mas sem Chimbinha

Continue lendo...

Um dia depois de a Justiça do Pará determinar que o guitarrista Chimbinha deve manter 100 metros de distância da cantora Joelma, a banda Calypso comandou o palco da festa 'Balada Romântica', em João Pessoa, na Paraíba. A banda subiu no palco de uma casa de shows da cidade na madrugada deste domingo (13) e tocou para uma plateia de 10 mil pessoas, o primeiro show depois que a ordem judicial foi expedida.

A separação do casal foi anunciada no dia 19 de agosto, quando a cantora também anunciou que vai fazer carreira solo. Desde a quarta-feira (9), o divórcio virou caso de polícia, quando Joelma registrou um boletim de ocorrência em uma delegacia da cidade de Ananindeua, no Pará, alegando que se sentia ameaçada pelo marido.

Na sexta-feira (11), a advogada da cantora afirmou que a Justiça do Pará tinha determinado que o guitarrista não deveria se aproximar dela. A decisão teve como base a Lei  Maria da Penha, que prevê medidas de proteção para mulheres em situação de risco.

Em João Pessoa, fãs da Paraíba e de outros estados foram conferir a última apresentação na cidade de Joelma como vocalista da banda. Segundo a casa de shows, foram vendidos 10 mil ingressos, o limite da capacidade do local. No lugar de Chimbinha, quem subiu no palco com a Calypso foi o guitarrista pernambucano Ian Marinho.

Joelma não está dando entrevistas e evitou falar de forma direta sobre os problemas com o ex-marido e parceiro musical no palco. Durante a apresentação, ela ouviu um coro dos fãs que repetia "estamos com você" e disse que a noite era de alegria. "Hoje não é pra chorar, hoje é pra sorrir, é dia de ser feliz!", disse aos fãs.

Mesmo assim, em alguns momentos a cantora não conseguiu segurar a emoção e chegou a chorar no palco depois de cantar uma música com mensagem cristã, que fala da busca da força em momentos de dor. "Obrigada pelo apoio", disse ao público, recuperando o fôlego para seguir com as coreografias.

Correio B

O que se sabe sobre a morte do ator Thommy Schiavo

Conhecido por seu papel como João Zoinho no remake da novela Pantanal, Schiavo teria caído de uma altura de aproximadamente 4 metros

21/07/2024 18h25

Divulgação

Continue Lendo...

O ator Thommy Schiavo, de 39 anos, faleceu neste sábado, dia 20, após sofrer uma queda acidental em Cuiabá, onde residia. O ator era amplamente conhecido por seu papel como João Zoinho no remake da novela Pantanal.

Detalhes do Incidente

Thommy Schiavo morreu na manhã de sábado, após sofrer uma queda fatal. A Polícia Civil registrou o caso como "morte acidental". Testemunhas relataram que o ator estava acompanhado e consumindo álcool antes do acidente. Seu corpo foi encontrado em decúbito dorsal, sem ferimentos externos visíveis, em uma área a 4 metros de altura do local da queda.

Imagens de segurança mostraram Thommy sentado no andar superior do local, deitando-se por alguns minutos e, em seguida, desequilibrando-se ao tentar se levantar, resultando na queda.

A Delegacia de Homicídios e Pessoas Desaparecidas (DHPP) de Cuiabá está conduzindo a investigação.

Investigação em Curso

A Polícia Civil realizou uma perícia no local do acidente, e o corpo do ator foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Cuiabá para exames. "A Perícia Oficial tem o prazo legal de aproximadamente 10 dias para concluir o laudo", informou a Polícia Civil.

Repercussão

A notícia da morte de Thommy Schiavo gerou comoção entre amigos e colegas de trabalho. O ator Leandro Lima foi um dos primeiros a se pronunciar, emocionado: "Thommy era um cara de coração enorme, sempre pronto a ajudar, amava o campo, os bichos, cuidar das pessoas. Lembrando dele chamando todo mundo para assistir um pôr do sol lindo ouvindo Tião Carreiro ou pedindo para cantar lá no Pantanal".

Juliano Cazarré fez uma transmissão ao vivo no Instagram, rezando um terço "pela alma do meu amigo". Ele disse: "Que Deus possa enxergar a pureza e a doçura do coração do Thommy, levar em conta todas as suas boas ações, que Thommy possa alcançar o descanso eterno".

Alexandre Nero expressou sua tristeza: "Em choque! Ele me deu o bordão de um dos meus personagens mais queridos. Caramba! Que tristeza". Dira Paes também manifestou sua dor: "Coração partido demais!". Fernanda Paes Leme escreveu: "Conheci ele na novela Paraíso... Que descanse em paz!"

Homenagem da Família

A irmã de Thommy, Thayná Schiavo, prestou uma homenagem emocionada: "Eu sei que essa dor nunca vai passar, mas vou ter que aprender a conviver com ela, e eu sei que vai ter dias que eu vou chorar, outros, vou ser forte, em outros, vou me pegar escrevendo em suas fotos, mandando mensagem no WhatsApp". Em outra postagem, ela escreveu: "Viva como se tudo fosse uma despedida. Porque é".

Com informações de Estadão Conteúdo

Correio B+

Bem-estar B+: Você conhece a massagem terapêutica integrativa?

Especialista em massagem terapêutica integrativa se dedica a ajudar seus clientes no processo de autoconhecimento estimulando a consciência corporal

21/07/2024 16h00

Você conhece a massagem terapêutica integrativa?

Você conhece a massagem terapêutica integrativa? Foto: Glauco Epov

Continue Lendo...

Marina Monteiro tem formação em teatro, logo após realizou muitos cursos, aprimorou seus conhecimentos e se encontrou como massagista terapêutica integrativa, técnica realizada com o propósito de liberar tensões e movimentar energias bloqueadas que geram estresse, dor e desconforto muscular.

Como resultado da técnica, acontece a soltura da musculatura tensionada e melhora o funcionamento de todo organismo promovendo benefícios ao sistema nervoso, endócrino, aos órgãos, tecidos, entre outras áreas do nosso corpo.

Ainda através dos toques das mãos, a massoterapeuta cria em seus atendimentos, o acompanhamento de processos de autoconhecimento, desde as percepções corporais até sensações, emoções e pensamentos, proporcionando uma melhor qualidade de saúde física, mental e emocional.

Para a realização de seus atendimentos, Marina faz o uso de óleos que auxiliam na sensibilidade do toque para o relaxamento e soltura da musculatura durante o processo de massagem. “Os óleos são importantes para o deslizamento dos movimentos lentos e profundos, que são fundamentais para a liberação das tensões. Além disso, proporcionam mais relaxamento e maciez à pele, oferecendo sensação de bem-estar
ao cliente”, explica.


Para a massoterapeuta, a cada atendimento a continuidade de uma experiência que vai se transformando, aprofundando, e o cliente vai se tornando consciente de aspectos de si mesmo, o que promove mudanças em sua vida. “A minha trajetória sempre esteve ligada ao corpo. A princípio, na forma de arte, através
do teatro e da dança. E depois, com os estudos na área de expressão corporal, que foi
quando me apaixonei pela terapia e pelo autoconhecimento, e vi que podia ajudar outras
pessoas com o que aprendi, especialmente as gestantes”, conta Marina, que também édoula (uma profissional que tem como responsabilidade o acompanhamento da gestante durante todo o período de gravidez, parto e pós-parto, além de apoiar, encorajar, oferecer conforto e suporte emocional nesses momentos).

Você conhece a massagem terapêutica integrativa?Marina Monteiro - Foto: Glauco Epov

A massagista terapêutica integrativa possui formação na área para atendimento das mães e gestantes e conta um pouco da sua experiência. “Fiz cursos de especialização focados no cuidado à saúde da mulher e fui doula pouco antes do meu filho nascer. Amo atender gestantes, e agora sinto uma imensa alegria em atender mulheres mães, porque temos uma rotina cansativa e muitas demandas. Durante o processo de amamentação, nos primeiros anos de vida das crianças, sinto ser fundamental para a mulher receber apoio e cuidados. Assim ela pode se dedicar mais e melhor aos filhos”, explica.

Marina também faz atendimentos familiares, que na maioria das vezes, é uma consequência de uma experiência que começa com uma pessoa e se estende para a família inteira. “Geralmente, é a mulher que realiza o primeiro contato, faz as primeiras sessões e o marido resolve testar também. Às vezes, até as crianças querem fazer. Adoro esse tipo de atendimento, porque gera uma intimidade e uma alegria em conjunto. Cuidar, doar e contribuir para o desenvolvimento pessoal do próximo é a minha principal
missão!”, finaliza a massoterapeuta. 

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).