Correio B

13 DE JUNHO

Quem foi Santo Antônio e por que ele é padroeiro de Campo Grande?

Dia do santo, conhecido como casamenteiro, é comemorado em 13 de junho

Continue lendo...

O Dia de Santo Antônio é comemorado em 13 de junho. Em Campo Grande, a data é considerada feriado, devido ao santo ser o padroeiro da cidade.

Neste ano, no entanto, excepcionalmente é dia útil devido ao feriado já ter sido antecipado.

Conforme os registros históricos, o nome de batismo de Santo Antônio era Fernando Antônio de Bulhões.

Nasciso em Portugal, ele era único herdeiro de uma família de nobres e resolveu seguir a vocação religiosa na adolescência e morreu aos 36 anos, em Pádua, na Itália.

Santificado por milagres realizados em Portugal, passou a ser conhecido como Santo Antônio de Pádua.

Santo Antônio também é conhecido como santo casamenteiro porque acredita-se que uma moça, em Nápoles, conseguiu, por intercessão dele, o dote necessário para que ela se casasse.

Por que Santo Antônio é o padroeiro de Campo Grande?

A história remonta à fundação da cidade. Segundo consta, o fundador de Campo Grande, José Antônio Pereira, era devoto de Santo Antônio.

No caminho, antes de chegar ao que seria Campo Grande, José Antônio Pereira e sua comitiva precisou parar no caminho, em Santana de Paranaíba, onde o povoado e os homens da caravana pioneira foram assolados por uma epidemia do que chamaram de "febre maligna".

Devoto, José Antônio Pereira pediu intercessão à Santo Antônio e prometeu que, caso conseguisse ajudar a curar a doença e não perdesse nenhum homem, construiria uma igreja para o santo assim que chegasse ao novo povoado.

Ele já levava uma imagem do santo junto à comitiva.

José antônio Pereira era tido na época como bom médico, com conhecimentos em farmácia e homeopatia, e a doença que assolou parte do povoado foi extinta após ele recorrer ao santo.

Já estabelecido em Campo Grande, José Antônio Pereira deu ao novo povoado o nome de Santo Antônio de Campo Grande.

Ele cumpriu a promessa e construiu uma capela, de pau-a-pique, que foi inaugurada em março de 1878.

A capela foi erguida nas imediações do Córrego Prosa, onde mais tarde seria a esquina da Avenida Calógeras com rua 15 de Novembro, atual Travessa Lídia Baís, sendo a primeira casa de orações da cidade.

Ao longo dos anos, a igreja foi demolida e reerguida por pelo menos três vezes, devido as condições de segurança da estrutura e até para mudança de local.

Atualmente, a igreja de Santo Antônio está localizada na Travessa Lydia Baís, na esquina com a Rua 15 de Novembro, região central da Capital.

A igreja foi constituída como catedral metropolitana em 1991, na ocasião da visita do Papa João Paulo II à Campo Grande.

A partir desta data, o templo, que era denominado Matriz de Santo Antônio, passou a ser chamado de "Paróquia de Santo Antônio - Catedral Metropolitana Nossa Senhora da Abadia".

A imagem de Santo Antônio encontrada na igreja ainda é a original, trazida pelo fundador da cidade.

Leis

O dia 13 de junho foi instituído como dia do Padroeiro de Campo Grande, Santo Antônio de Pádua, pela Lei nº 3.901 de 29 de outubro de 2001, sendo, a partir de então, feriado municipal.

Conforme a justificativa do projeto apresentado na Câmara, a motivação é a forte ligação de Santo Antônio com a história da Capital.

Em dezembro de 2019, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) sancionou a Lei 5.458, que incluiu no anexo do Calendário Oficial de Eventos de Mato Grosso do Sul o Dia do Padroeiro do Município de Campo Grande, em comemoração ao Dia de Santo Antônio de Pádua.

No dia 13 de junho, quando reverencia-se o protetor da cidade, anualmente há procissões, missas especiais e festividades, como quermesses e o tradicional bolo de Santo Antônio, que é vendido com alianças escondidas e, diz a superstição, que quem encontra a joia, terá sorte no amor.

Diálogo

Confira a coluna Diálogo na íntegra, deste sábado, 13 de julho de 2024

Por Ester Figueiredo ([email protected])

13/07/2024 00h01

Diálogo

Diálogo Foto: Arquivo / Correio do Estado

Continue Lendo...

Rubenio Marcelo poeta brasileiro

Das pedras...um lar (ou um colar). Tudo depende do olhar, da colheita do olho em consciência além do corpo...”

FELPUDA

Insistentes rumores são ouvidos a respeito da possibilidade de mais uma renúncia de postulante da disputa pela Prefeitura de Campo Grande. Dizem que o time envolvido nessa pré-campanha estaria analisando até onde os índices poderão chegar, pois, pelo menos por enquanto, “a soma de 2 + 2 não seria 4”. Mas há quem afirme que tudo isso não passaria de boatos dos adversários, até porque ninguém estaria, digamos, com essa bola toda para menosprezar alguém nessa fase de pré-campanha.

Pretendentes

Até o momento, somam oito os pré-candidatos a prefeito de Campo Grande. Caso não haja nenhum recuo, o distinto eleitor poderá ir analisando as propostas de governo dos pretendentes. Têm para todos gostos: representantes da direita, esquerda, centro-direita, centro-esquerda e alguns da tchurminha do “nem sei o que estou fazendo aqui”

Realidade

Projeto Campo Futuro, da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária (CNA) e Senar, realizou levantamentos dos custos de produção da pecuária de leite em MS. O trabalho foi feito em parceria com a Federação de Agricultura e Pecuária, o Sindicato Rural e instituto de pesquisa, contando com participações de produtores rurais e técnicos.

Menos

As eleições deste ano apresentam menor número daqueles que cobiçam administrar a chamada Cidade Morena, hoje com 897.938 habitantes (dados do IBGE de 2023). Na última eleição municipal, em 2020, 14 foram os candidatos (um deles teve os votos anulados) que disputaram nas urnas a preferência do eleitorado. Na época, registraram-se 415.421 votos válidos, 24.747 brancos e 8.163 nulos.

Aquém

O trabalho foi feito na área da agricultura familiar que utilizou rebanhos girolando, com a produção majoritariamente em pastagens de Itaquiraí e Paranaíba. Constatou-se que a produtividade animal varia entre 6 e 10 litros por dia e os sistemas utilizados permitiram que a receita bruta remunerasse apenas os desembolsos, ficando aquém do pró-labore do produtor, da depreciação e da remuneração do capital imobilizado.

VIVA!

A jornalista e escritora Theresa Hilcar reuniu seleto grupo de amigas no Território do Vinho, no dia 18 de junho, quando ofereceu especial almoço. Naquela data, ela estava inaugurando idade nova e resolveu comemorar com tudo a que tinha direito.

Diálogo

ANIVERSARIANTES 

SÁBADO (13)

Jary de Carvalho e Castro,
Licinio Bossay,
Giuliano Lopes,
Dr. Luiz Cláudio Bonassini da Silva,
Tádea Maria Buainain Thomazi,
Juarez Lopes,
Aparecida Gonçalves 
do Prado de Souza Campos,
Ivanilde Herrera Fernandes Saad,
Isadora Abreu Medeiros,
Jandira Mechi da Mota,
Aparecida Bueno Nogueira, 
Altair Detoni,
José Gomes Bezerra,
Libindo Assis Godoy,
Alexandre Cabral Zocareli,
Marcela Jirousek Lemos Monteiro,
Thiago Haruo Mishima,
José Carlos Rodrigues Martinez,
Matias Gonsales Soares,
Maria Helena Lunardon Nunes,
Sadie Jafar Adri,
Naila Franco Cândia,
Alexsandro Vieira,
Aimê Loureiro de Carvalho Pavan, 
Carlos Hugueney Dal Farra, 
Cléber Silva Pache,
Eda Pereira de Castro,
Jaqueline da Silva Ortiz,
Vicente de Paula Husiba,
Alice Candida Lima,
Maria Lima Soares Medeiros,
Lidia Ramona Moraes Bender,
Andreia Rodrigues Morilho,
Natália Higa Pereira Mendes,
Nélia Harumi Hiane de Oliveira,
Sagramor Farias,
Jairo Mendes de Castro,
Aline Nogueira Siravegna,
Meire Rodrigues Barbosa,
Joel Francisco de Oliveira,
Zaida Flôres,
Dinah Brum Escobar,
Antônio Teixeira Barros,
Jairo Lemes de Souza,
José Glaucy Flôres,
Sanami Esaki,
Lygia Maria Ferreira de Brito,
Elizabeth Saab Palmira,
Heleodoro Ferreira de Almeida,
Liel Trindade de Vargas,
Maristela Rezek, 
Durval Ouriveis Júnior,
Dr. José Antônio Carneiro de Albuquerque, 
Sérgio Baptista Tabosa,
Eledir Guiomar Balthazar,
Amélia Barrinuevo Marques,
Maria das Graças Nunes,
Flávio Brito de Souza,
Mário Henrique Flôres,
Severino Mendes de Almeida,
Humberto Pereira Rosa,
Silvio Fernando Degaspari,
Lúcia Helena de Oliveira Nogueira,
Gilberto Antunes Camargo,
Edson Luiz Cubel Brizuena, 
Claudinei José dos Santos,
Ricardo Almeida de Andrade,
Tereza Gasparino Fameli,
Sidnei Escudero Pereira,
Edne Belintane Tucci,
Tânia Maria Maia Fugimoto,
Tiane Saab Palieraqui,
Mirian Yamazato Sumida,
Kikuzo Nakasse,
Anacleto Gonçalves Barriguella,
Venâncio Caputti Neto,
Faber Pereira Kamachi,
Kléber Moreno Soncela.

DOMINGO (14)

Maira Lúcia Pires de Rezende,
Vera Silvia Saad, 
Mariana Braga, 
Vania Cardoso, 
Marcos Vinicius Abreu Silva,
Altidor Garcia Lima Filho,
João Francischini Filho,
Maria Tereza Oliveira Franco,
Paulo Sérgio Sombra de Souza, 
Roseli Maria Cervi Kohl,
Sérgio Guimarães Dias,
João Cação,
Milton Oliveira da Silveira,
Paulo Cesar de Oliveira,
Carmem Lucia de Pierre Dalberto,
Marcelo Poy Frainer,
Thiago Segatto de Faria, 
Suellen Ingrid Rossi Rodrigues, 
Thiago Brandão,
Eduarda Almeida dos Reis,
Andréa Brandão,
Dr. Abdala Naufal,
Rubens Marques dos Santos,
Adonias Moreira de Souza Junior,
Ana Carla Salomão Budib,
Renato Corrêa Gamba,
Dr. Julizar Barbosa Trindade Júnior, 
Ana Patricia Saldanha Rodrigues,
Gilberto Roman Dias,
Marcílio Alves da Silva,
Maria Carolina El Daher,
Elso Gaban Júnior, 
Thiago Moura Nacer,
Mario Marcio Neres Dias,
Rubens de Carvalho,
Jorge Veimar Sayd Pinto,
Edna Knust Modesto,
Juliana Comparin,
Margareth Barbosa Medeiros,
Clovis Mareco,
Antônio Russo Netto,
Nedir Martins da Silveira,
Ana Paula Rezende Munhoz,
Marcos Roberto Carvalho de Melo, 
Estevan Caporossi,
Maria Waleska Bogalho Nogueira,
José Walbran Jucá,
Gilce Filartiga,
Domingos Sávio Gomes da Silva,
Waldir Coelho,
Alair Aluísio Benevides,
Neuso de Melo,
Noely Rabello de Barros Trindade, 
Dra. Leila Borges Caminha Dias, 
Nubielli Dalla Valle Rorig,
Regis Fernando Oliveira Barbosa,
Brasília Lopes,
Norma Segovia,
Júlio Fucuta Kotaro,
Dan Kjaer,
Suzete Maria Proença,
Alberto Zeiger, 
Lurdes Braga Fracalossi,
Maria Augusta da Costa Nogueira,
Abel Moreira Júnior, 
Roza Vanilde Demundo,
Frederico Otto Filho,
Jorge Antônio Bataiotti,
Nelson Garragori Graces Lopes,
Fernando Cassiatori 
Gonçalves Bravo,
Andreia Carla Secretti Schwingel,
Leonilce Gubert Brodzinski,
Daniela Brostolin da Costa.

*Colaborou Tatyane Gameiro

Música Clássica

Concerto Catedral Erudita democratiza a música clássica em Campo Grande

Apresentação gratuita será realizada na próxima quinta-feira (18)

12/07/2024 18h30

Orquestra do Maestro Eduardo Martinelli

Orquestra do Maestro Eduardo Martinelli Divulgação

Continue Lendo...

Com a proposta de valorizar espaços culturais e ampliar o acesso à música clássica, o projeto Catedral Erudita realizará um concerto no dia 18 de julho, às 20 horas, no Teatro Aracy Balabanian, em Campo Grande. A entrada é franca. O evento contará com a presença do trio Parcae, da França, e do grupo Brasil Opus Música, dirigido pelo maestro Eduardo Martinelli.

Realizado pelo Governo de Mato Grosso do Sul, por meio da FCMS (Fundação de Cultura) e Setesc (Secretaria de Estado de Turismo, Esporte e Cultura), o projeto teve seu início durante o Festival América do Sul em Corumbá, em novembro de 2023, onde foi um grande sucesso. Agora, a iniciativa expande suas atividades para a capital do estado.

“O sucesso do lançamento no Festival América do Sul e sua replicação em Campo Grande evidenciam a responsabilidade cultural do Governo do Estado, democratizando o acesso a bens culturais. O Catedral Erudita proporciona acesso à música clássica, muitas vezes ausente da grande mídia, favorecendo a verdadeira democratização cultural”, destaca o maestro Eduardo Martinelli.

Trio Parcae e Brasil Opus Música

O trio Parcae, formado pelas sopranos Elise Gueroult, Léa Sirera e Fiona Fauchois, se dedica a explorar a influência da música medieval na tradição europeia. O grupo visa ressaltar figuras históricas esquecidas e apresentar um repertório contemporâneo reestruturado.

O Brasil Opus Música, um projeto inovador idealizado pelo maestro e violonista Eduardo Martinelli, promete encantar o público com uma abordagem única à música brasileira e pantaneira. Com músicos de vasta experiência internacional, o grupo já se apresentou ao lado de artistas de países como Estados Unidos, Canadá, Chile, Argentina, Uruguai, Portugal, Espanha, Suíça, Trinidad e Tobago, Coreia do Sul e Itália. Celebrando a diversidade musical do país e as tradições sul-americanas, o Brasil Opus Música oferece uma experiência sonora rica e envolvente.

Experiência Musical

A colaboração entre o trio Parcae e o Brasil Opus Música promete uma apresentação única, combinando a tradição europeia com a riqueza sonora sul-americana. Conhecendo-se durante uma turnê em Barcelona, os músicos encontraram uma conexão especial entre seus estilos e abordagens artísticas.

O espetáculo mescla a profundidade histórica das canções medievais com a energia vibrante da música brasileira, transcendendo fronteiras. Arranjos inovadores e composições inéditas refletem essa parceria, oferecendo ao público uma apresentação cheia de surpresas e emoções.

Serviço

Catedral Erudita com Trio Parcae e Brasil Opus Música

Data: Quinta-feira, 18 de julho

Horário: 20h

Local: Teatro Aracy Balabanian, no Centro Cultural José Octávio Guizzo – R. 26 de Agosto, 453 – Centro – Campo Grande

Entrada: Franca (retirada presencial dos ingressos uma hora antes do concerto)

Assine o Correio do Estado

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).