Economia

12 DE JUNHO

Solteiros são maioria e gastos de Dia dos Namorados será menor em MS

Presentes e comemorações devem injetar R$ 360 milhões no comércio de Mato Grosso do Sul, movimentação 7% menor do que no mesmo período do ano passado

Continue lendo...

O Dia dos Namorados deve movimentar R$ 360,22 milhões no comércio de Mato Grosso do Sul, movimentação 7% menor em relação ao ano passado, considerando o valor real. O montante leva em conta gastos com presentes e comemorações.

É o que aponta pesquisa de intenção de consumo e comemorações para o Dia dos Namorados, divulgada hoje (13) pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio-MS (IPF-MS) e o Sebrae-MS.

A economista do IPF-MS, Regiane Dedé de Oliveira, afirma que a redução dos percentuais de pessoas que não irão presentear ou comemorar a data, é em razão da maioria dos entrevistados, de 52,67%, não estar namorando.

“O valor médio a ser gasto com comemorações também está um pouco menor, já o valor médio a ser gasto com presentes teve um leve aumento”, explica a economista.

Presentes

Apenas com relação aos presentes, a movimentação financeira deve ser de R$ 189,60.

Entre os que pretendem presentar, o gasto médio será de R$ 247,06. As opções mais apontadas foram:

  • roupas (25%)
  • perfumes (24%)
  • calçados (15%)
  • flores (13%)

As lojas do centro são a preferência dos entrevistados (65,16%) e a escolha do namorado/a vai ser essencial para a compra (25,79%).

“O Dia dos Namorados cria memórias, então, no geral, as pessoas procuram por presentes especiais para o seu par, o que faz com que a data seja propícia para movimentação no comércio local", diz o analista-técnico do Sebrae/MS, Paulo Maciel.

"Assim, os pequenos negócios, como lojas de presentes, chocolaterias artesanais, floriculturas, restaurantes e entre outros ramos devem se preparar para receber esses casais em busca ‘daquele algo a mais’ para agradar os parceiros. Logo, os empresários devem considerar a criatividade como um fator relevante para encantar os seus clientes e criar essas experiências”, acrescenta.

Comemorações

O aporte na economia com as comemorações representará R$ 170,61 milhões para o período, com gasto médio de R$ 215,49.

Nestes casos, as principais formas de celebração com o parceiros será:

  • nos restaurantes (55%)
  • comemoração em casa (18%)
  • levar o namorado (a) para um passeio (9%)
  • viagem (5%)
  • refeição por delivery (4%)
  • ir ao cinema com o namorado (4%)

PIX

Banco Central aperfeiçoa segurança do Pix com novos ajustes

Novas medidas de segurança devem imitar transações em dispositivos não cadastrados e exigir cadastramento de novos aparelhos

22/07/2024 16h00

Nova atualização do Banco Central aprimora a segurança do Pix a partir de 1º de novembro.

Nova atualização do Banco Central aprimora a segurança do Pix a partir de 1º de novembro. Divulgação: Agência Brasil

Continue Lendo...

O Banco Central (BC) anunciou nesta segunda-feira (22), em Brasília, novas medidas para aprimorar os mecanismos de segurança do Pix. As mudanças, que têm como objetivo combater fraudes e golpes, entrarão em vigor em 1º de novembro, conforme detalhado na resolução BCB n° 403 publicada no site da instituição.

De acordo com a nova regra de segurança, quando o dispositivo eletrônico usado para acessar o Pix (como smartphone ou computador) não estiver previamente cadastrado no banco, as transações não poderão exceder R$ 200. Caso ocorra uma troca de celular para um aparelho desconhecido, o limite diário de transações instantâneas via Pix será de R$ 1.000.

Para realizar transações que excedam esses limites, o novo dispositivo de acesso ao Pix precisará ser previamente cadastrado pelo cliente bancário, o que inclui situações em que o usuário troque de aparelho.

Em comunicado, o Banco Central explicou que essa exigência de cadastro se aplica somente a dispositivos que nunca foram usados para iniciar uma transação Pix, evitando assim inconvenientes para os clientes que já utilizam um dispositivo específico.

O objetivo é reduzir a probabilidade de fraudadores utilizarem dispositivos diferentes daqueles já usados pelo cliente para gerenciar chaves e iniciar transações Pix, especialmente em casos de roubo ou conhecimento de login e senha do cliente.

Pagamento Mais Seguro

O Banco Central também estabeleceu novas medidas de segurança que as instituições financeiras devem implementar a partir de novembro para assegurar as transferências eletrônicas de recursos:

Gerenciamento de Risco: Adotar uma solução de gerenciamento de risco de fraude que utilize informações de segurança armazenadas no Banco Central, capaz de identificar transações Pix atípicas ou incompatíveis com o perfil do cliente.
 

Informação ao Cliente: Disponibilizar informações sobre os cuidados que os clientes devem ter para evitar fraudes em um canal eletrônico de acesso amplo.
 

Verificação Periódica: Verificar, pelo menos uma vez a cada seis meses, se seus clientes possuem marcações de fraude na base de dados do Banco Central.

“O esperado é que os participantes tratem esses clientes de forma diferenciada, seja encerrando o relacionamento ou utilizando um limite de tempo diferenciado para autorizar transações iniciadas por eles, além do bloqueio cautelar para as transações recebidas,” acrescentou o BC em nota.

COMPRAS

Contrária a tendência do país, intenção de consumo cresce na capital

Na contramão da queda de 0,2% do país, capital apresentou aumento em mais de uma categoria

22/07/2024 15h30

Aumento na intenção de consumo das famílias reflete otimismo no mercado local de Campo Grande

Aumento na intenção de consumo das famílias reflete otimismo no mercado local de Campo Grande Foto: Arquivo

Continue Lendo...

De modo oposto ao restante do país, a pesquisa divulgada hoje (22) pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), mostrou que a intenção de consumo das famílias (ICF) aumentou durante o mês de julho em Campo Grande (MS).

Segundo a pesquisa, com um aumento 1,7% percentual, a capital apresentou uma intenção de consumo que atingiu 108,5 pontos gerais. No restante do país, a ICF apresentou queda de 0,2% e 101,5 pontos gerais. 

Este aumento na intenção de compra é maior entre as famílias com renda superior a 10 salários mínimos, em que atinge a marca de 2,9%, enquanto entre as de menor poder aquisitivo a variação foi de 1,5%.

Além do aumento na intenção de consumo, as famílias da capital também têm compartilhado otimismo em relação ao mercado de emprego. De acordo com a pesquisa, atualmente, 52% dos entrevistados se sentem mais seguros em seus empregos em relação ao ano passado.  De outro modo, 63% esperam melhorias profissionais durante o segundo semestre de 2024 e 40,6% enxergaram uma melhoria na renda durante os últimos 12 meses. 

Em relação ao consumo atual, a maioria dos campo-grandenses revelou estar consumindo no mesmo ritmo do ano passado, enquanto 35% dizem ter reduzido as compras. Dos entrevistados, somente 20% disseram estarem comprando mais. 

Aumento na intenção de consumo das famílias reflete otimismo no mercado local de Campo Grande

Você pode conferir a pesquisa completa aqui. Para a coleta de dados na capital, foram entrevistadas cerca de 500 famílias. O intervalo de confiança estimado é de 95%.

Brasil

No país todo, a Intenção de Consumo das Famílias (ICF) apresentou em julho o primeiro resultado negativo desde o primeiro trimestre do ano. De acordo com a pesquisa, além da queda mensal de 0,2% na ICF, a queda também pode ser observada na análise anual, com 2,3% de variação, a menor desde julho de 2021.

Da mesma forma, a queda seguiu o resultado da percepção das famílias do mercado de trabalho atual e dos próximos meses, que também apresentaram baixa. 

Você pode conferir a pesquisa completa aqui.

ICF

A Pesquisa de Intenção de Consumo das Famílias (ICF) é um indicador preciso que avalia diversos aspectos cruciais da condição de vida familiar. Estes incluem a capacidade de consumo imediata e futura, o nível de renda domiciliar, a segurança no emprego e a qualidade do consumo presente e projetada. Diferencia-se por ser um indicador preditivo do consumo, baseado na perspectiva direta dos consumidores, sem depender de modelos econométricos. Por essa razão, é uma ferramenta poderosa não apenas para orientar a política econômica, mas também para auxiliar as atividades produtivas, consultorias e instituições financeiras.

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).