Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

VÔLEI DE PRAIA

Talita e Larissa voltam à quadra para defender título

Talita e Larissa voltam à quadra para defender título
12/08/2015 08:48 - da redação


 

A dupla da aquidauanense Talita com Larissa disputa, no fim de semana, a primeira etapa do Circuito Brasileiro Open de Vôlei de Praia, em Brasília. Este será o primeiro passo para as duas atuais campeãs brasileiras defenderem o título.

Além da busca do bicampeonato, a dupla entra em quadra disputando a corrida olímpica em busca da classificação aos Jogos Olímpicos de 2016. “Vamos utilizar essa primeira etapa para pegar ritmo de jogo e ajustar alguns lances. Vamos jogo a jogo, sem pressão por resultados”, disse Talita.

Segundo ela, atualmente a dupla está concentrada na busca da vaga olímpica. “Mas com certeza vamos buscar o bicampeonato do Circuito Brasileiro”, completou.
Ao lado de Larissa, a sul-mato-grossense conquistou o título da temporada 2014/2015 de maneira antecipada, vencendo sete das nove etapas disputadas. 

Talita acredita que o alto nível do Circuito Brasileiro é uma das razões pelo bom momento brasileiro no Circuito Mundial. “É um torneio muito difícil de ser conquistado. Quando você é forçada a jogar no limite, sem poder errar, acaba evoluindo”, analisou Talita.

Ao todo, 32 duplas (16 masculinas e 16 femininas) brigam pelo primeiro troféu do Circuito. As partidas começam às 9h30min (MS), na sexta-feira, e seguem até domingo. O Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia terá nove etapas (cinco em 2015 e quatro em 2016) e uma edição do SuperPraia, com campeões independentes. A dupla campeã de uma etapa do Open soma 400 pontos no ranking.

Felpuda


Depois de se “leiloar” durante meses, e afirmando que estava até escolhendo o município para se candidatar a prefeito, ex-cabeça coroada não só não recebeu acenos amistosos, como também não encontrou portas abertas com tapete vermelho a esperá-lo. 

Assim, deverá pendurar as chuteiras e fazer como cardume em seu pesqueiro: nada, nada...