Colunistas

ARTIGOS

Mente serena, vida plena

Continue lendo...

Cuidar de si mesmo é a maior expressão de amor próprio. Dedicar tempo naquilo que nos faz bem é essencial para a saúde, sobretudo a mental. Quando investimos no autocuidado, estamos enviando uma mensagem poderosa a nós mesmos de que merecemos atenção, carinho e respeito. Tratar-se bem é uma forma de reconhecer nossos valores e importância, de forma a fortalecer nossa resiliência e enfrentar as adversidades com leveza.

Autocuidado não se limita apenas a momentos de lazer ou a luxos. Trata-se de uma necessidade fundamental para o bem-estar. Desenvolver atividades que promovam a saúde física, emocional, espiritual e mental contribui para um equilíbrio restaurador, capaz de nos transformar tanto por dentro, quanto por fora. Cuidar de nós mesmos deve fazer parte da rotina, apesar da rotina agitada e cobranças excessivas.

Ao darmos a devida importância ao autocuidado, vamos estar bem preparados para cuidar dos outros. Quando tratamos da mente e do corpo, a relação que temos com o outro tende a ser positiva. Se priorizar permite estarmos presentes de forma plena e genuína para nossos amigos, familiares e colegas, e consequentemente, criar um ambiente de apoio, empatia e compreensão mútuas.

Por outro lado, negligenciar os momentos de autotratamento pode gerar complicações sérias no corpo. O estresse não gerenciado, a falta de sono, a má alimentação e a ausência de tempo para relaxar e se divertir, por exemplo, resultam em problemas de saúde física e mental, como ansiedade, depressão e outras doenças crônicas. É necessário reconhecer o ato de se cuidar como parte essencial da vida, e não ignorar os sinais do corpo.

Quando priorizamos a nós mesmos, colocamos em evidência nossos sentimentos, emoções e pensamentos, além de entendermos que é importante colocar limites, dizer “não”, além de priorizar nossas necessidades, além de evitar situações de desconforto e relacionamentos tóxicos. Cuidar de si mesmo é um compromisso contínuo com o próprio bem-estar. É uma jornada de autoconhecimento e crescimento pessoal, onde aprendemos a nos valorizar e a nos tratar com a mesma gentileza e compaixão que oferecemos aos outros.

Cláudio Humberto

"Todo dia Lula libera uma mamatinha para companheiros"

Sen. Flávio Bolsonaro (PL-RJ) sobre a credencial ostentação para Janja nas Olimpíadas

22/07/2024 07h00

Continue Lendo...

Sucessão de Lira vira ‘calo’ de Padilha na Câmara

Tentando um ‘armistício' com Arthur Lira (PP-AL), o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, tem mais uma dor de cabeça com o grupo do presidente da Câmara, que pressiona o ministro para o que governo desça do muro e apoie com vigor o nome apoiado por Lira para a sucessão. Escaldado, Lula vetou apoio público e instruiu Padilha para que nem mesmo dê a entender apoio para algum lado, apesar de, ao menos sob reserva, assumir apoiar o eventual indicado de Lira.

Chefinho mandou

Padilha acaba levando a culpa por ter que embarreirar manifestação de apoio, mas o ministro só cumpre ordens do chefe, Lula.

Fim conhecido

É sempre lembrado o “case” Eduardo Cunha, quando o governo Dilma trabalhou contra a candidatura do deputado. A petista acabou impichada.

Bombeiro

Quem tenta abaixar a temperatura é o líder de Lula na Câmara, José Guimarães (PT-CE), com bom trânsito entre os colegas deputados.

Dureza

O governo não quer enfrentar clima hostil para vencer ao menos mais duas propostas: reforma tributária e regulação das big techs.

Ramagem ganha outras duas semanas de ‘fôlego’

Ainda sob desconfiança de alas do PL, o deputado Alexandre Ramagem, pré-candidato a prefeito do Rio de Janeiro, ganhou ao menos duas semanas de respiro como candidato de Jair Bolsonaro. Nos próximos dias, duas pesquisas de intenção de votos, a primeira na terça-feira (23), dimensionam o estrago que a denúncia de suposta arapongagem na Abin causou na imagem de Ramagem perante o eleitorado carioca.

Operação abafa

A agenda de Bolsonaro e Ramagem nesta semana é para debelar o impacto imediato da denúncia e tentar manter a pré-candidatura de pé.

Segura o nome

A matemática no PL aponta para favoritismo de Eduardo Paes (PSD). Mais uma troca de nome pelo partido pode ser fatal e deve ser evitada.

Se der bom

Superado o desgaste, o PL oficializa o nome de Ramagem com grande evento e presença do clã Bolsonaro em agosto.

Já deu

“Por ter as digitais do PT, o governo Lula só pensa naquilo: poder pelo poder. Custe o que custar a quem que que seja, até aos pobres! Já deu”, desabafou à coluna o senador Eduardo Girão (Novo-CE).

PSDB com PP

Os tucanos no município do Rio de Janeiro fecharam apoio ao deputado federal Marcelo Queiroz, do Progressistas, na disputa pela prefeitura municipal. A vereadora Teresa Bergher (PSDB) será a vice da chapa.

Ele não

Um dos cotados para eventualmente substituir Alexandre Ramagem como candidato de Jair Bolsonaro e do PL a prefeito do Rio de Janeiro é o senador Flávio Bolsonaro, mas o pai prefere o filho no Senado.

Tesoura no detalhe

O Ministério da Fazenda vai detalhar nesta segunda-feira (22) como vai ser o congelamento dos R$15 bilhões no Orçamento. O anúncio, sem detalhes de onde a tesoura ia pegar, deixou a Esplanada atônita.

STF deu aval

Deu em nada tentativa do PT de melar a privatização da Sabesp. O Supremo negou pedido do partido e a fase final de liquidação da estatal pode ser concluída nesta segunda-feira (22).

Busca pelo poder

Para Plínio Valério (PSDB-AM), relator da PEC da autonomia do BC, Lula luta contra a medida “porque busca é pelo poder total. Não pode existir nenhuma instituição no país que viva sem pedir a benção ao presidente”.

Líderes e seguidores

Segundo o dono do X, Elon Musk, o primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, é o líder mais seguido no ex-Twitter: 100,2 milhões de seguidores. Lula, por exemplo, tem 9 milhões. Bolsonaro tem 12,8 milhões.

Política sem recesso

O recesso parlamentar começou na última quarta (17) e vai até o dia 1º de agosto. Mas até o dia 5 de agosto, partidos e federações precisam escolher candidatos e dia 16 começa a campanha no rádio e na TV.

Pensando bem...

...os negócios, agora, são de Cuba.

PODER SEM PUDOR

Cinco doses de duração

O falecido senador Fábio Lucena, do Amazonas, tinha o hábito de passar o tempo, nos aviões, com um copo de uísque nas mãos – talvez para disfarçar o medo de voar. Quando Tancredo Neves percorria o País, em 1984, para legitimar sua campanha presidencial, Lucena viajava para um comício em Belém (PA) quando um repórter perguntou: “Senador, quantas horas são mesmo de avião entre Brasília e Manaus?” perguntou. “Quantas horas, eu não sei. Só sei que são cinco doses de uísque.
___
Com Rodrigo Vilela e Tiago Vasconcelos
www.diariodopoder.com.br

Giba Um

"Hoje, nós temos três grandes nomes para a disputa da Presidência da Câmara. Eu tive o voto dos três

(...) nas duas eleições que disputei", de Arthur Lira, sempre modesto, sobre candidatos à sua sucessão.

22/07/2024 05h00

Giba Um

Giba Um Foto: Reprodução

Continue Lendo...

O apresentador Carlos Alberto de Nóbrega, 88 anos, revelou, na semana passada que, está com uma saudade louca de Silvio Santos", mas que, infelizmente, seu último contato com o dono do SBT foi em 2020, durante entrega do Troféu Imprensa. Segundo Carlos Alberto, Silvio "só fala com quem quer falar e não recebe visitas". 

Mais: diante disso o humorista diz que respeita a vontade do apresentador. Carlos Alberto, para quem tem memória curta, é filho do único sócio que Silvio teve na vida, Manoel Nóbrega, em seus primeiros tempos de empresa e vida artística. A Praça da Alegria foi criada e apresentada por ele (1956-1978).

Nunca houve igual

É consenso na alta corte do governo que a primeira-dama Janja da Silva está mandando demais e atrapalhando a governança do Palácio do Planalto. É uma unanimidade que ninguém sabe exatamente o que fazer com o empoderamento dela. Alguns acham que é melhor deixar para lá; outros acham que o ideal seria criar limites para ela. O próprio Lula já deu uma entrevista, esta semana, falou sobre sua vida conjugal ao lado de Janja e afirmou que "ela é a única pessoa que diz não para mim". Agora, Janja tem usado as dependências do governo em diversos estado com influencers. Pouca esquerda, pouca ideologia, Janja só fala com quem tem audiência, seja de que tribo for.

SUBSTITUIÇÃO

A candidatura, idealizada por Jair Bolsonaro, de Alexandre Ramagem (PL) à prefeitura do Rio de Janeiro, está sob a ameaça até de retirada de cena porque, segundo o ex-presidente, "ele também virou alvo de perseguição, como eu". Ramagem que cuidava da "Abin paralela", apareceu em gravação com Bolsonaro e o general da reserva Augusto Heleno discutindo a proteção de Flávio Bolsonaro no caso das "rachadinhas", assunto diário da mídia. E o próprio Bolsonaro já pensa num substituto: é o deputado federal e ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, cujo currículo dispensa apresentação.

Caderneta da fé

A concorrência em nome de Deus já está na praça, ou melhor, nas redes: é o pessoal da Faria Lima que garante. Pelo lado católico é a primeira religião (ainda) do país, à frente dos evangélicos, está o Instituto de Finanças Bíblicas, que dá aulas de graça de curso de investimento, no modelo Paulo Guedes. Já a turma evangélica quer lançar um título de capitalização e uma caderneta de poupança. Bancos para parcerias não faltam. Acordos seriam abençoados para desvincular a oferta de produtos das igrejas, impedidas de atuar como instituições financeiras. No comando dessa ação religiosa está o deputado Eduardo Cunha, que quer ver os evangélicos fundando fintechs.

O QUE SOBROU

Todo o pessoal do Judiciário de Alagoas sabe que é só Arthur Lira estalar os dedos para que o advogado trabalhista Adriano Costa Avellino se torne embaixador do TRT-AL. Só que depende mais de Avellino se contentar com o cargo ou não. É porque seria um prêmio de consolação. Em abril, o advogado entrou na lista tríplice para uma cadeira no TST (Tribunal Superior do Trabalho), mas acabou sendo preterido pelo mineiro Antônio Fabricio de Matos Gonçalves. Afinal, Lula não ia nomear alguém que, no passado, disse que "o presidente da República e Dilma Rousseff "mereciam uma guilhotina" como foi o caso de Avellino.

Um trio de peso

Giba Um

A famosa grife espanhola Balenciaga está repleta de lançamentos em todos os setores da marca. E para estes lançamentos escalou um trio de grande peso para campanha e nomeadas embaixadoras da grife: a veterana atriz francesa Isabelle Huppert (ganhadora de vários prêmios), 71 anos, a talentosíssima atriz britânica Naomi Watts, 55 anos e a socialite, empresária e atriz Kim Kardashian, 43 anos. A verdade é que as três dispensam apresentações. Em uma das peças apresentadas na campanha com fotos feitas por Nadav Kander. batizada de The Characters Campaign as estrelas posaram com a icônica bolsa Rodeo Bag (bolsa confeccionada em couro de bezerro com acabamento fosco. Sua construção singular, sistema de fechamento versátil, pregas de acordeão pré-usadas, debrum suavizado e bordas rústicas projetadas para trazer uma sensação de descontração), que sublinha o poder de atração da marca. No comunicado distribuído sobre a campanha a grife diz que cada embaixadora mostrou sua faceta para mostrar seu poder. Mais: Huppert quanto Kardashian já desfilaram para a Balenciaga.

Reformite é a nova doença

Para implementar um dos incontáveis projetos sugeridos por políticos, analistas, especialistas e oportunistas, que repetem serem as reformas a "única solução do país", aos cidadãos comuns resta perguntar qual seria ela, quando e quais seriam os apoiadores. Os analistas dizem que qualquer uma delas ajudaria a combater a disfuncionalidade do Estado. Só que para ser prioritária, é necessário saber quem puxará o pelotão. Os mais irônicos dizem que o Brasil, hoje, sofre de "reformite", doença de quem cobra reformas e não apresenta quaisquer soluções. A ferramenta da Knewin, maior empresa de monitoramento de mídia da América Latina, revela que reformas, de todos os tipos e tamanhos, em 2.040 veículos da imprensa, ao longo da última década, superam um bilhão de menções e sem contabilização das redes sociais. Se fosse possível converter o total de registros em número de cidadãos, o volume seria muito superior à lotação de todos os estádios de futebol do país.

Não chegou nada

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, está avisando que vai colocar recursos próprios do estado para socorrer o setor privado. Os bancos não disponibilizaram empréstimos a juros baixos e prazos esticados ao comércio, indústria e agronegócio de lá, conforme o próprio Lula avisou. Mais: toda a ajuda prometida pelo presidente petista igualmente não chegou e não há data para chegar (ou, supostamente, não existem). Leite diz que "cansamos de esperar". O ministro extraordinário Paulo Pimenta, ex-Secom, que deveria estar cuidando das relações entre o RS e Planalto repete "Não sei" para qualquer pergunta.

Questão de escolha

Giba Um

A modelo plus size e influenciadora Letticia Munniz, chamou a atenção de seus seguidores, para a questão da celulite. Em um vídeo ela descreve uma suposta situação de uma pessoa que tem vergonha de seu corpo por conta da celulite. Durante o vídeo ela mostra fotos de Bella Hadid, Katy Perry, Camila Cabello e Jennifer Lopez, mostrando que elas também têm celulites. "Achou que ela era perfeita? Acertou, perfeita e com celulite, igual eu e igual a você, meu amor". E completa aconselhando as pessoas para não terem vergonha de seu corpo e saírem de casa: "Vai morrer em casa, o tempo está passando. Diz que até 2050 vai todo mundo morrer, então escolhe aí se vai querer viver e ignorar essas coisas, ou vai ficar aí com vergonha. Tenho nem argumento mais, minha parte eu já fiz". 

Mais um

Giba Um

Entre tantas figuras que despertam uma certa atenção (a favor ou contra) nos dois primeiros mandatos de Lula e que praticamente desapareceram, quem está reaparecendo é o polêmico Ricardo Berzoini que, me seus tempos de Previdência, queria cadastrar pessoalmente todos os octogenários do país, para ver se não havia qualquer fraude. Lula procura um lugar para Berzoini e a busca está apontada para os fundos de pensão. Uma hipótese é uma diretoria da Funcef; outra é mesmo a presidência historicamente maltratada Postalis, palco de sucessivas denúncias de irregularidades nos últimos dez anos. Berzoini já foi ministro das Comunicações, do Trabalho e Previdência e é tido como alguém da cota pessoal de Lula.

"Atriz perfeita"

Depois de 34 anos trabalhando na Globo, a atriz Cássia Kis não é mais funcionária contratada da emissora. Seu último trabalho foi como Cidália, em Travessia (2022), novela de Glória Perez. O autor de Vale Tudo, Aguinaldo Silva, considera Cássia a "atriz perfeita" para viver Odete Roitman na nova versão da novela. Alguns diretores acham que ela tem "problemas políticos" na Globo (é bolsonarista de carteirinha e ativista). Na semana passada, redes sociais informaram que Nani People poderia reviver Odete Roitman, mas depois, o próprio Aguinaldo disse que "era brincadeirinha".


PODER DE COMPRA

O casamento de Anan Ambani e Radhika Merchant cujas celebrações duraram sete meses, desde a virada de 2023 até julho, ganhou a mídia mundial. O pai dele é o homem mais rico da Ásia, Mukesh Ambani, com uma fortuna de R$ 582 bilhões. Agora, a revista Money publica uma matéria sobre as maiores empresa brasileiras que Mukesh poderia comprar. Ele poderia levar de uma tacada só a Petrobras (R$ 523 bilhões). Já se optasse para comprar o Itaú (R$ 309 bilhões), poderia levar de quebra a Vale (R$ 277 bilhões). Caso fizesse outra estratégia, ele poderia adquirir a Ambev (R$ 186 bilhões), o BTG (R$ 136 bilhões) e o Banco do Brasil (R$ 157 bilhões) e ainda sairia no lucro.

Mistura Fina

A PRESIDÊNCIA torrou R$ 8,7 milhões até meados deste mês, com apenas 36 cartões corporativos. Os dados são do Portal da Transparência, que aponta: a conta total desses cartões, que custeiam qualquer despesa de autoridades do governo federal, é de R$ 33,7 milhões até agora em 2024. Em 2023, o governo Lula bateu um recorde de gastos com cartões corporativos: R$ 90 milhões. Para custos com emergências reais, autoridades têm o cartão de pagamento da defesa civil, cuja conta está em R$ 272 milhões este ano.
 
DEPOIS de romper com o PT em 2012, o professor Bruno Daniel (PSOL), irmão mais novo do ex-prefeito de Santo André, Celso Daniel, será candidato a vice-prefeito na chapa para a prefeitura da cidade com a ex-vereadora  Bete Siraque (PT). Bruno se reconciliou com o PT depois de anos de desavenças sobre a investigação da morte do irmão, que ele considerou sempre um "crime político" e acusando o PT.

AS benesses conferidas aos irmãos Joesley e Wesley Batista, dono da J&F, JBS e outras entraram na mira de deputados federais, que querem coletar assinaturas para instalar uma CPI e investigar a MP 1232/24 e a relação dos irmãos com o alto escalão do governo Lula. "Fazer esquema" está no DNA dos governos do PT, como disse Ricardo Salles (PL-SP) autor do pedido. "Não é possível que uma MP seja editada para exclusivo benefício de amigos do presidente Lula". O ministro Alexandre Silveira será um dos principais convocados.

HÁ 10 anos foi ao ar o último capítulo de Em Família que marcaria a grande despedida de Manoel Carlos do mundo da teledramaturgia. Hoje, com 91 anos, diagnosticado com Parkinson, Maneco se aposentou e sua filha Julia Almeida, que está no comando da produtora Boa Palavra, tem a missão de perpetuar o legado do pai. Anteriormente, a produtora era cuidada por Maneco e sua mulher Elisabety, que também se aposentou. E Julia comandou a produção da primeira websérie documental da empresa. É O Leblon de Manoel Carlos, que estreia em setembro e mostrará a relação de amor de Maneco com o bairro onde mora há mais de 30 anos.
 

In Canjica doce com especiarias
Out Canjica salgada com calabresa

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).