Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CORUMBÁ

Secretário, assessor e parente do prefeito são investigados em operação da Polícia Federal

A Operação Offset, deflagrada na manhã desta terça-feira (6), já apreendeu documentos e R$44 mil
06/10/2020 11:15 - Gabrielle Tavares


A Polícia Federal apreendeu R$25 mil reais na casa de dois investigados e mais R$ 19 mil em uma conveniência em Corumbá, através da Operação Offset, deflagrada nesta manhã (6).

De acordo com a assessoria da PF, já foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão em Campo Grande e sete em Corumbá.

Entre os investigados estaão Márcio Iunes, irmão do prefeito de Corumbá, Marcelo Iunes (PSDB); e o assessor da prefeitura do município, Edson Panes de Oliveira Filhos, que também é ex-secretário municipal de Segurança Pública

O secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos de Corumbá, engenheiro Ricardo Ametlla, também é alvo da operação. Policiais cumpriram mandados de busca em sua sala, na secretaria que fica localizada na prefeitura, e na casa de Amettle.

O secretário disse ao jornal Diário Corumbaense que foi surpreendido pela ação ao chegar nesta manhã à Prefeitura.

Mesmo alegando não ter conhecimento das investigações, o Amettla confirmou que teve computador e aparelho de celular apreendidos pela PF, durante mandado de busca e apreensão em sua casa.  

“Não sei que investigação é, meu advogado vai tomar ciência do que se trata. Não sou réu, não sou condenado, sou somente investigado e eu não sei o por quê ainda”, disse.

Ainda não há informações sobre os outros investigados em Campo Grande e em Corumbá. Correio do Estado tentou contato com o prefeito de Corumbá, mas as ligações não foram atendidas. 

 
 

Operação Offset

Segundo a PF, a investigação teve início após o recebimento de denúncias apontando a ocorrência sistemática de desvios de recursos públicos no Poder Executivo Municipal, cujas irregularidades seriam decorrentes de contratos de prestação de serviços entre a Prefeitura de Corumbá e uma empresa de engenharia sediada em Campo Grande/MS. 

O dinheiro desviado seria direcionado aos servidores e empresários envolvidos. As investigações também indicaram que parte da verba destinada ao pagamento dos contratos é proveniente de repasse de recursos federais.

O nome da operação faz alusão à conhecida técnica de impressão, já que este é o principal ramo de atividade econômica, registrado nos órgãos competentes, de uma empresa investigada. 

Em tradução livre para a língua portuguesa, a palavra “offset” significa “fora de alinhamento” ou “fora do lugar”.

 

Felpuda


Mesmo sem ter, até onde se sabe, combinado com o eleitor, candidato a prefeito começou a apresentar nomes do seu ainda hipotético secretariado, pois parece estar convicto de que conseguirá vencer a disputa.

Os adversários dizem por aí que ele está muito distante de “ser um Jair Bolsonaro”, que, ainda na campanha eleitoral para presidente da República, já falava em Paulo Guedes para ser seu ministro de Economia. Como sonhar é permitido