MENU

Clique aqui e veja as últimas notícias!

COVID-19

Acamados com mais de 60 anos devem ser incluídos na vacinação em Campo Grande

Secretário de Saúde avalia que o próximo lote pode ajudar a ampliar grupos de vacinados
04/02/2021 08:05 - Ana Karla Flores


Com a chegada de novos lotes de vacina, idosos acamados com 60 anos ou mais devem ser incluídos no cronograma de vacinação contra a Covid-19. A informação é do secretário de Saúde de Campo Grande, José Mauro de Castro Filho. 

O público acima de 80 anos e com baixa mobilidade já começou a receber o imunizante, neste caso, equipes volantes vão às residências daqueles que fizeram o cadastro nas unidades de saúde da Capital.

O secretário explica que a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) já identificou cerca de 4 mil idosos acamados com mais de 60 anos no mapa de cadastros nas unidades públicas de saúde.

Últimas notícias

“É importante que a população que não esteja cadastrada na sua unidade faça o cadastro, porque esse sempre foi o trabalho da atenção primária. Uma vez com o cadastro feito, nós identificamos no nosso mapa 4 mil pessoas acamadas precisando ser vacinadas”, detalhou.

Filho afirma que há 1.147 acamados com idade acima de 80 anos registrados e que já estão sendo imunizados, com apoio da Câmara Municipal. 

“Nós estamos vacinando mais de mil idosos acamados acima de 80 anos, com apoio da Câmara Municipal, que disponibilizou cerca de 20 veículos para que pudéssemos enviar equipes volantes para vacinar os acamados que estão cadastrados na sua unidade de saúde”.

A definição também entra em acordo com a orientação da Secretaria de Estado de Saúde (SES) para que o próximo grupo prioritário de vacinação seja composto de idosos acamados com mais de 60 anos. 

De acordo com o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, este deve ser o grupo prioritário, pois são pessoas que ficam mais suscetíveis ao contato com o coronavírus, em virtude do contato com cuidadores e equipes de saúde.