Clique aqui e veja as últimas notícias!

ESTADO

Desafio da educação é evitar aumento da evasão escolar para próximo ano letivo

Medida é uma das determinações do protocolo de volta às aulas divulgado pelo governo
25/11/2020 09:30 - Daiany Albuquerque


O governo do Estado montou um protocolo de volta às aulas para a retomada das atividades presenciais na Rede Estadual de Ensino (REE) e um dos pontos no documento é a preocupação de que a forma de ensino deste ano, com tarefas 100% remotas, tenha feito aumentar a evasão escolar.

Para isso, a secretaria pede que a comunidade escolar (família, escola, sociedade em geral e o Poder Público) façam uma busca ativa para saber os motivos que tem levado estudantes a faltar às aulas.

“Orientamos a escola a realizar a busca ativa dos estudantes que não voltarem a frequentar a escola, especificamente daqueles em situação de maior vulnerabilidade, identificando o motivo e comprometendo-se a auxiliar”, diz trecho do programa.

Acompanhe as ultimas notícias 

As aulas presenciais da Rede Estadual foram paralisadas no dia 23 de março deste ano, após os primeiros casos de Covid-19 serem registrados em Mato Grosso do Sul. 

A medida foi uma orientação do Ministério da Saúde e a pasta regional decidiu por não retomar o ensino presencial este ano.

Com isso, os estudantes que tiveram menos de um mês de atividades presenciais em 2020 e isso pode ter afetado a forma deles acompanharem as aulas. 

Segundo a titular da Secretaria de Estado de Educação (SED), Maria Cecília Amendola da Motta, essa medida já começou a ser feita ainda este ano.

“Já está comprovado por pesquisa que já está havendo evasão. A gente não quer perder nenhum aluno, por isso a busca ativa tem tido bastante sucesso, todo mundo foi atrás dos alunos para fazer com que ele não perca esse ano", disse a secretária. 

"O desafio é achar esse aluno, se não mudou de endereço ele tem que voltar para a escola, é lei”, completou.

O documento, ainda conforme Maria Cecília, começou a ser produzido durante o mês de agosto, quando se ainda tinha a ideia de retornar as aulas presenciais este ano.

Entre 2019 e 2020 a evasão escolar em Mato Grosso do Sul chegou a 2,2% no ensino fundamental e 6,8% no ensino médio, segundo dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Para evitar números maiores este ano, a secretaria pede que as escolas tomem algumas medidas, como: 

- Localizar o estudante que está infrequente; 

- Levantar as possíveis causas - sociais, econômicas, familiares, dentre outras. Realize uma escuta empática, ou seja, atente-se ao que é falado, compreender o sentimento e não emita julgamentos e críticas; 

- Verificar com os órgãos competentes dispositivos da Rede de Atendimento que poderão auxiliar esse estudante e sua família; 

- Levantar e elaborar ações pedagógicas que a escola poderá lançar mão para que esse estudante retorne ao processo de escolarização.