Clique aqui e veja as últimas notícias!

CAMPO GRANDE

Preso na sexta fase da Omertà, vendedor da Pantanal Cap morre de Covid-19

Ele passou mal na Gameleira e chegou a ficar duas semanas entubado no Hospital Regional
24/12/2020 11:56 - Glaucea Vaccari


Cláudio Rosa de Moraes, 53 anos, preso na sexta fase da Operação Omertà, a Arca de Noé, morreu de Covid-19.  

Ele estava custodiado no Centro Penal Agroindustrial da Gameleira, se sentiu mal e testou positivo para a doença causada pelo coronavírus.

Por conta do agravamento do quadro, Moraes foi encaminhado para o Hospital Regional, onde chegou a ficar intubado, mas não resistiu e morreu nessa quarta-feira (23).

Últimas notícias

Cláudio trabalhava como vendedor da Pantanal Cap, empresa vinculada à organização criminosa investigada na operação Omertà.

Durante cumprimento de mandados de busca e apreensão no dia 2 de dezembro, policiais encontraram, na residência dele, munições e carregadores de pistola sem registro e sem autorização de posse.

Dessa forma, ele foi preso em flagrante.

Conforme o advogado que representava Moraes, José Amilton de Souza, sem dinheiro para pagar a fiança, Moraes ficou preso na Gameleira, onde teria se infectado.

“Eles foram prestar depoimento no Garras todos juntos dentro de uma viatura”, disse o advogado, afirmando que não houve medidas de biossegurança para evitar o contágio pelo coronavírus.

No mesmo dia, o detento passou mal e, inicialmente, médicos do presídio teriam dito que ele teve crise de hipertensão, sendo confirmado posteriormente o diagnóstico de Covid-19.

Com a piora no quadro, Moraes foi internado no Hospital Regional, onde ficou entubado por cerca de duas semanas, até vir a óbito nessa quarta-feira.

Ao Correio do Estado, o advogado disse que a juíza da 3ª Vara já havia concedido a liberdade provisória, com uso de tornozeleira eletrônica, mas Moraes não chegou a ser solto, pois, já estava internado.

Não é possível afirmar se o vendedor da Pantanal Cap se infectou no presídio, mas o advogado afirma que as condições em que os presos são mantidos contribuem para um contágio, incluindo os que tiveram contato com Moraes.

Boletim prisional

Conforme o último boletim da Agência Estadual do Sistema Penitenciário (Agepen), divulgado na terça-feira (22), há 3.839 casos confirmados de Covid-19 no sistema prisional de Mato Grosso do Sul, com 3.796 já recuperados.

Dos casos ativos, são 10 em internos e 22 de servidores, além de três em presos monitorados por tornozeleira.  

No ano, cinco pessoas morreram da doença, sendo três internos, um servidor e um monitorado.

Omertà

Denominada Arca de Noé, a sexta fase da operação Omertà foi desencadeada no dia 2 de dezembro, quando foram cumpridos 13 mandados de prisão e 17 de busca e apreensão., além do bloqueio de R$ 18 milhões da Pantanal Cap. 

Entre os principais alvos estava o deputado Jamilson Name (sem partido), alvo de uma das ordens de busca e Darlene Borges, conhecida como a “gerentona” do jogo na cidade, presa pela força-tarefa.

Parte legal dos negócios de Jamil Name, a Pantanal Cap foi fechada pelas equipes da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros (Garras) e Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).  

A Justiça também determinou que os títulos de capitalização oferecidos pela empresa fossem retirados de circulação por tempo indeterminado.