Clique aqui e veja as últimas notícias!

CLIMA

Seca pode continuar pelos próximos cinco anos em Mato Grosso do Sul

Estado bateu recorde em calor nesta semana e, apesar de chuva prevista para este mês, fenômeno deve permanecer no futuro
02/10/2020 09:30 - Clodoaldo Silva, Naiane Mesquita


A população de Mato Grosso do Sul não sentia um calor tão intenso desde 1973. As altas temperaturas e a baixa umidade do ar criaram um ambiente propício para o aumento no número de focos de incêndio em todo o Estado, principalmente na região do Pantanal. 

A tendência ainda, de acordo com especialistas, é de que longos períodos de seca atinjam o território pelos próximos cinco anos, causando danos intensos para o bioma pantaneiro.  

Na quarta-feira (30), o secretário Alexandre Lucas Alves, da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, frisou durante audiência pública que a estiagem no Pantanal não deve acabar tão cedo, e os institutos de meteorologia preveem “mais cinco anos nessa situação. 

E aí eu quero desafiar a academia e todos os integrantes do sistema nacional de defesa civil para incêndios florestais a nos unirmos para estabelecer quais são as ações e quais são as metodologias e as tecnologias disponíveis para os próximos cinco anos”.

Ressaltando que “a exceção dessa seca, e a situação para os próximos cinco anos, é um desafio sobre o qual nós temos que nos debruçar, não só após vencermos esse desafio agora desse incêndio, mas para os próximos que virão, dado que as mesmas condições, pelo que nos parece, serão colocadas. 

Precisamos, então, da pesquisa aplicada para dizer ao poder público o que precisa ser feito”.