Colunistas

CLÁUDIO HUMBERTO

Não há risco de desidratação maior [na reforma da Previdência]

Não há risco de desidratação maior [na reforma da Previdência]

Continue lendo...

“Não há risco de desidratação maior [na reforma da Previdência]”
Senadora Simone Tebet (MDB-MS) sobre a esperada votação de segundo turno

Palocci implica Safra e seu banco em corrupção
Joseph Safra e o banco Safra são citados 68 vezes por Antonio Palocci em depoimento devastador à Polícia Federal sobre suas relações com o ex-presidente Lula. O ex-ministro confessa haver recebido propina do Safra e conta que o banco subornava Lula. Palocci conta até que indicou Rossano Maranhão, ex-presidente do Banco do Brasil, para presidir o Safra, tornando as relações “mais fluidas”. Três dias depois de indagado, Safra informou pela assessoria que não se pronunciaria.

Fase banco Safra
As acusações contra o banco Safra são tão graves que os meios jurídicos vivem a expectativa de uma fase da Lava Jato específica.

De mão beijada
O anexo 6 da delação, Palocci conta como a Aracruz Celulose, do grupo Safra, foi salva com R$2,4 bilhões liberados por ordem de Lula.

Contrapartida
Palocci revelou que Safra pagou os favores de Lula e Palocci com propina na forma de “doações” de R$2,5 milhões ao PT só em 2010.

Milhões e milhões
Pelos favores recebidos, segundo Palocci, Safra deu R$10 milhões à campanha de Dilma, em 2014, e R$2 milhões à de Haddad, em 2012.

Janot mantém regalia do passaporte diplomático
O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot renovou seu passaporte diplomático quando já estava fora do cargo, que deixou em setembro de 2017, e apesar de aposentado será portador da regalia ao menos até 2023, quando se encerra sua validade. O procurador geral tem direito a passaporte diplomático, segundo dispõe o decreto 5978, de 2006. Mas ex-procurador ou procurador aposentado, não.

Fila separada
O portador de passaporte diplomático tem acesso a fila separada e tratamento menos rígido no acesso aos países que visita.

Acesso fraqueado
Em alguns países, que exigem visto de entrada, essa providência se torna dispensável para portadores de passaporte diplomático.

Vai recolher?
O Ministério das Relações Exteriores não explicou se e quando pretende recolher o passaporte diplomático do aposentado ex-PGR.

Histeria ambiental
O noticiário histérico faz parecer que as praias do Nordeste viraram um imenso tapete de petróleo. Não há uma única praia interditada em qualquer dos locais onde as manchas foram detectadas. E removidas.

Máquina de fazer dinheiro
O partido que menos receberá recursos públicos em 2020 será o PSC (Partido Social Cristão), que embolsará R$43 milhões para gastar como seus proprietários quiserem. Serão quase R$ 3,6 milhões por mês.

Pequeno demais
Piora a cada dia o clima entre os senadores Major Olímpio (SP) e Flávio Bolsonaro (RJ). O PSL ficou pequeno demais para os dois, mas não se sabe ao certo quem está mais próximo da porta de saída.

Que País é este?
O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) entendeu que uma mulher matou a companheira “por razão da condição do sexo feminino” e a denunciou por feminicídio. Fossem dois homens, o fator de violência doméstica, o verdadeiro problema, talvez seria irrelevante.

Polícia nova, lorota velha
A Câmara aprovou, em primeiro turno, a criação de “polícias penais”. Quanta bobagem. Após os seguranças virarem “polícia legislativa”, agora chegou a vez dos agentes penitenciários.

DF pioneiro
O Distrito Federal se tornou a primeira unidade da federação a analisar imunodeficiências primárias na triagem neonatal, o teste do pezinho ampliado. Hoje, até 90% dos recém-nascidos não são diagnosticados.

Proximidade com os EUA
Começa hoje, em São Paulo, às 19h20, a primeira edição do CPAC no Brasil. Realizado fora dos EUA pela segunda vez em 45 anos, o evento de políticos conservadores terá presença do presidente Jair Bolsonaro.

Brasil da soja
A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgou expectativa de produção de 245,8 milhões de toneladas de grãos na safra 2018/19. Somente a soja vai representar 120,4 milhões de toneladas.

Pensando bem...
...políticos não são mesmo tementes a Deus. Ou não ousariam atravessar o oceano em um avião pago com dinheiro do povo sofrido de Irmã Dulce para fingir devoção no Vaticano.

PODER SEM PUDOR

Manhas do Malvadeza
O jornalista Luiz Cláudio Cunha entrevistava ACM, então governador da Bahia, para um perfil na revista Playboy que ganharia um título magnífico, inspirado no filme do baiano em Glauber Rocha: “Deus e o Diabo na terra do Sol”. O almoço estava no final quando o telefone tocou. Era Clóvis Rossi, da Folha. ACM não queria deixar de atender, tampouco falar. Ele já havia parado de comer, mas meteu uma garfada na boca e pegou o telefone: “Aô, bubo bem?” disse, de boca cheia.

Constrangido, Rossi se desculpou pela interrupção do almoço e desligou.

___

Com André Brito e Tiago Vasconcelos

www.diariodopoder.com.br

Giba Um

"Não tenho nada contra Datena, mas ele não tem condições de representar o PSDB

ainda mais em uma eleição da importância da eleição de São Paulo", de Aloysio Nunes, ex-ministro, ex-senador e ex-PSDB.

20/06/2024 05h00

Giba Um

Giba Um Foto: Reprodução

Continue Lendo...

O suspeito leilão do arroz deverá derrubar mais um. No Ministério da Agricultura o destino do diretor de Operações e Abastecimento da Conab, Thiago José dos Santos, já está selado. Sua demissão é apenas questão de tempo. 

Mais: Na semana passada, Santos afastou-se em licença remunerada. Entre assessores de Carlos Fávaro, ministro da Pasta, é que essa teria sido a saída como forma de evitar o desgaste político de duas demissões pelos mesmos motivos em três dias. Thiago chegou ao cargo por indicação de Neri Geller.

Propostas recusadas

Podendo ser vista novamente na reprise de Alma Gêmea a atriz Nivea Stelmann, afastada da mídia desde 2019 e atualmente morando em Orlando com o marido o  empresário Marcus Rocha e seus dois filhos Miguel 19 anos (fruto de seu relacionamento com Mário Farias) e Bruna de 10, contou que na época  (auge da carreira) fazia a novela Suave Veneno, onde ficou conhecida como a 'garota do bumbum dourado', ela recebeu algumas propostas para posar nua. E recusou todas. "Cheguei a receber um buquê de flores da Playboy com dois milhões de beijos. Fiquei duas noites sem dormir, mas falei "não" por causa do compromisso com a minha família. Cheguei a conversar sobre a proposta com meus pais e eles responderam: 'Para a gente está tudo bem'. Mas eu criei uma responsabilidade tão louca comigo, que, se eu tivesse feito, eu teria me arrependido. Hoje, também, porque eu tenho um filho de quase 20 anos. E tem um outro peso de um moralismo que eu tenho dentro de mim, que não é de ninguém. É meu". Ainda disse que recusou outros trabalhos por causa da nudez: "Não tenho problema nenhum com a nudez, mas, quando eu tenho que ficar nua, eu travo. Você não acha cena minha nua. Nunca fiz. Já recusei filmes, novelas. Eu não fico pelada. Se aparecer do nada no meio da novela, eu chego a brigar com o diretor. Já briguei".

"Capacidade de autonomia"

Qualquer que seja a nova taxa de juros (Selic), analistas de plantão acham que Lula exagerou na dose contra o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, que ele adora chamar de "esse rapaz", afirmando que "o chefe do BC tem lado político" e "trabalha para prejudicar o país". O presidente petista e o PT não reconhecem a autonomia do órgão e "tem uma visão primitiva do órgão". Especialistas acrescentam que, em seu ataque a Campos na CBN, Lula errou o tom quando disse que ele "não tem capacidade de autonomia no Banco Central", insinuando que seria controlado por forças políticas pelas quais tem admiração. Os mesmos analistas lembram que Campos trabalhou na campanha de Jair Bolsonaro, vestiu camisa verde e amarela para ir votar, recebeu medalha de bolsonarista e foi homenageado em jantar com Tarcísio de Freitas, governador de São Paulo e adversário do petismo em 2026. De quebra, avisou publicamente que gostaria de ser ministro da Fazenda de Tarcísio.

Não tinha outro

O presidente Lula até ganhou uns pontos a favor de sua popularidade nas últimas pesquisas. Mas ele, está no meio de diversas metralhadoras giratórias, queria atacar o que o ataca, só que estava um tanto à deriva e resolveu atacar Roberto Campos, o que já fez inúmeras vezes no passado recente. Poderia reclamar simplesmente que um jantar entre um governador e um presidente do Banco Central não era nada conveniente. E quando vê um microfone à sua disposição, Lula é dominado pelo improviso e aumenta sua coleção de tropeções em seus discursos.

Nova embaixadora

Nascida em Amambai (MS) mas hoje morando em Londrina (PR) a cantora Ana Castela que tem três anos de carreira está virando um fenômeno. Depois de ter firmado uma parceria com a Impala e lançado sua própria coleção de esmaltes, foi convidada para ser garota propaganda e embaixadora de um produto do Grupo L'Oréal. Ela representará aqui no Brasil a CeraVe (produtos para a pele). "Fiquei muito animada quando recebi o convite da CeraVe para ser a nova embaixadora, pois eu me preocupo com os cuidados da pele, e a marca é uma aliada essencial nesse processo. Já sofri com acne e uso maquiagem frequentemente, e agora posso contar com a CeraVe para ter uma pele saudável e radiante". 

In Drinque Margarita de gengibre
Out Drinque de cerveja e gengibre

Melhor com ele

Um ano e meio depois da posse de Lula, economistas experientes e o mercado já não esperam grande coisa do chamado "governo da vingança". Mesmo assim, torcem por Fernando Haddad como ministro da Fazenda, convencidos de que seria pior sem ele. Outras opções cogitadas provocariam pânico, como Aloizio Mercadante (BNDES), Márcio Pochmann (IBGE), passando pelo ex-ministro Guido Mantega e até o diretor do Banco Central Gabriel Galípolo. As opções oferecidas a Haddad, os heterodoxos da Unicamp, negam o óbvio: inflação e fenômeno monetário, por excesso de emissão de dinheiro.

Passado condena

O ministro Flávio Dino vai ter um pouco mais de trabalho para emplacar seu candidato ao STJ, o desembargador Ney Bello Filho, do TRF-1. Lideranças do PT teriam recebido um dossiê tratando da proximidade entre Bello e Jair Bolsonaro. O material cita decisões do magistrado entre 2019 e 2022 favoráveis ao então presidente da República. Em junho de 2022, Bello suspendeu o depoimento do então ministro Paulo Guedes no âmbito da Operação Greenfield, que investigava fraudes nos aportes de fundos de pensão no mercado financeiro. Outro caso é de dezembro de 2021 quando desembargador liberou madeira apreendida. A empresa MPD Transportes foi beneficiada e sua defesa foi feita por Frederick Wassef, advogado da família Bolsonaro.


PÉROLA

"Não tenho nada contra Datena, mas ele não tem condições de representar o PSDB ainda mais em uma eleição da importância da eleição de São Paulo",

de Aloysio Nunes, ex-ministro, ex-senador e ex-PSDB.

Fraude na Petrobras

O deputado estadual de São Paulo Leo Siqueira (Novo) desconfia da real dinâmica na demissão de Jean Paul Prates da presidência da Petrobras e acionou a Justiça pedindo apuração. Ele alega que a saída de Prates feriu a legislação com encenação fraudulenta de "saída negociada" (foi demitido) porque teria ocorrido após interferência de Lula. O processo ainda teria questionado a nomeação dos atuais membros do Conselho de Administração e da nova presidente Magda Chambriard. Oficialmente, destituições no comando da Petrobras devem ser feitas em assembleia geral da empresa e não pelo presidente da República.

Disparado

A menos de quatro meses das eleições municipais, o atual prefeito do Rio de Janeiro, candidato à reeleição, Eduardo Paes tem ampla vantagem na corrida com 51% das intenções de voto. Há ainda indefinição e disputa em torno de quem será o vice do prefeito. Paes é seguido de longe pelos deputados federais Alexandre Ramagem (PL) com 11% dos votos (é o candidato de Jair Bolsonaro) e Tarcísio Motta (PSOL) com 8%. Os dois estão empatados tecnicamente dentro da margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa é da Quaest. Começando a campanha, o apoio próximo do ex-presidente, poderá fazer Ramagem crescer, mas não aponto de superar Paes. 

Retrato

Economistas mais lúcidos estão explicando que o problema do SUS é o financiamento, não é "gestão, eficácia e efetividade". O gasto público do Brasil per capita na saúde é de US$ 610, enquanto na França é de US$ 4,1 mil e no Canadá, US$ 3,8 mil. Os mesmos especialistas dizem que "Para gastar mais e melhor no SUS são necessários mais recursos financeiros e organizacionais e não menos". A denúncia sobre a retirada de recursos para 2023 foi feita em outubro pelo CNS. O valor do orçamento do Ministério da Saúde está fixado em R$ 149,9 bilhões, o que representa uma redução de R$ 22,7 bilhões se comparada a 2022.

Águia sobrevoando

O Grupo Águia, do empresário Vagner Abrahão, ensaia um ataque em bloco no futebol. Além de conversas para a compra da SAF da Portuguesa, o nome do grupo também é cotado em um tradicional clube do interior de São Paulo e em outro, mais tradicional ainda, em Pernambuco. Em ambos os casos, a operação envolveria a aquisição de uma participação no futebol e gestão nos estádios. Abrahão é chegado na CBF, em diferentes gestões da entidade. O Grupo Águia chegou a ser citado pela Justiça norte-americana como intermediário no pagamento de propinas ao ex-presidente da CBF, José Maria Marin, que acabou banido do futebol.

Atrás de Neymar

O Mercado Livre está disposto a entrar em campo ao lado do Flamengo em uma megaoperação financeira para contratação de Neymar.  A plataforma de e-commerce é patrocinadora do time rubro-negro, com um contrato de R$ 20 milhões por ano. O projeto envolveria o pagamento de parte do salário do atacante e uso de sua imagem em publicidade. O contrato com o Al-Hilal termina em agosto de 2025. O brasileiro surfa na onda do processo de sportswashing conduzido pelo governo da Arábia Saudita, que tem levado grandes jogadores do futebol europeu para a liga local. O salário de Neymar gira em torno de 100 milhões de euros por ano.

MISTURA FINA

O SANTANDER está avaliando reabrir o capital da Getnet em Nova York. Seria uma "meia volta, volver" depois de dois anos da empresa espanhola sair simultaneamente da Nasdaq e da B3. O Santander saltaria de uma receita de R$ 3 bilhões para um faturamento previsto de R$ 10 bilhões, de uma "simples" maquininha, a Getnet virou uma multiplataforma de pagamentos. 

A BRASILEIRA Marcopolo e a chinesa BYD vêm mantendo contato com autoridades do Paraguai. Em jogo, a disputa pela venda de cerca de mil veículos ao longo de quatro anos, que serão destinados a renovação da frota urbana em Assunção e cidades vizinhas. A licitação deve ser feita no segundo semestre e a exigência é que a montagem final seja feita no Paraguai. 

A FAMÍLIA Moll, maior acionista da Rede D'Or, estaria preparando uma nova oferta de ações da empresa. Em maio, o clã ganhou gordura ao aumentar sua participação no negócio, com a compra de parte dos papéis colocados à venda pelo fundo norte-americano Carlyle uma operação de R$ 400 milhões. O momento é considerado mais do que sintomático para a eventual ida da Rede D'Or ao mercado. A aposta do setor é que a companhia vai partir para nova temporada de aquisições de hospitais. Seria uma reação à recente fusão entre Dasa e Amil, que criou a segunda maior empresa do setor no país.

WILL Cathcart, um dos diretores do Meta, informou que o Brasil é o campeão em envio de mensagem pelo WhatsApp. "O Brasil é o país do WhatsApp, o uso per capita é muito alto. É o país que envia mais mensagens no WhatsApp. De longe, o Brasil é o país que mais envia mensagens de áudio no mundo, quatro vezes mais do que qualquer outro". Cathcart disse que os brasileiros também são os que mais utilizam as mensagens que desaparecem após leitura.  Apesar do sucesso, o Brasil fica em terceiro lugar no número de usuários, atrás de Índia e Indonésia. 
 
AFASTADO das telinhas do SBT desde 2022, Silvio Santos voltou por um motivo especial: questionar publicamente a sinceridade de sua mulher e autora de novelas Iris Abravanel. Na capa da revista Caras, está a entrevistada ao lado da chamada preparada pelo próprio Silvio Santos: "Será que ela foi sincera?". Nada de mais: tudo faz parte do que o apresentador criou para se divertir em sua aposentadoria e a chamada criou uma certa expectativa até nos familiares.

ARTIGOS

Aborto, homicídio e a pauta conservadora dos costumes

19/06/2024 07h45

Continue Lendo...

“O aborto já é livre no Brasil. É só ter dinheiro para fazer em condições até razoáveis. Todo o resto é falsidade. Todo o resto é hipocrisia.” Dráuzio Varella (médico oncologista).

Não obstante a afirmação do conhecido médico, a Câmara de Deputados aprovou o regime de urgência ao Projeto de Lei 1.904/2024, de autoria do deputado Sóstenes Cavalcante (PL- RJ), que equipara o aborto ao homicídio simples quando a gestação for interrompida a partir da 22ª semana, inclusive em casos de estupro.

O primeiro ponto que chama a atenção diz respeito ao regime de urgência previsto no artigo 153 do Regimento Interno da Câmara.

Não há aparentemente nada que justifique a tramitação em regime de urgência a não ser a nítida intenção de acelerar o projeto, contra o processo democrático de discussão de questões de interesse nacional da sociedade no Congresso e, diminuir, portanto, a qualidade do debate público sobre a matéria.

Não resta a menor dúvida que o Poder Legislativo tem ampla competência para discutir todas as matérias que envolvam sua atribuição e isso é um espaço sagrado conferido a ele pela Constituição brasileira.

Mas será realmente que o que move o Legislativo é o interesse público e social? Ou simplesmente a vontade de se contrapor por exemplo ao Supremo Tribunal Federal, que está em vias de julgar a constitucionalidade de uma resolução do Conselho Federal de Medicina que proíbe uma prática médica abortiva, mesmo nos casos de aborto legal.

Registre-se que atualmente não há no Código Penal um prazo máximo para o aborto legal. Com exceção dos casos em que não há punição, a lei prevê detenção de um a três anos para a mulher que faz aborto. Caso o projeto seja aprovado pelos parlamentares, o aborto realizado após 22 semanas de gestação será punido com reclusão de seis a 20 anos. Já para o crime de estupro, o artigo 213 do Código Penal prevê a pena máxima para o agressor de dez anos.

Ou seja, a mulher vítima de estupro será penalizada com o dobro da pena que seu estuprador em um livre exercício de raciocínio. Isso seria razoável ou proporcional? Parece-nos que não.

A tendência mundial vai em outra direção.

De outro lado, o Poder Legislativo precisa se conscientizar que pode sim superar as decisões do Supremo Tribunal Federal, seja por intermédio de emendas constitucionais, seja por intermédio de uma série de diálogos possíveis, mas esse processo deve ser maduro e não por meio de represálias infantis.

Infelizmente, a hipótese da qual se parte é que as interações entre o Poder Legislativo e o Poder Judiciário no Brasil em matéria de controle de constitucionalidade e aprovação de emendas à Constituição se caracteriza como uma sobreposição de monólogos, em que cada um dos personagens tenta fazer prevalecer sua posição sem grandes tentativas de incorporar as contribuições de seu interlocutor, do que propriamente como um autêntico diálogo institucional.

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).