Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

POLÍTICA

Padilha diz que Temer deve atuar na macropolítica

"Ele é a pessoa ideal para esse trabalho de alto nível", disse Padilha
25/08/2015 23:00 - AGENCIA BRASIL


O ministro da Secretaria de Aviação Civil, Eliseu Padilha, disse hoje (25) que a saída do vice-presidente Michel Temer do dia a dia da negociação com o Congresso Nacional foi um acerto e que Temer deve se ocupar da macropolítica.

“Penso que é um acerto da parte dele [Temer] se retirar dessa questão, que é uma articulação em que se tem muitas áreas de atrito”, acrescentou Padilha. “Pelo seu curriculum, sua história de vida, pela sua formação. Enfim, ele é a pessoa ideal para esse trabalho de alto nível e vai fazer com grande sucesso.”

O ministro, que também trabalha na articulação política, disse que continuará nesse trabalho até o final de setembro, quando deve ocorrer a reforma administrativa. “Como detenho todos os dados, por lealdade ao governo e, especialmente à presidenta [Dilma Rousseff] e ao vice-presidente Michel Temer, tenho que concluir a tarefa”, relatou.

O ministro participou, no final da manhã de hoje (25), de reunião com o vice-presidente e os líderes de partidos da base aliada na Câmara dos Deputados. O líder do governo, José Guimarães (PT-CE), disse que foram discutidas a pauta da semana na Câmara, a crise mundial e a necessidade de evitar que sejam votadas matérias que provoquem desequilíbrio nas contas públicas.

“É trabalhar matérias positivas para o Brasil, não enveredar para o caminho daquelas PECs [propostas de emenda à Constituição] ou matérias que impactam fortemente o orçamento da União, estados e municípios”, explicou Guimarães.

Felpuda


Mesmo sabendo que não é fácil conquistar a vitória, alguns políticos em pleno exercício do mandato disputam eleições, querendo trocar o Legislativo pelo Executivo e se dizendo preocupados com as necessidades do município. 

A jogada é antiga: fazem campanha eleitoral antecipada, pois vão tentar a reeleição, e começam a “trabalhar” o nome desde já. É bom lembrar o dito popular: “De boas intenções o inferno está cheio”. Ah, o poder!