Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

DINHEIRO EXTRA

Saques do FGTS começam hoje; veja dicas para usar os R$ 500

Economistas recomendam, em primeiro lugar, pagar dívidas; quem está no azul poderá investir
13/09/2019 05:30 - SÚZAN BENITES


 

Os primeiros a receber até R$ 500 por conta (ativa ou inativa) do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) terão os valores depositados a partir de hoje (13). A Caixa Econômica Federal vai iniciar o depósito automático para quem tem conta poupança no banco, seguindo calendário de mês de nascimento (dos que nasceram entre janeiro e abril). Economistas orientam sobre o que fazer com os valores e adiantam: pagar dívidas é a primeira opção.

Em Mato Grosso do Sul, 1.409.860 pessoas terão direito a sacar os R$ 500 nesta primeira etapa. Os pagamentos, que começam esta semana, se estenderão até março de 2020 e vão injetar R$ 537,2 milhões na economia do Estado. Para o presidente do Conselho Regional de Economia (Corecon-MS), Thales Souza Campos, a principal dica para o trabalhador é a analisar suas finanças. “Nós estamos em um momento bastante interessante e essa medida do governo serve para injetar dinheiro no mercado e fazê-lo girar. Por menor que seja esse valor, é preciso de planejamento e organização. Primeiro analisar a situação financeira, se tenho dívidas, se não tenho e se quero investir em algum negócio”.

PAGANDO DÍVIDAS

O economista orienta o trabalhador a pagar dívidas caso as tenha. “Uma dívida destrói a possibilidade de a pessoa evoluir. Pagou a dívida? Se organize para não fazer outras”. Outro passo importante, segundo o presidente do Corecon, é avaliar se é benéfico ou não o investimento do valor. “Se estiver precisando investir em algo útil para sua casa ou vida, invista, outro ponto importante é reinvestir para ter uma receita ou ainda investir em seu próprio negócio ou produto, tendo um bom plano de negócios para que esse dinheiro retorne. O mais importante é analisar sua situação financeira, caso não tenha dívidas e não tiver a necessidade de retirar esse dinheiro, não retire e deixe rendendo. Se retirar e for investir, invista com segurança”, finaliza.

De acordo com o economista Márcio Coutinho, o contribuinte precisa ter consciência de que o fundo de garantia é uma reserva. “Caso o contribuinte saque o valor e for aplicar em um investimento que renda mais que o fundo de garantia valerá a pena, caso contrário, não. Lembrando que o fundo de garantia mudou a regra de remuneração, além de 3% ao ano o lucro do FGTS passa a ser distribuído entre todos os cotistas. Se não souber o que fazer com o dinheiro, ou não precisar, é melhor deixar lá como reserva para o futuro”, ponderou.

MP

A Medida Provisória (MP) nº 889/2019 autorizou essa nova modalidade de retirada de recursos do FGTS, chamada de saque imediato, válida somente esta vez. A MP permite que todos os trabalhadores, com contas ativas ou inativas do FGTS, possam sacar até R$ 500 de cada uma delas, limitados ao valor do saldo.

Por exemplo, se o trabalhador tiver duas contas – uma com saldo de R$ 120 e outra com saldo de R$ 1.000, poderá sacar o valor total da primeira (R$ 120) e R$ 500 da segunda. Assim, o total ficará em R$ 620.

Para saber os valores disponíveis para saque, os canais de recebimento e as opções de crédito em conta, é só acessar o site da Caixa e informar número do CPF, do Número de Identificação Social (NIS), do Programa de Integração Social (PIS) ou do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) e a data de aniversário.

Para quem não tem conta-poupança na Caixa, o saque de até R$ 100,00 por conta pode ser feito em lotéricas, usando o número do CPF e o documento de identificação. Já os saques de até R$ 500 podem ser feitos nas lotéricas ou correspondentes Caixa Aqui, com apresentação do documento de identidade e Cartão do Cidadão com senha. Também é possível sacar nos terminais de autoatendimento (caixa eletrônico) da Caixa. Quem não tem o Cartão Cidadão, deve procurar uma agência da Caixa.

PRAZO

Os trabalhadores poderão sacar a partir do dia indicado no calendário para início do pagamento, conforme a data de seu aniversário, até 31 de março de 2020. Não haverá direito a essa modalidade de saque nos próximos anos. Caso o trabalhador não faça o saque até essa data, o valor retornará automaticamente para a conta do FGTS, sem prejuízo da rentabilidade do período.

DIVISÃO DE RESULTADOS

O fundo de garantia continua rendendo 3% ao ano, mais a taxa referencial (TR). Já a divisão de resultados mudou com a edição da MP: em vez de receber 50% dos ganhos do FGTS, o trabalhador receberá 100% do resultado do fundo. Em 2017 e 2018, foram distribuídos 50% dos lucros do FGTS.

A distribuição do lucro será realizada nos meses de agosto. No mês passado, o trabalhador que tinha conta com saldo em dezembro de 2018 recebeu o crédito da distribuição de 100% dos lucros do FGTS.

DICAS

O que fazer com o valor?

1- Analisar a situação financeira como um todo;

2- Pagar dívidas, caso houver;

3- Aplicar em investimentos que rendam mais que o FGTS;

4- Investir no próprio negócio ou produto;

5- Se não estiver precisando de dinheiro, não saque;

6- Investir com segurança, para não ficar sem nada para receber no futuro.

Felpuda


Pelo andar da carruagem, aqueles que se acham “proprietários” de certo partido não estão conseguindo encontrar alguém que possa encarar o desafio de ser cabeça de chapa e enfrentar adversários na disputa para prefeito. Até mesmo solução interna está difícil, porque   “lo mismo” mostra-se relutante em colocar a chuteira e participar do jogo. Tudo indica que a paciência do eleitor já se esgotou com a legenda, pelo que já foi demonstrado pelas urnas. E sai de baixo!