Esportes

CONFIRMAÇÃO

A+ A-

Brasil fecha o Mundial com mais dois ouros

Brasil fecha o Mundial com mais dois ouros

Eduardo Miranda

20/12/2010 - 04h50
Continue lendo...

O último dia de competições em Dubai, no Mundial de Piscina Curta, foi bom para a delegação brasileira, que conquistou mais duas medalhas de ouro, uma de prata e outra de bronze. Cesar Cielo, nos 100 m livre, e Felipe França, nos 50 m peito, garantiram o lugar mais alto do pódio, e os três ouros para o Brasil no quadro geral de medalhas. Os sul-mato-grossenses Lucas Kanieski e Leonardo de Deus não conseguiram subir no pódio.

Cesar Cielo, que conquistou a medalha de ouro nos 100 m livre com um tempo de 45s74, comprovou que domina as provas de velocidade atualmente no planeta. Ele também conquistou o ouro, na sexta-feira, nos 50 m livre.

Cielo agora acumula o título nas duas distâncias (50 e 100 m) das piscinas curta e longa. A medalha foi a terceira de Cielo, que na quarta-feira ajudou o Brasil a faturar o bronze no revezamento 4x100 m livre.

A outra medalha de ouro conquistada ontem pelo Brasil foi a de Felipe França, nos 50 m peito. O brasileiro cravou o recorde do compeonato ao nadar com o tempo de 25s95.

No revezamento 4x100 m medley, o time formado por Guilherme Guido, Felipe França, Kaio Márcio e Cesar Cielo conquistou a medalha de bronze, atrás de Estados Unidos e Rússia.

Nos 200 m borboleta, o brasileiro Kaio Márcio Almeida, recordista mundial da prova, não conseguiu conquistar o ouro. Ele foi o segundo colocado na final, a apenas cinco centésimos de segundo do sul-africano Chad Guy Bertrand Le Clos, que fez 1min51s56.

Na eliminatória da manhã desta mesma prova, o campo-grandense Leonardo de Deus fez apenas o 15º melhor tempo (1min54s43) e não conseguiu ir à final.

Nos 1.500 m livre, o douradense Lucas Kanieski, com um tempo de 14min45s51 foi o quinto colocado em sua bateria, e acabou com o oitavo melhor tempo da prova no Mundial de Piscina Curta de Dubai.

Vôlei de praia

Atletas de MS apostam no fator casa para ter bom resultado

Saymon é um dos favoritos da etapa de Campo Grande do Circuito Nacional

21/02/2024 10h30

Saymon treina em academia da Capital para atual etapa do circuito GERSON OLIVEIRA

Continue Lendo...

Jogar diante de familiares e amigos não deve ser fácil, mas Saymon e seu parceiro Cadu trabalham o lado emocional para conseguir alcançar seus objetivos na etapa de Campo Grande do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia. 

Jogando em casa e perto da família em Mato Grosso do Sul, Saymon espera se dar bem na Capital. A etapa de Campo Grande começa hoje e vai até domingo, com os melhores competidores do País em terras sul-mato-grossenses.

Com expectativa em alta para a estreia na competição, os campo-grandenses Saymon e Cadu vêm trabalhando bastante o lado emocional para que a ansiedade não jogue contra a dupla.

“Representar o nosso estado jogando em Mato Grosso do Sul, e mostrando isso para o País, já dá aquele frio na barriga. Entrar em quadra e jogar diante da minha família e da minha filha de 8 meses será como uma final de campeonato para nós”, relatou Saymon Barbosa, o experiente atleta que já foi campeão mundial militar em 2017.

O bloqueador de 2,02 metros de altura é experiente, já conquistou diversos títulos brasileiros e quer ir bem no Circuito Nacional, em busca de pontuação para a Copa do Mundo, mas sabe que jogar no quintal de casa será um dos maiores desafios de sua carreira. 

“Estou agora com um novo parceiro, que é o Cadu. Estamos diariamente conversando, na tentativa de controlar as emoções. Ele, por ser mais novo, vai sentir bastante, mas estamos fazendo um trabalho mental para que a gente consiga conquistar o nosso objetivo, que é chegar em uma semifinal”, detalhou. 
Outro sul-mato-grossense que também está ansioso para competir em Campo Grande diante de amigos e familiares é o ponteiro Arthur, que faz dupla com Adrielson.

Ao Correio do Estado, Arthur relatou que essa etapa nacional é especial para sua carreira. “Representar Mato Grosso do Sul em casa é algo especial. Na temporada passada, fui campeão do circuito, mas jogar na minha cidade será algo diferente e, nesse caso, preciso controlar a ansiedade para que consiga buscar os objetivos no campeonato”, disse. 

Apesar de ser início de temporada, Arthur e seu parceiro Adrielson têm treinado bastante em busca de um bom desempenho jogando em terras sul-mato-grossenses. 

“Ter a torcida jogando a favor é um combustível a mais e ajuda bastante até na concentração. A minha família estará me acompanhando, e, por isso, controlar as emoções é um fator principal para que a gente consiga chegar até as fases finais da competição”.

Etapa

A 1ª etapa do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia começa hoje, em um espaço montado no Parque das Nações Indígenas que pode ser acessado pela entrada Terena. A entrada para acompanhar os jogos será gratuita e poderá ser garantida no site.

De acordo com a programação, a qualificação do aberto começa às 8h e vai até as 18h. Amanhã ocorrerão a fase de grupos e as oitavas de final.

Diferentemente dos últimos anos, a principal competição nacional, que antes era realizada com as 12 melhores duplas do País, agora recebe as 16 melhores duplas.

Para o evento ser realizado, o governo do Estado firmou um convênio de R$ 488 mil para a etapa de Campo Grande. O repasse foi superior em R$ 49 mil ao cedido para a disputa do Circuito Brasileiro do ano passado, quando o convênio foi no valor de R$ 449 mil.

Calendário do Circuito Nacional de Vôlei de Praia 

1ª etapa – Campo Grande, de 21 a 25 de fevereiro;
2ª etapa – Recife (PE), de 13 a 17 de março;
3ª etapa – Saquarema (RJ), de 3 a 7 de abril;
4ª etapa – Natal (RN), de 24 a 28 de abril;
5ª etapa – a definir, de 19 a 23 de julho;
6ª etapa – a definir, de 11 a 15 de setembro;
7ª etapa – João Pessoa (PB), de 9 a 13 de outubro;
8ª etapa – a definir, de 30 de outubro a 3 de novembro;
9ª etapa – a definir, de 20 a 24 de novembro.

Esportes

Mundial de Beach Soccer: Brasil fecha 1ª fase com aproveitamento 100%

Seleção brasileira enfrenta o Japão pelas quartas da competição

20/02/2024 23h00

Aitor Alcalde/FIFA

Continue Lendo...

Graças a um gol de Edson Hulk no final da prorrogação, o Brasil derrotou o México por 4 a 3, na tarde desta terça-feira (20) em Dubai (Emirados Árabes), e fechou a fase de grupos da Copa do Mundo de Beach Soccer com 100% de aproveitamento. Assim a seleção brasileira garantiu a liderança do Grupo D.

Os gols da seleção brasileira foram marcados por Mauricinho, Alisson e Edson Hulk (dois, o segundo deles no último lance da partida). Já a equipe mexicana descontou com Castillo, Wbias e Maldonado.

“Uma vitória suada. Primeiro parabenizar a equipe do México, que foi aguerrida do começo ao fim. Graças a Deus conseguimos a classificação, que era o objetivo principal, e agora é focar na próxima fase. Vamos para o mata-mata, no qual quem perder vai para casa. Acredito que esse grupo vem evoluindo dia após dia, jogo após jogo. Temos muito a melhorar para que nas quartas de final a façamos nosso melhor jogo”, declarou o ala Filipe Silva.

Na próxima etapa da competição a seleção brasileira medirá forças com o Japão, segundo colocado do Grupo C. A partida será realizada a partir das 8h30h (horário de Brasília) da próxima quinta-feira (22).

Assine o Correio do Estado.

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).