Esportes

CARTÃO VERMELHO

Clubes filiados à Federação vão se reunir na próxima semana para discutir o futuro da entidade

Até o momento, 20 clubes confirmaram a presença na reunião que pode decidir o futuro da Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul

Continue lendo...

Os presidentes dos clubes filiados à Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul devem se reunir na próxima segunda-feira para discutir o futuro da entidade. Um dos temas em pauta será a corrupção dentro da FFMS, os desdobramentos da Operação Cartão Vermelho e a possibilidade de acionar a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para a nomeação de um interventor.

O encontro está marcado para as 14h, no auditório do Hotel Ipê, em Campo Grande. O objetivo deste encontro é definir as ações que podem ser tomadas pelos clubes. Após a reunião, há a possibilidade de os clubes realizarem uma coletiva de imprensa para explicar à sociedade e aos seus torcedores as medidas em relação ao futuro da FFMS.

“Essa reunião mesmo é para a gente definir o futuro da federação e depois vamos explicar para nossos torcedores que os clubes também são vítimas dessa corrupção em que somos atingidos. Estamos sendo afetados porque ninguém vai querer mais investir no futebol do estado após esse caso de corrupção. A reunião mesmo é para gente tomar decisões e analisar opções para seguir em frente na organização dos campeonatos”, relatou o presidente do Novo Futebol Clube, Eder Cristaldo. 

Além do atual campeão sul-mato-grossense, Operário Futebol Clube, mais 19 clubes filiados a Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul, entre eles Portuguesa, Costa Rica, Dourados, Grêmio Santo Antônio, União ABC e Comercial, confirmaram para a reportagem que estarão presentes na reunião.  

“É necessário que a gente dê explicações para a sociedade do que está acontecendo. A Portuguesa mesmo fez um campeonato limpo, sem dinheiro e sem patrocínio e por isso, somos a favor de toda investigação que está acontecendo. Estaremos na reunião e queremos sim mostrar ao torcedor que também somos vítimas”, relatou o presidente da Portuguesa, Gilmar Ribeiro. 


Confira a lista completa dos clubes confirmados:

  • Dourados
  • 7 de Setembro
  • Comercial
  • União ABC
  • Operário
  • Novo
  • Portuguesa
  • São Gabriel
  • Corumbaense
  • MS Fenix
  • Aquidauanense
  • Costa Rica
  • SEDUC MS
  • Ivinhema
  • Coxim
  • Pinheiros/ Ribas do rio pardo
  • EC Campo Grande
  • Operário AC
  • CEFAC/Esquerdinha
  • Grêmio Santo Antônio
  • A. A. Moreninhas
  • Águia Negra
  • Serc
  • Redenção FC

 

O que diz o Estatuto?

Atual presidente da Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul, Francisco Cezário de Oliveira pode ficar afastado da entidade por até 10 anos em casos de má gestão financeira. A informação está descrita no estatuto da FFMS.  

O dirigente está detido no presídio militar de Campo Grande desde terça-feira (21), após ser acusado de desviar mais de R$6 milhões, entre setembro de 2018 até fevereiro de 2023. 

Outro cenário, segundo o Código de Direito Desportivo, é acionar diretamente a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para uma possível intervenção na Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul.

Ainda de acordo com o estatuto, essa comissão pode afastar temporariamente Francisco Cezário e acionar o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues, para que nomeie um interventor independente.

 

Assine o Correio do Estado

Brasileirão da Série D

Costa Rica anuncia retorno do técnico Rogério Henrique

O novo comandante do CREC vai substituir Alan George, que pediu desligamento do clube por problemas familiares.

24/06/2024 18h30

Rogério Henrique teve uma passagem pelo Boa Esporte, após o vice-campeonato pelo Dourados A.C

Rogério Henrique teve uma passagem pelo Boa Esporte, após o vice-campeonato pelo Dourados A.C Foto: Renan Borges / Boa Esporte

Continue Lendo...

Horas depois de divulgar o desligamento do técnico Alan George, que pediu para deixar o clube devido a problemas familiares, o Costa Rica (CREC) anunciou o retorno de Rogério Henrique, de 45 anos. Seu último clube foi o Boa Esporte (MG), que foi rebaixado para a terceira divisão do campeonato mineiro.

O novo comandante vai substituir Alan George, que pediu desligamento do clube por problemas familiares após a vitória do Costa Rica por 3 a 0 sobre o Patrocinense, no Estádio do Laertão, no último domingo.

Rogério Henrique, que teve uma breve passagem pelo CREC em 2023, chega ao Costa Rica na tentativa de manter o bom desempenho da equipe no Brasileirão da Série D. O clube comunicou a chegada do novo técnico através das redes sociais.

Neste ano de 2023, ele esteve à frente do Dourados Atlético Clube (DAC) e conquistou o vice-campeonato sul-mato-grossense, garantindo a equipe na próxima Copa do Brasil de 2025. Antes de vir para Mato Grosso do Sul, ele treinou o Patrocinense (MG).

A sua última passagem foi pelo Boa Esporte (MG), que disputou neste ano o Módulo 2 (equivalente à Série B estadual). À frente do Tricolor da Fazendinha, Rogério Henrique teve uma vitória, dois empates e duas derrotas. A campanha abaixo do esperado levou a equipe do Boa Esporte ao Campeonato Mineiro Segunda Divisão, que, apesar do nome, equivale à terceira divisão.

Atualmente o Costa Rica que se encontra na 3º posição do grupo A7, e está neste momento na zona de classificação para as fases finais do Brasileirão da Série D, Rogério Henrique tem quatro jogos para tentar classificar a Cobra do Norte para a próxima fase.  

Divulgação/ Costa Rica E.C 

Próximos jogos: 

29-06- Pouso Alegre x Costa Rica
Estádio do Manduzão- 15h

07/07- Costa Rica x Maringá 
Estádio do Laertão- 15h

Inter de LImeira x Costa Rica- a definir 

Costa Rica x São José- a definir 

Desligamento do Alan George 

O técnico Alan George pediu para ser desligado do cargo após a vitória neste domingo (23). Segundo o comunicado do Costa Rica, o treinador alegou motivos de saúde familiar, impossibilitando a continuidade do trabalho.

Conforme apuração do Correio do Estado, Alan George aceitou uma proposta da Associação Atlética Anapolina(GO). Em contatos com a imprensa de Goiás, um familiar de Alan George está doente e, com este contrato, possivelmente estaria mais próximo da sua família. 

Alan assumiu a Cobra do Norte no dia 14 de maio e, através dele, conseguiu uma recuperação impressionante na competição nacional. Com ele no comando, a equipe jogou sete jogos, venceu quatro, marcou 12 gols e sofreu 9. Agora, o CREC vai atrás do substituto o mais rápido possível para já comandar contra o Pouso Alegre.
 

Divulgação/ 

Assine o Correio do Estado

Mudanças

Federação de Futebol muda de endereço em busca de novos ares

O novo prédio será inaugurado na noite desta terça-feira (25) como parte da mudança radical na política da federação de futebol.

24/06/2024 18h14

Nova seda da FFMS fica na rua 14 de julho

Nova seda da FFMS fica na rua 14 de julho Imagens/ Google- Ilustração

Continue Lendo...

Em busca de organizar o futebol sul-mato-grossense, o presidente interino da Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS), Estevão Petrallas, iniciou os trabalhos para reorganizar a entidade e avançar na organização dos campeonatos de base e do Sul-Mato-Grossense da Série B, que começa em agosto.

Um de seus primeiros atos será a mudança da sede da FFMS. Nesta terça-feira (25), às 18h, será inaugurada a nova sede da entidade, localizada na rua 14 de junho, na Vila Glória.

Desde sua nomeação, assinada pelo presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues, em 27 de maio, Estevão Petrallás enfrentou diversas críticas por não ter comunicado aos clubes que se apresentaria como gestor interino na sede da CBF, no Rio de Janeiro. Sua postura irritou os clubes e colocou seu nome em cheque na frente da federação, após o afastamento do ex-presidente Francisco Cezário, acusado de desvios de recursos e preso durante a Operação Cartão Vermelho.

"Seu nome foi aceito pelos clubes após a tensa Assembleia de Clubes que ocorreu no início deste mês. Durante a reunião, ficou acordado que Petrallás será supervisionado por um colegiado composto por representantes de cinco clubes.

Nas conversas com Petrallas, sempre disse para todos que está 'trocando o pneu com o carro andando', uma vez que perdeu semanas de mandato para se defender de acusações de irregularidades fiscais. Com seu nome aceito pelos clubes, ele pode agora focar urgentemente nos trabalhos da federação


Início dos campeonatos de base 

Entre as prioridades de Petrallás estava a continuidade dos campeonatos estaduais sub-13 e sub-20, cujo início foi adiado em uma semana devido às turbulências na federação. Com a situação regularizada, os campeonatos estão em andamento, preparando o terreno para o início do Sul-Mato-Grossense da Série B, previsto para agosto.

"A minha primeira missão é mudar de sede e ir para um local mais arejado e limpo. Estamos trabalhando na tramitação e vendo espaços para alugar. Se precisarmos de mudança, ir para outro espaço faz parte desse projeto”, relatou Petrallás, durante assembleia de clubes. 


A segunda missão de Petrallas à frente da Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul é a mudança do estatuto, o que promoverá mudanças radicais na política da federação nos próximos anos. 

“Não podemos esquecer que Cezário ainda é presidente, mas ninguém mais vai perpetuar a frente de poder. Os clubes estão de acordo e vamos mudar a reforma estatutária para que o presidente fique no máximo 4 anos à frente da federação, sem reeleição”, afirmou durante reuniões de clubes ao Correio do Estado. 

Operação Cartão Vermelho 

O ex-prefeito de Rio Negro e presidente da Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul, Francisco Cezário, é um dos pelo menos cinco presos na manhã desta terça-feira (21) durante a Operação Cartão Vermelho, que aponta o desvio de mais de R$ 6 milhões da Federação, somente entre 2018 e o ano passado. Na casa dele foram apreendidos mais de 800 mil reais. 

A justiça emitiu sete mandados de prisão e 14 de busca e apreensão e até o fim da manhã pelo menos cinco pessoas haviam sido presas e levadas à Cepol, delegacia do bairro Tiradentes. Francisco Cezário é advogado e por isso a detenção foi acompanhada por representantes da OAB. 

Policiais e promotores passaram a manhã inteira na sede da Federação de Futebol recolhendo documentos que podem dar mais embasamento às investigações feitas até agora, que se estenderam por um período de 20 meses, segundo nota do Gaeco. 

Ele está à frente da Federação faz cerca de três décadas e seu sétimo mandato está previsto para acabar em 2027. Em nota divulgada na manhã desta terça-feira pela assessoria do Ministério Público, ele e outros integrantes da Federação são acusados fazer mais de 1.2 mil saques, sempre de até R$ 5 mil, para tentar driblar uma possível investigação nas contas da Federação. 

Parte do dinheiro desviado, segundo acreditam os investigadores, era repassado pelo governo estadual, que somente no ano passado liberou R$ 1,35 milhão para os campeonatos estaduais da Séria A, Série B e para o futebol feminino. Em 2023, somente para o estadual da Série A, foram R$ 1,2 milhão. 

Além disso, a Federação também recebia repasses da CBF, cujos valores não aparecem na prestação anual de contas. Esta prestação de contas, por sua vez, mostrou que no ano passado a entidade fechou com prejuízo superior a R$ 218 mil. No ano anterior, em 2022, o rombo foi de R$ 492 mil. 

HISTÓRICO
Oficialmente, Cezário comandou a entidade futebolística pela primeira vez em 1987, 37 anos atrás. 

Neste período, ele ficou, em tese, fora do do comando da associação por quatro anos, entre 2001 a 2004, quando assumiu a prefeitura de Rio Negro, cidade distante 150 quilômetros de Campo Grande. Mesmo assim, controlava a Federação.

Cezário tentou reeleger-se prefeito, mas não conseguiu. Ele voltou para a FFMS e não saiu mais. Normalmente, ele concorre sozinho, sem adversários.

Votam nas eleições da FFMS dirigentes de associações (clubes profissionais), associações (clubes praticantes do futebol amador da capital e do interior) e ligas municipais amadoras. Em torno de 35 pessoas participam do pleito.

 Assine o Correio do Estado

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).