Esportes

Crise na federação

Petrallás será julgado pelo TJD nesta terça-feira e poderá ser tornar inelegível por 10 anos

Denúncia realizada pelo presidente do E.C Comercial, alega que o atual gestor interino da FFMS não prestou contas entre os anos de 2016 a 2018 e estaria ilegal na entidade.

Continue lendo...

Nesta terça-feira (11), o presidente do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-MS), Patrick Hernandes, agendou para às 18h, na Câmara Municipal de Campo Grande, o julgamento no órgão pleno de Estevão Petrallás. O atual gestor interino da Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS), foi denunciado pelo presidente do Esporte Clube Comercial, Cláudio Barbosa, por irregularidades fiscais em sua gestão na Liga de Futebol, nos anos de 2016 a 2018. Caso seja julgado, Petrallás poderá ficar inelegível por 10 anos

Conforme os documentos entregues à Procuradoria Geral, Adilson Viegas, o relatório informa que Estevão Petrallás estaria irregular como gestor interino por estar inadimplente na prestação de contas em 2016, quando presidiu a Liga de Futebol Profissional de Mato Grosso do Sul. Na época, ele solicitou um convênio para a participação do Operário no Campeonato Sul-Mato-Grossense.

Esses convênios foram solicitados diretamente à Fundesporte, sendo o dinheiro proveniente do FIE/MS (Fundo de Investimentos Esportivos), totalizando R$ 51.590. O restante dos valores destinava-se ao custeio de material esportivo, hospedagem, alimentação, transporte e transmissão dos jogos.

A dívida na época não foi paga e está em R$131.500,00, valor atualizado em 24 de janeiro do ano passado. O prazo para pagamento voluntário era até 22 de julho de 2022.

Os documentos foram enviados ao TJD e o procurador Adilson Viegas, que declarou procedente a  análise e afirmou que Petrallas estaria irregular na função de presidente interino da FFMS.

A sessão de julgamento será realizada de forma híbrida no Plenário Edroim, na Câmara Municipal de Campo Grande. 

De acordo com a pauta do dia pelo TJD, três processos envolvendo clubes que disputam o Campeonato Sul-Mato-Grossense sub-13 serão julgados, antes de Petrallás.  

 Denúncia

Conforme divulgado pelo Correio do Estado na tarde de ontem, o Procurador Geral, Adilson Viegas, aceitou as denúncias do presidente do Comercial, Cláudio Barbosa, e aprovou como procedentes os relatórios que demonstram crimes de responsabilidade fiscal, cometidos pelo gestor interino da Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS).  

Segundo a denúncia apresentada, Petrallas estaria inelegível a partir de 2016 para ocupar tal cargo, nos termos dos artigos 65 da Lei nº 14.597/2023 e 53 do estatuto da FFMS.

O motivo das alegações seria o ato de inadimplência na prestação de contas e no uso de recursos recebidos de órgãos públicos enquanto presidia a Liga Regional de Futebol em 2016.

Após serem analisados, o Tribunal de Justiça Desportiva afirmou que Estevão Petrallas está inelegível e enviou os documentos à Confederação Brasileira de Futebol. O caso será encaminhado para julgamento, o qual deverá ocorrer na próxima semana. 


Assembleia 

Após três horas de discussões, os clubes acataram a decisão da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e aceitaram manter o nome de Estevão Petrallas como gestor interino da Federação de Mato Grosso do Sul (FFMS) pelos próximos 90 dias. Isso pode mudar caso o Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) aprove as condenações do presidente do Comercial, Cláudio Barbosa, em julgamento marcado para a próxima semana em Campo Grande.

Por 20 votos a três, os clubes que são filiados a Federação de Mato Grosso do Sul (FFMS) aceitaram o nome de Estevão Petrallás à frente da entidade, na tentativa de evitar conflitos com Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e também dando oportunidade para dialogar com o atual gestor interino da federação. 

 

Assine o Correio do Estado  

Automobilismo

Autódromo de Campo Grande recebe a 4ª etapa da Fórmula Truck

O evento está programado para acontecer entre os dias 28 e 30 de junho no Autódromo Internacional Orlando Moura; Os ingressos já estão à venda no site oficial

19/06/2024 13h30

Campo Grande sedia a 4º etapa da Fórmula Truck nos dias 28 a 30 de junho.

Campo Grande sedia a 4º etapa da Fórmula Truck nos dias 28 a 30 de junho. Fotos: Duda Bairros/ Copa Truck

Continue Lendo...

Com o Autódromo Internacional Orlando Moura liberado para eventos esportivos após incidentes em um evento de motociclismo no início do mês, acontece entre os dias 28 e 30 de junho a 4ª etapa da Fórmula Truck, em Campo Grande. Os ingressos já estão à venda no site oficial a partir de R$ 25.

A etapa de um dos eventos mais importantes do calendário brasileiro de automobilismo foi confirmada após o Corpo de Bombeiros realizar diversas vistorias e autorizar que a Fórmula Truck estacionasse na capital sul-mato-grossense.

Diferentemente dos últimos anos, o evento nesta temporada proporcionará novidades aos fãs do automobilismo, com a separação das categorias de caminhões. Para os amantes da categoria, essa mudança no regulamento deve proporcionar muitas emoções para o público e melhores oportunidades de competição para pilotos e equipes.

Ainda de acordo com o regulamento, outra mudança será na entrada do Pace Truck na pista. Antigamente, o relógio de tempo das corridas seguia mesmo em bandeira amarela. A partir de agora, o cronômetro será paralisado, garantindo justiça entre intervenções externas durante a corrida.

Conforme o regulamento da competição, serão realizadas as seguintes provas: 

  • F-Truck: Categoria dos caminhões com motores de bomba injetora.
  • GT Truck: Categoria dos caminhões com motores eletrônicos.
  • Prova SpeedMax: Uma corrida extra sem pontuação, onde os seis primeiros colocados das provas da F-Truck e GT Truck não poderão participar. O grid de largada será invertido, prometendo um show de ultrapassagens e competição intensa.

Os ingressos já estão à venda na bilheteria digital, localizada no site oficial da Fórmula Truck, com valores de de R$25 a R$350, o primeiro lote. Confira:

  • R$ 25 Alambrado (meia-entrada válida para todos os dias)
  • R$ 40 Estacionamento Paddock (válido para todos os dias)
  • R$ 50 Alambrado (inteira válida para todos os dias)
  • R$ 120 Paddock (inteira válida para todos dos dias)
  • R$ 350 Área VIP (inteira válida para todos os dias com buffet no domingo)

As próximas etapas da Fórmula Truck neste ano de 2024 serão na seguinte ordem:

  • 4 de agosto em Londrina (PR);
  • 31 de agosto em Velopark (RS);
  • 13 de outubro em Santa Cruz do Sul (RS);
  • 10 de novembro em Tarumã (RS);
  • 1º de dezembro em Cascavel (PR);

 Assine o Correio do Estado    

Depoimento

Convite a Lucas Paquetá é aprovado pela CPI das Apostas

Meia é investigado na Inglaterra por manipulação de jogos; por se tratar de convite, meia não é obrigado a comparecer

18/06/2024 23h00

Lucas Paquetá está sendo investiogado pela Premier League sobre favorecimento nas apostas esportivas

Lucas Paquetá está sendo investiogado pela Premier League sobre favorecimento nas apostas esportivas Foto: Rafael Ribeiro/CBF

Continue Lendo...

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) de Manipulação de Jogos e Apostas Esportivas aprovou nesta terça-feira (18) o convite ao meia Lucas Paquetá, do West Ham, para prestar depoimento sobre as acusações feitas pela Federação Inglesa contra o brasileiro.

Dois senadores fizeram requerimento para que Paquetá seja convidado: Jorge Kajuru e Eduardo Girão.

Por se tratar de convite, Paquetá tem o direito de negar. Mas as regras da CPI permitem que depois venha uma convocação, e persistindo a negativa, até condução coercitiva para depoimento.

Não há data prevista ainda para a formalização do convite ao jogador.
Paquetá neste momento está com a seleção brasileira, que se prepara para a Copa América nos Estados Unidos.

A JUSTIFICATIVA

No requerimento assinado por Kajuru, que preside a CPI, ele pontua que "se há evidências de uma relação direta entre apostadores brasileiros e o jogador, suspeita-se de que eventuais intermediários possam estar atuando também em partidas de futebol do Brasil, o que torna ainda mais importante o testemunho de Paquetá".

Paquetá é acusado pela Federação Inglesa de tomar cartões amarelos propositalmente em quatro partidas da Premier League para manipular o mercado de apostas. O jogador nega, mas foi formalmente acusado, após um período de investigação.


*Informações da Folhapress

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).